Prevenção da febre de dengue

A febre de dengue é uma infecção viral encontrada geralmente nas regiões tropicais e subtropicais que é levado e propagação pelo mosquito do aegypti do Aedes.

Actualmente, não há nenhuma vacina a proteger contra o vírus de dengue e os povos são recomendados pelo contrário tomar precauções apreciáveis para diminuir a probabilidade da mordedura pelo mosquito.

Diversos factores podem ajudar a evitar as mordidas destes insectos e a inclui-las:

Consciência

A consciência é a primeira etapa na prevenção. Os povos devem certificar-se que estão cientes de se há um risco de infecção da dengue e para estar pronto para se proteger se estão viajando a uma região onde a infecção seja comum.

Controle de vector

A multiplicação do mosquito que leva o vírus de dengue pode ser impedida assegurando todas as áreas é clara de locais de criação de animais potenciais.

Os mosquitos do aegypti do Aedes produzem perto da água e colocam seus ovos nas paredes de recipientes da água, assim que estes insectos são os reservatórios próximos comuns da água, as fossas sépticas não lacradas, as fontes decorativas, os pneumáticos e as garrafas rejeitadas ou os barcos e os outros veículos que podem recolher a água quando estacionários.

Frequentemente, derramar uma camada fina de querosene ou um outro petróleo sobre a água estagnante ajuda a impedir a criação de animais das larvas do mosquito. O controle de vector pode igualmente ser utilização conseguida pequena, mosquito-comendo os peixes e os copepods (crustáceos minúsculos) que comem as larvas do mosquito e impedem a propagação.

Prevenção de mordidas de mosquito

Uma única mordida do mosquito do aegypti do Aedes é frequentemente bastante transmitir a infecção da dengue e a protecção adequada contra mordidas de mosquito é importante. As medidas preventivas simples tais como a roupa vestindo que cobre o corpo inteiro, dormindo sob uma rede de mosquito na noite e usando um repelente de insectos podem ajudar a impedir mordidas.

Ao contrário do mosquito malária-levando dos anófeles, que alimenta principalmente entre 5pm e 9am, o mosquito do aegypti do Aedes tende a morder durante o dia e estes métodos da prevenção precisam conseqüentemente de ser aplicados no dia.

Um repelente de insectos deve ser pulverizado na pele e em torno da área do sono. Aplicado repulsivo à pele precisa de ser reaplicado freqüentemente. Os repelentes de insectos os mais eficazes contêm o diethyltoluamide (DEET) e estão disponíveis sob a forma dos pulverizadores, rolo-ONS, colam-no e desnatam-no.

Fontes

[Leitura adicional: Febre de dengue]

Last Updated: Feb 26, 2019

Dr. Ananya Mandal

Written by

Dr. Ananya Mandal

Dr. Ananya Mandal is a doctor by profession, lecturer by vocation and a medical writer by passion. She specialized in Clinical Pharmacology after her bachelor's (MBBS). For her, health communication is not just writing complicated reviews for professionals but making medical knowledge understandable and available to the general public as well.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Mandal, Ananya. (2019, February 26). Prevenção da febre de dengue. News-Medical. Retrieved on June 20, 2019 from https://www.news-medical.net/health/Dengue-Fever-Prevention.aspx.

  • MLA

    Mandal, Ananya. "Prevenção da febre de dengue". News-Medical. 20 June 2019. <https://www.news-medical.net/health/Dengue-Fever-Prevention.aspx>.

  • Chicago

    Mandal, Ananya. "Prevenção da febre de dengue". News-Medical. https://www.news-medical.net/health/Dengue-Fever-Prevention.aspx. (accessed June 20, 2019).

  • Harvard

    Mandal, Ananya. 2019. Prevenção da febre de dengue. News-Medical, viewed 20 June 2019, https://www.news-medical.net/health/Dengue-Fever-Prevention.aspx.

Comments

  1. Aseni Desilva Aseni Desilva Sri Lanka says:

    We did a study on ‘Correlation of clinical presentation and laboratory confirmation of dengue patients.’ The proportion of laboratory confirmed dengue patients were 56%. Mean platelet count and PCV in laboratory confirmed dengue patients were 60 269/mm and 41% (range 27-61%) and in non-dengue patients were 106 318/mm and 41.6% (range 29-53%). Based on WHO criteria for diagnosis of dengue, headache (48/56), retro-orbital pain (30/56), limb pain (51/56) and external bleeding (29/56) showed significant association with dengue. Neck pain (10/56), and lymphadenopathy (3/56) did not show significant association with dengue. The infection was confirmed as dengue fever in 11% and dengue hemorrhagic fever in 89% based on WHO criteria. https://goo.gl/GKiqaZ

  2. Akhil Arya Akhil Arya India says:

    Your article with respect to Dengue Fever is great. I feel extraordinary joy to be in contact with you and your experience and learning in the field of homeopathy. Much obliged for recalling that me through sends.

The opinions expressed here are the views of the writer and do not necessarily reflect the views and opinions of News-Medical.Net.
Post a new comment
Post