Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

O estudo adverte contra o uso global de medicinas velhas da asma para as tosses dos cabritos

Uma medicina da asma amplamente utilizada em todo o mundo para parar as tosses das crianças não tem nenhum benefício provable para essa finalidade e pode causar o dano, uma revisão nova de relatórios existentes dos estudos.

A classe de drogas conhecidas como methylxanthines é usada já não para tratar a asma da infância nos países ocidentais, sendo substituído por corticosteroide. Mas as drogas permanecem a terapia principal para a asma no mundo em desenvolvimento, onde são usadas igualmente para curar a rotina que tossem nas crianças.

“Nós encontramos uma falta da boa evidência para usar methylxanthines para a tosse das crianças que não foi associada com outros sintomas da asma,” dizemos o estudo autor Anne Chang do chumbo, M.D., no hospital de crianças real em Queensland, Austrália.

Estas medicamentações são sabidas pelo xarope de Accubron das marcas, pelo xarope de Aquaphyllin, pelo elixir de Asmalix, pelo elixir de Lanophyllin, pelo xarope de Slo-Phyllin, pelo xarope Theoclear-80, e pela solução de Theolair.

“Esta droga foi abandonada extensamente nos E.U. quando umas alternativas mais seguras se tornaram disponíveis para o relevo imediato de chiar,” diz Richard L. Gorman, M.D., cadeira da academia americana do comitê da pediatria em drogas.

A revisão aparece na introdução de julho da biblioteca de Cochrane, uma publicação da colaboração de Cochrane, uma organização internacional que avalie a investigação médica. As revisões sistemáticas tiram conclusões evidência-baseadas sobre a prática médica após ter considerado o índice e a qualidade de experimentações médicas existentes em um assunto.

Trabalho de Methylxanthines na parte relaxando as vias aéreas brônquicas, que ajuda a reduzir tossir, chiar, falta de ar ou dificuldade respirando. São igualmente potencialmente perigosos para as crianças, danificando o sistema nervoso tornando-se, e causando a irritabilidade, as apreensões e as arritmias cardíacas que conduzem à morte.

Chang e os colegas procurararam a literatura publicada pelos estudos que analisaram a eficácia dos methylxanthines para as crianças que sofrem de tossir nao relativo às desordens como a fibrose cística ou a asma. Encontraram quatro estudos, mas eram de um projecto limitado, nao contínuo bastante para sugerir que o methylxanthine devesse ser usado para as tosses dos cabritos da jardim-variedade, de acordo com o estudo.

“Os estados da revisão de Cochrane lá não são nenhum dados para apoiar o uso dos methylxanthines. Eu coincidiria fortemente,” Gorman diz.

Dado os desafios tossir crônico levanta para crianças, Chang e os colegas dizem que os methylxanthines devem ser considerados como um tratamento potencial, mas somente depois mais pesquisa e somente com consciência cuidadosa de seus efeitos secundários.

O “conhecimento é sempre desejável,” notas de Gorman. “Quando os methylxanthines não seriam minha primeira escolha dos agentes a estudar, uma experimentação ou uma série de experimentações que demonstraram a eficácia em determinadas situações ou uma falta bem-desenvolvida da eficácia face às toxicidades conhecidas seriam muito bem-vinda.”

A “informação que poderia ser usada para parar práticas inseguras é tão importante quanto a informação que pode ser usada para terapias novas eficazes,” Gorman diz.