Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Implicações legais da epilepsia

Sobre as últimas décadas a atitude para a epilepsia submeteu-se a uma mudança radical. Houve um progresso em diagnosticar e em tratar a epilepsia eficazmente. Apesar destes avanços, a epilepsia continua a evocar o medo, a discriminação e estereótipos negativos. Há diversas questões legais de que um epilético precisa de estar ciente a fim lhes impedir o tratamento injusto e injusto. Em muitos pacientes o tratamento regular com medicamentações pode ajudar em manter as apreensões na verificação e os pacientes podem conduzir uma vida quase normal.

Algumas das edições incluem:

Oportunidades de emprego

Os trabalhadores qualificados com epilepsia podem ser negados as oportunidades de trabalho devido aos riscos estereotipados das vistas de apreensões no local de trabalho. Este é um dos problemas os mais grandes enfrentados por epiléticos no mundo inteiro. Agora devido às leis como os americanos com inabilidades actuam (ADA), a maioria de empregadores são reservados já não perguntar a candidatos de trabalho se têm inabilidades como a epilepsia e a sua severidade. As leis igualmente impedem que os empregadores discriminem com base em inabilidades.

Oportunidades educacionais

As faculdades podem recusar fazer ajustes académicos para assegurar a maior participação de pacientes epiléticos e para barrá-los das actividades que são percebidas para ser perigosas. As escolas e as facilidades da guarda podem recusar tomar a responsabilidade de uma criança com epilepsia e recusá-la administrar a medicamentação quando necessárias. Os indivíduos com lei sobre o ensino das inabilidades (IDEIA) dizem que cada criança com uma inabilidade está autorizada a um ensino público livre, apropriado. Os estudantes com epilepsia não podem precisar o ensino especial mas podem precisar de programar e atenção especial.

Justiça penal

Aqueles com epilepsia são vistos erroneamente como agressivo ou intoxicados e podem ser prendidos injusta. As apreensões parciais complexas em particular podem parecer agressivas e são entendidas mal às vezes pela polícia. Vestir um bracelete médico da emergência ou a outra identificação médica pode ajudar a impedir este tipo de apreensão imprópria.

Direitos familiares

Um pai com epilepsia durante a continuação do divórcio pode ser negado a custódia de sua criança. A lei de antecedentes indica que a epilepsia não pode ser a única base para negar a custódia a um pai. Pode ser um factor quando considerar os melhores interesses da criança mas não o impedir ou seu ser um bom pai.

Conduzindo e licenciar do motorista

Cada estado coloca suas próprias limitações na condução por pessoas com determinados problemas médicos como a epilepsia. Em a maioria de estados de EUA a pessoa precisa de ser apreensão-livre por três a seis meses até 1 ano a ser reservado conduzir. No Reino Unido, é a responsabilidade dos pacientes informar a agência licenciar do motorista e do veículo (DVLA) se têm a epilepsia. As regras sugerem que aquelas que continuam a ter apreensões ou que se realizam dentro de 6 meses da mudança da medicamentação possam ter sua licença revogada. Uma pessoa deve ser apreensão livre de uma apreensão do “dia” por 12 meses (ou teve somente apreensões do “sono” para 3 anos ou mais) antes que possam se aplicar para uma licença. As leis são similares em outra parte no mundo com variações.

Viagem aérea e pilotagem

Aqueles com epilepsia estão proibidos geralmente dos aviões de pilotagem a menos que forem absolutamente apreensão livre. Nos Estados Unidos, uma história da epilepsia está eliminando geralmente para a certificação médica dos pilotos. Não há nenhuma limitação dos epiléticos a viajar pelo ar.

Seguro

Um outro problema grave enfrentado por epiléticos está obtendo o seguro de saúde disponível. Encontrar a vida disponível e o auto seguro é igualmente um desafio.

Fontes

Further Reading

Last Updated: Feb 26, 2019

Dr. Ananya Mandal

Written by

Dr. Ananya Mandal

Dr. Ananya Mandal is a doctor by profession, lecturer by vocation and a medical writer by passion. She specialized in Clinical Pharmacology after her bachelor's (MBBS). For her, health communication is not just writing complicated reviews for professionals but making medical knowledge understandable and available to the general public as well.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Mandal, Ananya. (2019, February 26). Implicações legais da epilepsia. News-Medical. Retrieved on October 22, 2020 from https://www.news-medical.net/health/Epilepsy-Legal-Implications.aspx.

  • MLA

    Mandal, Ananya. "Implicações legais da epilepsia". News-Medical. 22 October 2020. <https://www.news-medical.net/health/Epilepsy-Legal-Implications.aspx>.

  • Chicago

    Mandal, Ananya. "Implicações legais da epilepsia". News-Medical. https://www.news-medical.net/health/Epilepsy-Legal-Implications.aspx. (accessed October 22, 2020).

  • Harvard

    Mandal, Ananya. 2019. Implicações legais da epilepsia. News-Medical, viewed 22 October 2020, https://www.news-medical.net/health/Epilepsy-Legal-Implications.aspx.

Comments

The opinions expressed here are the views of the writer and do not necessarily reflect the views and opinions of News Medical.