Arranjar em seqüência do ADN

Arranjar em seqüência do ADN é o processo usado para determinar o pedido dos nucleotides em uma molécula específica do ADN. Esta informação é útil para pesquisadores em compreender o tipo de informação genética que é levada dentro o ADN, que pode afectar sua função no corpo. Pode então, por sua vez, ajudar a detectar as mudanças genéticas que podem ser associadas com a causa de determinada norma sanitária.

Arranjar em seqüência do ADN

O ADN tem uma estrutura de hélice dobro que seja compor de quatro bases químicas que existem sempre nos mesmos pares. A adenina do nucleotide (a) emparelha-se sempre com o thymine (T) no ADN, e no cytosine do nucleotide (c) se emparelha sempre com a guanina (g). Estes pares formam a base das moléculas do ADN e da maneira em que as pilhas replicate e se dividem. Este conceito encontra-se no núcleo do ADN que arranja em seqüência métodos.

Progressão de arranjar em seqüência a tecnologia

A genómica é um campo relativamente novo; de facto, as primeiras seqüências do ADN foram obtidas somente menos do que há um meio século atraz no princípio dos anos 70. Neste tempo, os pesquisadores confiaram em técnicas bidimensionais da cromatografia para arranjar em seqüência o ADN, que era muito demorado.

Nas últimas décadas houve avanços significativos na tecnologia disponível para arranjar em seqüência do ADN. Fluorescência-baseado arranjando em seqüência métodos foram introduzidos para aumentar a facilidade e a velocidade da pesquisa. A melhoria na tecnologia correspondeu a um aumento significativo na taxa de arranjar em seqüência e de crescimento acelerado em pesquisa relacionada. Isto permitiu o genoma humano inteiro de ser arranjado em seqüência, além do que muitas outras espécies de vegetais e animal.

Tecnologia arranjando em seqüência presente e futura

Neste tempo, há os vários métodos e tecnologias que podem ajudar no processo a arranjar em seqüência o ADN. Alguns laboratórios podem agora arranjar em seqüência todos os anos um excesso de 100.000 bilhão bases do nucleotide. O processo igualmente reduziu-se significativamente no custo, e um genoma inteiro custaria somente alguns mil dólares neste tempo.

A tecnologia é esperada continuar a melhorar no futuro. Os métodos novos são ainda em desenvolvimento, incluindo algum que utiliza nanopores para arranjar em seqüência o ADN. Isto trabalharia rosqueando únicas costas do ADN através dos nanopores na membrana de pilha, que seria lida então pela tecnologia na única lima.

Tipos de arranjar em seqüência do ADN

Em geral, há dois tipos de arranjar em seqüência do ADN: espingarda e alto-produção.

A espingarda (Sanger) que arranja em seqüência é a aproximação mais tradicional, que é projectada arranjando em seqüência cromossomas inteiros ou costas longas do ADN com mais de 1000 pares baixos. Envolve um teste padrão ràpida de expansão do despedimento para ler o ADN em fragmentos curtos de 100 a 1000 pares baixos, que são sobrepor então com um sistema de análise computado.

a Alto-produção é o método da próxima geração do ADN que arranja em seqüência, que conduziu à aceleração rápida de arranjar em seqüência do ADN e de conhecimento alargado no campo. Pode produzir simultaneamente milhares de seqüências, que abaixa o custo da técnica significativamente.

Aplicações de arranjar em seqüência do ADN

Compreender as seqüências do ADN pode ser aplicada em vários ajustes. Forma a base da pesquisa biológica e é aplicada agora na biotecnologia, na biologia judicial, na virologia e em diagnósticos médicos.

Os pesquisadores podem já usar os resultados do ADN que arranjam em seqüência para comparar comprimentos longos do ADN. Em alguns casos, isto pode incluir a vista de segmentos sobre de milhão bases para comparar diferenças em arranjar em seqüência. Esta informação pode revelar a informação importante sobre o papel de determinados testes padrões e de susceptibilidade do ADN à norma sanitária ou a resposta ao tratamento médico.

O uso corrente do ADN que arranja em seqüência como uma ferramenta diagnóstica para o médico geral permanece uma possibilidade para o futuro, mas lá é algumas maneiras que arranjar em seqüência está sendo usado já para finalidades médicas. Por exemplo, arranjar em seqüência do ADN é usado actualmente para que as pacientes que sofre de cancro ajudem a identificar o tipo de cancro que esta presente, que dirige as decisões do tratamento para o paciente. Os métodos similares estão actualmente durante o processo de desenvolvimento para outras normas sanitárias que são prováveis ter um elemento genético, tal como a doença cardiovascular e o diabetes.

Referências

  1. http://www.genomenewsnetwork.org/resources/whats_a_genome/Chp2_2.shtml
  2. https://www.youtube.com/watch?v=91294ZAG2hg
  3. https://www.genome.gov/10001177/dna-sequencing-fact-sheet/
  4. https://www.britannica.com/science/DNA-sequencing

[Leitura adicional: ADN]

Last Updated: Feb 26, 2019

Yolanda Smith

Written by

Yolanda Smith

Yolanda graduated with a Bachelor of Pharmacy at the University of South Australia and has experience working in both Australia and Italy. She is passionate about how medicine, diet and lifestyle affect our health and enjoys helping people understand this. In her spare time she loves to explore the world and learn about new cultures and languages.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Smith, Yolanda. (2019, February 26). Arranjar em seqüência do ADN. News-Medical. Retrieved on July 23, 2019 from https://www.news-medical.net/life-sciences/DNA-Sequencing.aspx.

  • MLA

    Smith, Yolanda. "Arranjar em seqüência do ADN". News-Medical. 23 July 2019. <https://www.news-medical.net/life-sciences/DNA-Sequencing.aspx>.

  • Chicago

    Smith, Yolanda. "Arranjar em seqüência do ADN". News-Medical. https://www.news-medical.net/life-sciences/DNA-Sequencing.aspx. (accessed July 23, 2019).

  • Harvard

    Smith, Yolanda. 2019. Arranjar em seqüência do ADN. News-Medical, viewed 23 July 2019, https://www.news-medical.net/life-sciences/DNA-Sequencing.aspx.

Comments

The opinions expressed here are the views of the writer and do not necessarily reflect the views and opinions of News-Medical.Net.
Post a new comment
Post