Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Doença brilhante - doença renal

A doença brilhante é um termo histórico que não seja actualmente em uso. Referiu um grupo de doenças renais - na medicina moderna, a circunstância é descrita como a nefrite aguda ou crônica.

Este artigo é pretendido cobrir a importância histórica da doença brilhante, além do que os sinais característicos e os sintomas que foram usados no diagnóstico e no tratamento da circunstância.

Importância histórica

A doença foi nomeada após Richard brilhante, que era o primeiro para descrever os sintomas em 1827. Descreveu 25 casos pacientes que envolvem a hidropisia, que é referida agora geralmente como o edema, e ligado lhes à doença renal em seus relatórios de casos médicos.

Seguindo disto, a pesquisa conduzida por médicos brilhantes e outros notou uma relação à hipertrofia cardíaca, que conduziu à sugestão que a estimulação do coração era involvida.

Um caso notável da doença brilhante era aquele de Arnold Ehret. Sua condição foi diagnosticada como incurável por 24 doutores respeitados em Europa. Contudo, curou-se eventualmente da doença com o projecto do sistema cura da dieta de Mucusless.

Na medicina moderna, a doença brilhante do termo é já não dentro uso e é provida somente para finalidades históricas. Isto é porque a doença é devido a uma escala vasta das doenças renais, para que não há não mais termo descritivo que pode ser usado.

Sinais e sintomas

Os sinais característicos da doença brilhante eram edema e albumina na urina, que são igualmente uma parte vital de muitas condições renais na medicina moderna.

A vasta gama de sintomas que foram relatados frequentemente nos pacientes com a doença brilhante incluída:

  • Edema
  • Albumina na urina
  • Hipertensão
  • Inflamação das membranas sorosos
  • Hemorragia
  • Apoplexia
  • Convulsões
  • Cegueira
  • Coma

Adicionalmente, os sinais de doença significativos foram notados nos rins na autópsia.

Naturalmente, os métodos do diagnóstico igualmente diferiram devido às limitações que referem-se a tecnologia e o equipamento médico. Por exemplo, o nível de albumina na urina foi detectado pela colher e pela coagulação do vela-calor, que é ao contrário dos testes da urinálise na prática hoje.

Tratamento

Na medicina tradicional, os pacientes com doença brilhante foram tratados com uma vasta gama de técnicas como:

  • Banhos mornos
  • Mudanças dietéticas (por exemplo vacância do álcool, do queijo e da carne vermelha)
  • Ervas com propriedades diuréticos
  • Sangue-deixar
  • Squill
  • Digital
  • Mercury
  • Ópio
  • Laxante

A eficácia destes métodos de tratamento variados consideravelmente entre cada caso e os factores involvidos. Esta deve ser esperada, como a doença brilhante do termo foi usada para descrever um grupo de circunstâncias largo baseadas em sintomas da indicação.

Estas circunstâncias são diferenciadas hoje no diagnóstico para permitir que os médicos localizem a causa dos sintomas e planejem um plano apropriado do tratamento para o caso à mão.

Referências

Further Reading

Last Updated: Feb 26, 2019

Yolanda Smith

Written by

Yolanda Smith

Yolanda graduated with a Bachelor of Pharmacy at the University of South Australia and has experience working in both Australia and Italy. She is passionate about how medicine, diet and lifestyle affect our health and enjoys helping people understand this. In her spare time she loves to explore the world and learn about new cultures and languages.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Smith, Yolanda. (2019, February 26). Doença brilhante - doença renal. News-Medical. Retrieved on September 20, 2021 from https://www.news-medical.net/health/Brights-Disease-Kidney-Disease.aspx.

  • MLA

    Smith, Yolanda. "Doença brilhante - doença renal". News-Medical. 20 September 2021. <https://www.news-medical.net/health/Brights-Disease-Kidney-Disease.aspx>.

  • Chicago

    Smith, Yolanda. "Doença brilhante - doença renal". News-Medical. https://www.news-medical.net/health/Brights-Disease-Kidney-Disease.aspx. (accessed September 20, 2021).

  • Harvard

    Smith, Yolanda. 2019. Doença brilhante - doença renal. News-Medical, viewed 20 September 2021, https://www.news-medical.net/health/Brights-Disease-Kidney-Disease.aspx.

Comments

  1. Karen Sue Reed Karen Sue Reed United States says:

    My great grandmother, died in 1921 of Bright's Disease. Just wondering if it's hereditary?

    • Elaine Lone Elaine Lone Canada says:

      My grandmother died in 1946 at the age of 46 and I remember my mother telling me it was from 'Brights Disease' an umbrella term to cover a number of kidney ailments. My mother always had issues with her kidneys especially when she got older. Sadly mother passed away five years ago after a surgical procedure (small bowel blockage) as her kidneys started to fail. We were aware of it as the surgeon told us that there was a very real chance that she wouldn't make it due to her kidneys, nephritis. Since our late 20's both my elder brother and I have had kidney problems. The worst so far being kidney stones. I've never looked up whether or not 'Bright's Disease' aka bad kidneys is hereditary but what three generations of my family have gone through because of their kidneys I'd say there's a good chance.

The opinions expressed here are the views of the writer and do not necessarily reflect the views and opinions of News Medical.