Que é uma gravidez enigmática?

Faixa clara a

A gravidez enigmática é o fenômeno por meio de que as mulheres não se tornam consciente cientes de sua gravidez até as últimas semanas da gestação ou em alguns casos até que dêem o nascimento. Muitos estudos de caso relatam os casos anedóticos onde mesmo os parentes e os médicos de família não se tornam cientes da gravidez. A gravidez enigmática, é caracterizada em muitos casos pelo sangramento pseudo--menstrual e pela falta de sintomas típicos da gravidez tais como a náusea, a doença e o vômito. As avaliações actuais mostram esse 1 na gravidez enigmática da experiência de cada 475 mulheres não descoberta até a 20a semana da gravidez.

As conseqüências da gravidez enigmática, incluindo a aflição psicológica, entrega e neonaticide não assistidos, puseram a matriz e o recém-nascido em risco.

Teste de gravidez. Crédito de imagem: Paul Velgos/Shutterstock
Teste de gravidez. Crédito de imagem: Paul Velgos/Shutterstock

Factores de risco

Não houve nenhuma topologia bem defenida estabelecida das mulheres do grupo por meio de que a incidência da gravidez enigmática é a mais alta. A maioria das mulheres estudadas, contrariamente às opiniões comuns, teve o bom apoio social, conduzindo à conclusão que os factores de força externos e os conflitos podem ter um efeito adverso em mulheres de outra maneira bem-ajustadas.

Assim, as mulheres que se submetem à gravidez enigmática são parte de um grupo heterogêneo sem características de identificação bem defenidas. Conseqüentemente, os doutores devem estar mais cientes da possibilidade de gravidez enigmática e submeter-se a um exame completo das mulheres que apresentam com os sintomas associados com a gravidez.

Desordens psiquiátricas

A pesquisa mostrou a evidência contraditória em relação à associação da gravidez enigmática com desordens psiquiátricas. Os sintomas psiquiátricas relativos à esquizofrenia, à depressão ou ao transtorno de personalidade são somente proeminentes em uma minoria dos casos, assim não são reconhecidos como uma característica essencial da gravidez enigmática.

Sangramento de Pseudomenstrual e ausência de náusea

Um estudo por Brezinka e por colegas relata que 26% das mulheres no estudo teve o amenorrhea (ausência de sangramento menstrual). A maioria das mulheres relatou sangramentos como períodos regulares. Entrementes, 26% tinha experimentado a náusea. Mais importante, nenhumas das mulheres que relataram não estar cientes da gravidez até a entrega experimentaram a náusea. Estes resultados sugerem que haja uma associação entre a ausência de náusea e outros sintomas tais como o inchamento abdominal reduzido e o baixo peso ao nascimento. Esta pôde ser a razão pela qual a gravidez permanece escondida e em muitos casos negada até a entrega da criança.

A gonadotropina coriónica humana (hCG) é uma hormona placental que jogue um papel crucial durante a gravidez. Esta hormona é envolvida em muitos aspectos sintomáticos da gravidez, provocando a liberação da progesterona materna e assim inibindo a menstruação. A pesquisa igualmente indicou o papel do hCG em náusea gravidez-relacionada.

Teorias que tentam explicar a gravidez enigmática

A evidência actualmente disponível do ponto de vista biológico da gravidez enigmática é limitada. Alguns estudos epidemiológicos fornecem mais introspecção no assunto. Contudo, esta evidência é indirecta e nao suficiente bastante para informar teorias explicativas. As mulheres usam sugestões corporais para determinar se estão grávidas ou não. No caso da gravidez enigmática, estas sugestões são reduzidas ou ausentes. Conseqüentemente, na ausência das sugestões, a gravidez não é supor.

O conflito da pai-prole foi uma das estruturas principais usadas para compreender a base biológica da gravidez enigmática. Todos os factores e sintomas que cercam este fenômeno apontam ao facto que neste conflito a matriz é a figura que beneficia o a maioria às expensas do feto. Três hipóteses foram formuladas para explicar o fenômeno em termos evolucionários. O cuidado deve ser dado ao facto de que estas hipóteses não são mutuamente exclusivos.

Hipótese 1: De acordo com esta hipótese, o conflito da pai-prole conduz ao baixo investimento da matriz. A pesquisa especula que os rompimentos dos mecanismos de impressão genomic devem ser envolvidos na participação materna reduzida. A evidência nos efeitos parenting-específicos da hormona do hCG reforça esta hipótese. Esta hipótese é consistente com o risco fetal aumentado. Contudo, o facto de que os neonates não mostram nenhuns outros problemas óbvios à exceção do peso ao nascimento reduzido não é de suporte da hipótese.

Hipótese 2: Esta hipótese olha no aborto faltado como uma explicação do fenômeno da gravidez enigmática. Se um feto cuja a produção de hCG estivesse perto do ponto inicial da rejeção da matriz sobrevive ao começo da gravidez sem aborto, poderia sobreviver até o parto apesar do baixo investimento da matriz na gravidez.

Hipótese 3: Esta hipótese considera a gravidez enigmática como um mecanismo adaptável em condições fatigantes da vida. A pesquisa com uma amostra australiana apoia esta reivindicação mostrando uma incidência alta do esforço físico-social nas matrizes.

Observações finais e sentidos futuros

A gravidez atualizada, enigmática foi interpretada como uma manifestação patológica do conflito inconsciente. Uma das explicações as mais mencionadas para a gravidez enigmática é que a mulher não está psicològica pronta para aceitar a gravidez e as implicações dela. A gravidez é associada não somente com muitas mudanças biológicas no corpo da mulher mas igualmente exige a preparação para o parto e o cuidado, tudo que está sendo baseado em aceitar a gravidez e o feto e as mudanças que estão a ponto de trazer.

A teoria de conflito da pai-prole fornece uma estrutura para a explicação da gravidez enigmática embora a prova insuficiente saa de salas para diversas hipóteses sobre os mecanismos fisiológicos envolvidas. A pesquisa futura a muitos níveis que incluem genéticas é necessário compreender este fenômeno complexo.

Referências

Further Reading

Last Updated: Sep 10, 2019

Mihaela Dimitrova

Written by

Mihaela Dimitrova

Mihaela's curiosity has pushed her to explore the human mind and the intricate inner workings in the brain. She has a B.Sc. in Psychology from the University of Birmingham and an M.Sc. in Human-Computer Interaction from University College London.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Dimitrova, Mihaela. (2019, September 10). Que é uma gravidez enigmática?. News-Medical. Retrieved on September 15, 2019 from https://www.news-medical.net/health/What-is-a-Cryptic-Pregnancy.aspx.

  • MLA

    Dimitrova, Mihaela. "Que é uma gravidez enigmática?". News-Medical. 15 September 2019. <https://www.news-medical.net/health/What-is-a-Cryptic-Pregnancy.aspx>.

  • Chicago

    Dimitrova, Mihaela. "Que é uma gravidez enigmática?". News-Medical. https://www.news-medical.net/health/What-is-a-Cryptic-Pregnancy.aspx. (accessed September 15, 2019).

  • Harvard

    Dimitrova, Mihaela. 2019. Que é uma gravidez enigmática?. News-Medical, viewed 15 September 2019, https://www.news-medical.net/health/What-is-a-Cryptic-Pregnancy.aspx.

Comments

  1. mizt 60 mizt 60 United States says:

    I applaud someone in the medical field for finally admitting that cryptic pregnancies do exist. However, it's just like the medical field to always blame the patient for why it happens instead of taking time to find the REAL reason. My daughter has been going through it to get the doctors to believe she is pregnant. She has been to 4 doctors, 3 of them OB/GYNs. 3 doctors told her it's all in her head, 2 asked does she WANT TO BE pregnant...but she was already 6 months along. The last one we saw last month could actually SEE the baby MOVING! But because it didn't show on the ultrasound she said she medically or legally call it a pregnancy! So NO, IT'S not JUST WOMEN TRYING TO DENY THEY ARE PREGNANT! IT'S doctors who REFUSE to do ANYTHING BEYOND the standard testing either because they are full of themselves or afraid their malpractice insurance will go up if they go beyond standard treatment. In the meantime my daughter can get prenatal care, lost her job because without a doctor to say she is pregnant she couldn't get FMLA so she had to quit or be terminated and she is in limbo with no due date. Thank God for nurses who told us how to keep both her and the baby healthy. Just think how many pregnant women are forced into this position by the medical practices who think it's all the patients fault!

  2. Tiffany Roquemore Tiffany Roquemore United States says:

    hello, i havent has a period since march. i used the ovia app to track my periods, and i am very regular. i have one son who is 5. negative urine test and blood test at dr . dr told me it is impossible to get a negative blood test if you are pregnant. but i saw about cryptic pregnancies on dr oz and many other places on the web. i mentioned this to my dr and he said anyone who said they got a negative blood test and turned out to be pregnant was a liar. but i dont believe him.
    i really do not know what to do. i am not on birth control. me and my husband do not use protection. i do not have any health issues. at the pap smear the dr said he didnt feel any cysts because i had thought maybe i had one and thats why i missed my period. i dont know what to do.  im really needing to know so i do not smoke or drink alcohol. i am already taking prenatals for about 2 months because i wanted it to help my hair grow faster. what should i do next? i feel like im going crazy. i dont really have much symptoms only heartburn and cravings.

  3. Sara Stevens Sara Stevens United States says:

    this is not only misleading, but demeaning for women actually going through this. If you are not personally experiencing this, you need to be quiet. You have no idea what you are talking about. And to say 'it is in your head' is hurtful, WRONG, INCORRECT & demeaning. How would you feel if I told you your physical ailments are just in your head and you are making it up??!!

  4. Tiffany Dew Tiffany Dew United States says:

    Right now, I’m about 18 weeks pregnant with twins. This is a cryptic pregnancy. All the pee tests, blood tests and ultrasound show up negative. My stomache is getting bigger, I have felt the babies move, and have heard their hearts with a stephyscope, an app for my phone which is like a Doppler and a Doppler that I bought. When I go to a doctor about my symptoms I’m told I’m crazy or that I should know by now that I’m not pregnant based on the tests. It’s hard when you go for help when you start to feel contractions and the minute the tests come back negative your told her is a piece of paper on abdominal pain and they stop talking to you, since they feel like you wasted their time. The only way that I got the ultrasound was to be persistent about it. I’m not making this up, and the more that time continues on the more I can’t get the proper prenatal care and the more time I take off from work for no doctor will give me a note stating that I cannot got back to work due to having early contractions. This is frustrating and when you are not supposed to be stressed and you for no one will take you seriously it’s so stressful. I wish doctors would look beyond tests and listen to every part that they are supposed to do like the abdomen for that would solve have the problems. But until that changes it’s more negative tests and doctors saying that I’m waisting their time, which I’m not.

The opinions expressed here are the views of the writer and do not necessarily reflect the views and opinions of News-Medical.Net.
Post a new comment
Post