Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Genómica e proteomics para aumentar a eficiência da descoberta e da revelação da droga

Quando Sates unido for ainda o líder mundial, Europa está tendo bastante sucesso no campo de pesquisa avançada da genómica e do proteomics. O financiamento significativo do governo junto com a presença de grandes companhias farmacéuticas fez a Europa um concorrente principal nos esforços para distribuir a genómica e o proteomics como ferramentas vitais na descoberta e na revelação da droga.

As actividades de pesquisa actuais visam ir além do reino do genoma humano que arranja em seqüência para expandir a lista de proteínas e de genes identificados. Isto, é esperado finalmente ajudar na compreensão melhorada de mecanismos da doença e na revelação da terapêutica correspondente.

Contudo, diversas edições que cercam a droga visam a necessidade da identificação e da validação de ser resolvido. Por exemplo, é não somente o processo extremamente demorado, mas a falta da normalização conduziu às edições da reprodutibilidade. Além disso, desde que as variações genéticas induzem respostas variadas da droga nos povos diferentes que compreendem polimorfismo do nucleotide do impacto os únicos (SNPs) igualmente torna-se complicado.

“Estes visam gargalos da validação precisam de ser facilitados com mais rapidamente, sistemas analíticos do fácil-à-uso, por exemplo, aqueles que podem medir biomarkers como valores-limite substitutos,” diz o analista técnico Katherine Austin da pesquisa das introspecções de Frost & Sullivan.

Nos estudos do pharmacogenomics, que são usados para prever a resposta de um paciente individual a uma droga específica, os pesquisadores precisam de identificar e analisar diferenças da seqüência, ou polimorfismo e sua participação na resposta da droga.

A complexidade do proteome humano é igualmente um obstáculo significativo em termos da definição e da purificação de misturas da proteína. As técnicas sofisticadas precisam de ser desenvolvidas para separar as proteínas que existem nos formulários variados que correspondem às necessidades funcionais de uma pilha.

Uma iniciativa com sede no Reino Unido usando a radiação ou as bandejas do terahertz é ajustada para revelar a informação nova sobre interacções da estrutura molecular e da proteína com a espectroscopia. As tecnologias emergentes tais como microarrays, automatização e robótica igualmente estão tomando a pesquisa da genómica e do proteomics às alturas novas.

As “semanas, se não os meses, foram exigidos inicialmente para explicar a expressão de um único gene,” observam o Dr. Austin. “Agora, os dez e os milhares de genes podem ser estudados em uma única tarde.”

Diverso a computador-modelagem nova aproxima-se como a dinâmica molecular (MD), embarcadouro da ligante (LD), pharmacophore que modela (PM), homologia que modela (HM) e a modelagem da enzima-carcaça (ESM) está ganhando na popularidade. Os ensaios e as preparações previamente demorados e habilidade-intensivos podem agora ser milhares conseguidos de amostras em um momento e dentro de algumas horas.

Desde que as tecnologias convencionais tais como determinadas limitações da 2D pose da electroforese do gel, a revelação das novas tecnologias tais como a afinidade codificada isótopo etiquetam, a 2D separação cromatográfica, terahertz pulsou imagem lactente (TPI) e o terahertz pulsou espectroscopia (TPS) e as disposições da proteína igualmente estão ganhando na proeminência.

Independentemente da descoberta da droga, o proteomics e a genómica estão fazendo sua maneira em diagnósticos moleculars. Utilizando esta tecnologia, os pesquisadores esperam tratar doenças de acordo com sinais genéticos específicos e seleccionar as medicamentações e as dosagens que são aperfeiçoadas para pacientes individuais.

o fingerprinting de ADN SNP-baseado (um subsector de diagnósticos moleculars) está sendo distribuído já extensamente no forense, nos animais selvagens e nos estudos da conservação e estabelecendo a paternidade. No futuro, a automatização melhorada, os aspectos altos da produção, da escalabilidade e da confiança são esperados expandir o alcance de diagnósticos moleculars.

Os jogos moleculars do teste que empregam o pharmacogenomics são ajustados para permitir que os médicos seleccionem pacientes para reacções potencial risco de vida e efeitos secundários antes de prescrever uma droga particular.

“Estas revelações marcam o advento da idade da medicina personalizada em que o médico já não prescreverá uma droga nos ajustes do tamanho do ` um toda a' base e a personalizaria pelo contrário ao perfil individual do paciente,” explicam o Dr. Austin.

Os pesquisadores em Europa têm desenvolvido já uma microplaqueta do ADN para analisar o efeito de variações genéticas na maneira que os pacientes metabolizam o tanto como como 25 por cento de todos os medicamentos de venta com receita. Esta microplaqueta pode igualmente permitir companhias farmacéuticas de seleccionar os pacientes apropriados para ensaios clínicos.

Finalmente, usando um teste genético para incluir muito provavelmente pacientes para responder favoràvel a uma droga e para excluir aquelas reacções negativas inclinadas, uma companhia farmacéutica poderia tirar proveito de um processo de aprovação acelerado, ao reduzir o tempo ao mercado uma droga nova.