Caminho do sinal do Leptin

O Leptin é uma hormona que seja produzida nos adipocytes e exerça seus efeitos no cérebro e em diversos outros tecidos periféricos. Joga um papel crucial em funções de regulamento da glândula endócrina e na despesa de energia de controlo.

Crédito: Katryna Kon/Shutterstock.com

Independentemente do tecido adiposo, o lectin é expressado igualmente em outros tecidos que incluem a placenta, o ovário, o músculo esqueletal, a glândula pituitária, e o tecido lymphoid. O Leptin regula a ingestão de alimentos e o papel chave dos jogos na despesa de energia, no metabolismo, na linha central neuroendócrina, e na função imune.

As concentrações de circulação do leptin são associadas pròxima com o índice de massa corporal (BMI) e a gordura corporal total. As mudanças na entrada da caloria conduzem à flutuação de níveis do leptin. Durante a inanição, os níveis do leptin diminuem marcada, enquanto os níveis aumentados do leptin são observados em estados superalimentados e obesos. Quando o leptin liga a seu receptor específico no cérebro, conduz à activação de caminhos múltiplos da transdução do sinal.

Receptors do Leptin

A distribuição larga dos receptors do leptin pode explicar os efeitos biológicos pleiotropic do leptin. Os receptors do Leptin (OB-R) são estrutural similares à classe mim os receptors da família do cytokine (os receptors de IL-2, de IL-3, de IL-4, de IL-6, de IL-7, de LIF, do factor deestimulação do granulocyte, da hormona de crescimento, do prolactin e do erythropoietin).

Os motivos extracelulares característicos de quatro resíduos do cysteine estam presente nos receptors do leptin. Contêm a seqüência de ácido aminado WSXWS (Trp-Ser-Xaa-Trp-Ser) e o tipo domínios do fibronectin de III. Alternativamente a emenda do RNA conduz aos vários isoforms, designados como o OB-Ra, o OB-Rb, o OB-Rc, o OB-Rd, o OB-Re e OB-Rf.  Um domínio extracelular de mais de 800 ácidos aminados, um domínio da transmembrana de 34 ácidos aminados, e um domínio intracelular variável são terra comum característica de todos os isoforms.

Caminhos intracelulares da sinalização

O emperramento do leptin a seu receptor do específico conduz a ativar um número de caminhos intracelulares da sinalização no sistema nervoso central e nos tecidos periféricos, incluindo:

  • Transdutor da quinase 2 (JAK2) /Signal de Janus e activador da transcrição 3 (STAT3)
  • Carcaça do receptor da insulina (IRS)/quinase do Phosphatidylinositol 3 (PI3K)
  • Quinase de proteína da fosfatase 2 (SHP2) /Mitogen-activated da tirosina da proteína de SH2-containing (MAPK)
  • 5' adenosina Monophosphate-ativado proteína quinase carboxylase)/CoA (de AMPK (ACC)

Um supressor do cytokine que sinaliza 3 (SOCS3) pode induzir a terminação na cascata da sinalização do leptin. Este caminho é regulado (por exemplo, SOCS3 e PTP1B) por reguladores positivos (por exemplo SH2B1) e negativos.

Caminhos múltiplos da sinalização do Leptin

O Leptin actua como um cytokine multifuncional da hormona e envolvido em diversas funções celulares durante todo o corpo inteiro.  Através de seus receptors ubíquos, o leptin interage com diversos factores e interferências da sinalização com vários caminhos da transdução do sinal.

O caminho de JAK/STAT

Os membros da família do caminho de JAK/STAT incluem quatro quinase da tirosina do não-receptor (JAKs) e sete 85-95 factores da transcrição do kDa (STATs). Primeiramente, o caminho de JAK/STAT é activado pelas interferonas, pelos interleukins ou pelos outros cytokines cujos os receptors faltam a actividade intrínseca da quinase.

Transphosphorylate ativado do subunita de JAK em resíduos da tirosina do OB-R. O emperramento STAT3 e a activação de STAT1, de STAT5 e de STAT6 ocorrem devido à sinalização de OB-R pelo leptin. Com o caminho de JAK/STAT o leptin controla o peso corporal e as pilhas imunes.

O caminho de Phosphatidylinisitol-3-kinase (PI3K)

O caminho da quinase PI-3 é activado quando o leptin estimula a quinase (PI) do phosphoinositide 3. Encontrou-se que o leptin pode actuar com alguns dos componentes da cascata da sinalização da insulina. A activação de PI3k envolve a maioria de acções insulina-dependentes. Quando PI3K obtem estimulou-o activa as quinase do serine/treonina de PtdIns P3-dependent que incluem PDK1 (quinase phosphoinositide-dependente 1) que joga um papel crucial na sinalização a jusante subseqüente.

O caminho Mitogen-ativado da quinase (MAPK) de proteína

Diversos estímulos que incluem o leptin podem activar o caminho de MAPK. Há duas maneiras diferentes de activar a cascata de MAPK. Estas são fosforilação da tirosina da activação JAK2 receptor-associada e activação que ocorre independentemente da fosforilação do receptor. O caminho de TheMAPK é associado na acção anorexigenic do leptin da negociação.

5' - caminho Ampère-ativado da quinase de proteína (AMPK)

Uma relação aumentada de AMP/ATP activa 5' - a quinase de proteína Ampère-ativada (AMPK). O carboxylase Acetil-CoA (ACC) é uma enzima importante na biosíntese do ácido gordo que é neutralizada por AMPK. O Leptin joga um papel em inibir AMPK em regiões múltiplas do hipotálamo. A estimulação do CRNA hypothalamic pelo leptin através da inibição de AMPK conduz à ingestão de alimentos e ao ganho de peso diminuídos.

Outros caminhos

  • Supressor do cytokine signaling-3 (SOCS3): A expressão de SOCS3 é estimulada igualmente pelo leptin e este mecanismo de reacção negativa impede o overactivation de caminhos da leptin-sinalização.
  • Fosfatase 1B da tirosina da proteína (PTP 1B): PTP1B igualmente actua como um regulador negativo e inibe a sinalização do leptin.

Fontes:

Further Reading

Last Updated: Feb 26, 2019

Amrita Roy

Written by

Amrita Roy

Amrita is a freelance science and medical writer from India. She has a B.Sc. in Microbiology from the University of Calcutta, and holds a post graduation degree in Microbiology. Amrita loves to travel to various places. She enjoys cooking and has her own food blog where she shares easy and tasty recipes.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Roy, Amrita. (2019, February 26). Caminho do sinal do Leptin. News-Medical. Retrieved on October 18, 2019 from https://www.news-medical.net/life-sciences/Leptin-Signal-Pathway.aspx.

  • MLA

    Roy, Amrita. "Caminho do sinal do Leptin". News-Medical. 18 October 2019. <https://www.news-medical.net/life-sciences/Leptin-Signal-Pathway.aspx>.

  • Chicago

    Roy, Amrita. "Caminho do sinal do Leptin". News-Medical. https://www.news-medical.net/life-sciences/Leptin-Signal-Pathway.aspx. (accessed October 18, 2019).

  • Harvard

    Roy, Amrita. 2019. Caminho do sinal do Leptin. News-Medical, viewed 18 October 2019, https://www.news-medical.net/life-sciences/Leptin-Signal-Pathway.aspx.

Comments

The opinions expressed here are the views of the writer and do not necessarily reflect the views and opinions of News-Medical.Net.
Post a new comment
Post