Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Etapa Principal para a frente em compreender como os órgãos são colocados em suas posições correctas no corpo

Os Pesquisadores no Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), em Portugal, tomaram uma etapa principal para a frente em compreender uma das perguntas fundamentais no campo da biologia desenvolvente hoje: como os órgãos são colocados em suas posições correctas no corpo.

Em um estudo publicado na introdução do 1º de outubro dos Genes do jornal e na Revelação, os cientistas descrevem, pela primeira vez, o papel do gene Cerl-2 (Cerberus-like-2), em estabelecer a distribuição assimétrica dos órgãos no embrião, isto é, porque o coração está sempre sempre na esquerda e no fígado sempre no lado do assistente do corpo, por exemplo.

A equipe dos cientistas, chumbo por José António Belo, feito ratos genetically alterados, em que o gene Cerl-2 não é funcional, sabido como ratos do KO do `'. Estes animais mostram diversas mudanças físicas, tais como os pulmões com os dois lóbulos idênticos (o lóbulo esquerdo), inversão de direitas do coração e dos pulmões e de alguns órgãos abdominais (o estômago, o duodeno e os rins, por exemplo).

O efeito de Cerl-2 na assimetria de direitas dos embriões parece ser um resultado de seu papel como um antagonista de um outro gene implicado previamente neste processo, conhecido como Nodal. Nodal é ligado assimètrica no embrião, simplesmente no lado de mão esquerda de um tecido chamou a placa lateral mesoderma (há igualmente a placa lateral direita mesoderma) e ao meio esquerdo do nó (uma estrutura da sinalização que seja crucial para a revelação correcta do embrião). Nodal gira sobre uma cascata da sinalização dos genes, restringida para o mão-lado esquerdo do embrião. Por outro lado, Cerl-2 é comutado sobre ao somente meio direito do nó, junto à área de Nodal.

Os cientistas do IGC igualmente mostraram, pela primeira vez, que, quando Cerl-2 é ausente, Nodal é comutado sobre na placa lateral direita mesoderma também, ou mesmo somente neste lado. Em conseqüência, a corrente das reacções provocadas por Nodal torna-se activa em ambos os lados e o embrião já não conhece qual são deixados e qual é direito conduzindo ao órgão a distribuição incorrecta vista ratos no KO do `'.

Muitos grupos de investigação, pelo mundo inteiro, estão olhando no mecanismo, ou nos mecanismos, que quebram a simetria adiantada do embrião, assim criando organismos assimétricos. As Pestanas (curtos cauda-como estruturas) nas pilhas do nó têm sido descritas recentemente como o jogo de um papel na quebra da simetria: sua leftward rotação guia o interruptor assimétrico sobre dos genes e de uma distribuição mais atrasada do órgão. De acordo com José António Belo, seu estudo demonstra agora que um outro mecanismo genético está actuando paralelamente às pestanas: todo ocorre no nó, logo depois que o embrião é formado, e envolve Cerl-2 que controla a actividade assimétrica de Nodal.

Este estudo está o mais atrasado de uma série publicada em diversos jornais científicos de condução, durante os cinco anos de fundação e de corredor o grupo. A equipe estará transportando-se à Universidade do Algarve, no sul de Portugal, onde José António Belo é Professor Adjunto.

De acordo com António Coutinho, o Director do IGC, este estudo é contudo um exemplo mais adicional do sucesso da patente do IGC em sua missão para dar a cientistas novos a oportunidade de instalar suas equipes, durante um período de cinco anos, antes de transportar-se sobre universidades e a outros centros de pesquisa no país. Durante os cinco anos passados no IGC, os líderes da equipa desenvolvem e estabelecem-se dentro da comunidade científica, de modo que o movimento a outros centros possa ser liso e sem problemas para tudo: os cientistas eles mesmos, as universidades e o IGC, que permanece aberto hospedar outros cientistas novos.

http://www.igc.gulbenkian.pt/