Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Aspirin pode impedir o cancro de pele

Os cientistas australianos dizem que as drogas comuns tais como aspirin podem guardarar a chave a reduzir o risco de desenvolver o cancro de pele.

De acordo com pesquisadores no instituto de Queensland da investigação médica (QIMR) obtiveram a primeira evidência que as drogas não-steroidal podem oferecer a protecção contra a carcinoma de pilha squamous e keratoses actínicos, ou pontos da pele.

Tem-se estabelecido já que algumas drogas não-steroidal são eficazes em reduzir o risco de doença cardíaca e de outros cancros, mas a equipe dos epidemiologistas tem descoberto agora a relação com um estudo local, o estudo do cancro de pele de Nambour, que examinou aproximadamente 1.000 residentes na cidade do sudeste de Queensland.

O Dr. David Whiteman do QIMR, diz que o resultado estêve encontrado nos pacientes que tomaram drogas tais como aspirin ou o ibuprofeno pelo menos duas vezes por semana sobre cinco anos.

Diz já se sabe que os cancros de pele produzem uma enzima que seja usada por cancros para desenvolver os vasos sanguíneos que crescem burrowing para baixo na pele, e que aspirin faz é impede que essa enzima trabalhe completamente obstruindo sua actividade.

Porém o Dr. Whiteman diz que quando os resultados forem optimistas, um estudo mais grande precisa de ser feito.

Diz que a pesquisa pode conduzir às estratégias novas, particularmente para povos muito no risco elevado de cancro de pele, e à revelação de drogas novas.

Quase 400.000 australianos são tratados para o cancro de pele da não-melanoma todos os anos e matanças malignos dos cancros de pele aproximadamente 1.300 povos nacionalmente.