História da lepra

A doença da lepra, ou do Hansen, foi relatada mais de 3000 anos há. Foi interpretada como uma praga dos deuses, ou a punição do pecado, ou de uma doença hereditária.

lepra

Realizava-se em 1873, sobre cem anos há, que o médico norueguês Gerhard Hansen viu o bacilo de lepra sob o microscópio e mostrou que a lepra era uma doença infecciosa e não uma praga. Como um tributo a este grande pesquisador, a doença é nomeada agora após ele. O hanseniasis do termo foi propor primeiramente por Abraao Rotberg em 1967, com a finalidade adicional de tomar a picada fora do diagnóstico.

Apesar desta descoberta, os leprosos continuaram a ser tratados primeiramente pelo isolamento em acampamentos do leproso longe das habitações humanas estabelecidas.

A lepra originou em África ou em Ásia, mas alcançou Europa através dos exércitos de conquista de Alexander o grande, cerca de 300 BC. Devastou Europa e o Médio Oriente durante a idade das trevas, até aproximadamente 1870.

Durante este período, overcrowding, saneamento deficiente, e má nutrição dos povos deficientes que compo a maioria da população contribuiu a uma incidência alta da lepra. As circunstâncias sócio-económicas melhoradas conduziram a uma queda dramática no número de novos casos. A lepra alcançou Ámérica do Sul dos invasores coloniais, na maior parte através dos escravos africanos trazidos no país.

Durante todo muita da história de mundo, a lepra era incurável e desfigurando, que conduziu ao sentimento do horror e ao medo com que os leprosos foram considerados. A injecção do petróleo de Chaulmoogra era um de poucos tratamentos que beneficiaram pelo menos alguns pacientes. Contudo, sua eficácia era a longo prazo unproved, e as injecções eram bastante dolorosas.

Em 1921, o serviço de saúde pública dos E.U. estabelece um centro para o estudo e o tratamento da lepra em Carville, Louisiana, que se tornou conhecido como “Carville.” Era um primeiro centro de pesquisa da lepra e uma unidade residencial para os pacientes da lepra, que eram frequentemente indesejados em outra parte.

Uma grande etapa foi feita para a frente com a descoberta em 1940, em Carville, que os sulfones eram eficazes em tratar a lepra, tanto de modo que o isolamento fosse já não por mais necessário que o paciente se tornasse rapidamente não contagioso. Contudo a quarentena em colônias do leproso foi abulida pelo decreto oficial somente tão tarde quanto os anos 60.

Apesar desta decisão, a maioria de pacientes permaneceram em todo o mundo limitados às colônias da lepra. Os Sulfones tiveram o inconveniente sério que um curso de diversas injecções dolorosas estêve exigido para tratar a lepra.

O Dr. Cochrane de Carville fez a descoberta inovador nos anos 50, esses sulfones orais era ingualmente eficaz. Seus efeitos pareceram pouco curto de miraculoso, mas infelizmente, resistência de droga ajustada logo dentro, tornando a droga inútil quando administrados apenas.

Isto foi seguido por uma pesquisa mais intensa tendo por resultado o anúncio das directrizes para a terapia da multi-droga (MDT) pela Organização Mundial de Saúde em 1981. As primeiras experimentações foram guardaradas na ilha histórica de Malta por volta de 1970 e estiveram no uso durante todo a maioria do mundo desde então. A duração da terapia pode durar 6-24 meses segundo a severidade e o tipo de manifestação clínica.

Presentemente, muito progresso foi feito na reabilitação e na cirurgia plástica para restaurar a normalidade cosmética e funcional para os pacientes da lepra que perderam as peças de seus faces ou membros à lepra. O diagnóstico adiantado e o tratamento com o MDT permanecem a primeira escolha para curar a lepra e impedir dano a longo prazo aos nervos, à deformidade resultante e à inabilidade, e cortam a corrente da transmissão.

As vacinas contra o bacilo são ainda em desenvolvimento. Os esforços activos são centrados igualmente sobre maneiras tornando-se de diagnosticar indivíduos e comunidades no risco elevado de contratar a doença dos contactos.

Referências

  1. https://web.stanford.edu/group/parasites/ParaSites2005/Leprosy/history.htm
  2. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4008049/
  3. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4458930/
  4. https://www.hrsa.gov/hansensdisease/history.html

Further Reading

Last Updated: Feb 26, 2019

Dr. Liji Thomas

Written by

Dr. Liji Thomas

Dr. Liji Thomas is an OB-GYN, who graduated from the Government Medical College, University of Calicut, Kerala, in 2001. Liji practiced as a full-time consultant in obstetrics/gynecology in a private hospital for a few years following her graduation. She has counseled hundreds of patients facing issues from pregnancy-related problems and infertility, and has been in charge of over 2,000 deliveries, striving always to achieve a normal delivery rather than operative.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Thomas, Liji. (2019, February 26). História da lepra. News-Medical. Retrieved on September 21, 2019 from https://www.news-medical.net/health/History-of-leprosy.aspx.

  • MLA

    Thomas, Liji. "História da lepra". News-Medical. 21 September 2019. <https://www.news-medical.net/health/History-of-leprosy.aspx>.

  • Chicago

    Thomas, Liji. "História da lepra". News-Medical. https://www.news-medical.net/health/History-of-leprosy.aspx. (accessed September 21, 2019).

  • Harvard

    Thomas, Liji. 2019. História da lepra. News-Medical, viewed 21 September 2019, https://www.news-medical.net/health/History-of-leprosy.aspx.

Comments

The opinions expressed here are the views of the writer and do not necessarily reflect the views and opinions of News-Medical.Net.
Post a new comment
Post