Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Que é plasticidade Synaptic?

A plasticidade Synaptic descreve o processo biológico que permite a aprendizagem e a memória com da facilitação muda nas conexões entre sinapses. A interacção com o mundo externo conduz à actividade synaptic, e aos testes padrões nesta actividade, presynaptic e postsynaptic, pode conduzir às mudanças nas conexões entre os neurônios individuais, e finalmente, entre redes neuronal.

Crédito de imagem: whitehoune/Shutterstock.comCrédito de imagem: whitehoune/Shutterstock.com

Essencialmente, o uso continuado de conexões synaptic particulares facilita seu uso mais adicional reforçando sua conexão.

As mudanças a nível da sinapse apoiam a aprendizagem, a memória, e o mais

Neuroplasticity joga um papel chave em marcas registradas numerosas da psicologia humana. Permite a aprendizagem e a memória ocorrer, igualmente permite que a experiência influencie o comportamento, e viu-se para jogar um papel na revelação e no tratamento de determinadas desordens psicológicas. a terapia Cognitivo-comportável, por exemplo, é pensada para trabalhar com do aproveitamento do neuroplasticity.

Neuroplasticity foi implicado igualmente na formação e na manutenção de desordens psicológicas tais como a ansiedade, a depressão, a demência, e mesmo o apego. É igualmente provavelmente essencial à revelação adiantada do cérebro nas crianças, assim como à recuperação depois da lesão cerebral.

A plasticidade Synaptic é essencialmente o processo de neuroplasticity que ocorre a nível da único-pilha. É a alteração de circuitos neurais com a maleabilidade da sinapse individual. Há um grande corpo da pesquisa que explicou os funcionamentos intrincados da sinapse, descobrindo como faz alterações à força ou à eficácia da transmissão synaptic como uma resposta aos estímulos, que podem se apresentar em uma miríade dos formulários).

Estas alterações da transmissão synaptic conduzem a umas conexões mais fortes ou mais fracas entre as sinapses individuais, que adicionam colectivamente acima ao efeito do neuroplasticity.

A pesquisa pôde fornecer introspecções nos mecanismos moleculars subjacentes que permitem que a alteração synaptic ocorra. Os mecanismos chaves tais como a liberação synaptic e o recicl da vesícula, o tráfico do receptor do neurotransmissor, e a adesão de pilha tudo foram implicados na plasticidade synaptic, e uma vista geral de seus papéis é dada abaixo.

Mecanismos Presynaptic de [plasticidade

A fim comunicar-se com os neurônios vizinhos, o terminal presynaptic da sinapse libera um neurotransmissor através da fenda synaptic, para ser pegado pelo receptor postsynaptic. A probabilidade da liberação do neurotransmissor é controlada por uma matriz do cytoskeleton junto com proteínas do andaime.

Synapsins é uma família dos phosphoproteins que influenciam a liberação do neurotransmissor. As quinase de proteína são activadas com a estimulação neuronal, que conduz à fosforilação dos synapsins, que modulam por sua vez tethering das vesículas synaptic, fazendo as disponíveis para a liberação.

Assim, a fosforilação do synapsin pode modular uma comunicação entre sinapses. Além, entrar e aprontar são os processos essenciais que permitem que as vesículas synaptic se tornem fusão-competentes. Os estudos mostraram que as proteínas da BORDA são essenciais em regular este processo.

Mecanismos Postsynaptic da plasticidade

A liberação do neurotransmissor do terminal presynaptic é somente parte do processo que permite a plasticidade synaptic. O emperramento do neurotransmissor ao terminal postsynaptic é igualmente uma parte essencial do processo. A pesquisa encontrou que a maioria dos neurônios principais postsynaptic tem as espinhas dendrítico, que aceitam o neurotransmissor.

Os estudos mostraram que o número destas espinhas, junto com sua forma, muda durante a plasticidade synaptic. Estas mudanças permitem umas conexões mais fortes ou mais fracas entre sinapses específicas.

O nível de cálcio intracelular é essencial em modular a actividade postsynaptic. Os aumentos no cálcio intracelular dentro do compartimento postsynaptic conduzem à activação de enzimas a jusante numerosas da sinalização. Estas enzimas foram vistas para ser essenciais no regulamento da plasticidade synaptic.

sinalização Transporte-synaptic

As moléculas de adesão de pilha são um outro factor essencial na plasticidade de governo da sinapse. O espaço entre o terminal presynaptic e postsynaptic, conhecido como a fenda synaptic, é onde o neurotransmissor se cruza da sinapse de um neurônio ao seguinte. Além, as moléculas de adesão de pilha são encontradas igualmente nesta junção.

A pesquisa descobriu que estas moléculas são responsáveis para manter as duas sinapses próximas junto, aproximadamente 20 nanômetro distante, com uma força que fosse tão forte ele fosse impossível separar bioquìmica as duas sinapses. Os estudos mostraram que as tarefas de aprendizagem hippocampal conduzem a um aumento nos níveis de moléculas de adesão de pilha na fenda synaptic.

Isto destaca seu papel na plasticidade synaptic, demonstrando que os testes padrões nesta actividade (neste caso, aprendizagem hippocampal) conduzem a seu influxo na fenda synaptic, tendo por resultado uma conexão mais forte entre as sinapses específicas.

Sumário

A plasticidade Synaptic refere a propensão natural do cérebro responder dinâmicamente aos estímulos. A actividade de cérebro inicia os vários processos de que ocorra dentro e em torno da sinapse, que resultados nela que é conectado mais fortemente ou fraca a outra. Em grande escala, isto conduz às mudanças lentamente de ocorrência aos circuitos neurais.

Devido a sua relação à aprendizagem e à memória, assim como a recuperação da lesão cerebral, e das desordens neuropsiquiátricas, a pesquisa em curso na plasticidade synaptic é essencial em compreender a base biológica dos aspectos fulcrais da psicologia humana. É essencial para fornecer as introspecções chaves na diferença entre a função normal e patológica do cérebro.

Fontes

Further Reading

Last Updated: Dec 2, 2019

Sarah Moore

Written by

Sarah Moore

After studying Psychology and then Neuroscience, Sarah quickly found her enjoyment for researching and writing research papers; turning to a passion to connect ideas with people through writing.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Moore, Sarah. (2019, December 02). Que é plasticidade Synaptic?. News-Medical. Retrieved on September 24, 2020 from https://www.news-medical.net/life-sciences/What-is-Synaptic-Plasticity.aspx.

  • MLA

    Moore, Sarah. "Que é plasticidade Synaptic?". News-Medical. 24 September 2020. <https://www.news-medical.net/life-sciences/What-is-Synaptic-Plasticity.aspx>.

  • Chicago

    Moore, Sarah. "Que é plasticidade Synaptic?". News-Medical. https://www.news-medical.net/life-sciences/What-is-Synaptic-Plasticity.aspx. (accessed September 24, 2020).

  • Harvard

    Moore, Sarah. 2019. Que é plasticidade Synaptic?. News-Medical, viewed 24 September 2020, https://www.news-medical.net/life-sciences/What-is-Synaptic-Plasticity.aspx.

Comments

The opinions expressed here are the views of the writer and do not necessarily reflect the views and opinions of News Medical.