Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Vantagens acima essa memória com alguma cafeína

Parece que varreduras de cérebro confirma que bebedores do café já sabem - que a cafeína dá ao cérebro um impulso.

Os pesquisadores Austríacos dizem que as varreduras mostram que a cafeína encontrada no café, no chá, nos refrescos e no chocolate estimula áreas do cérebro que governa a memória a curto prazo e a atenção.

As varreduras Aparentemente funcionais da ressonância magnética executadas nos cérebros de 15 assuntos que tinham consumido apenas a cafeína igual àquela encontraram em duas chávenas de café, mostradas a actividade aumentada no lóbulo frontal onde a memória de funcionamento é encontrada, e no cinto anterior esse controlam a atenção.

O Dr. Florian Koppelstatter da Universidade Médica Innsbruck diz que podiam ver das varreduras que a cafeína exerceu a actividade neuronal aumentada em partes distintas do cérebro junto com mudanças no comportamento.

Os participantes que foram sujeitados a um período de 12 horas sem cafeína e a um período de quatro horas sem nicotina, outros do estudo reconheceram o estimulante encontrado nos cigarros, foram aparentemente melhores tempos capazes de recordar uma seqüência das letras após ter consumido 100 miligramas da cafeína, e seus de reacção nos testes da memória a curto prazo igualmente melhorados.

De acordo com a pesquisa a cafeína for o estimulante o mais amplamente utilizado do mundo, e o consumo diário global de médias da cafeína 76 miligramas, igual às chávenas de café de 1 1/2, quando nos Estados Unidos, o consumo médio é 238 miligramas pelo dia, igual àquele encontrado em 4 copos de 1/2 de java.

A pesquisa foi apresentada na reunião anual da Sociedade Radiológica de America do Norte.

Pessoal de News-Medical.Net