Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

O FDA novo aprovou a droga para tratar infantes com a síndrome de aflição respiratória

Os avanços científicos no The Scripps Research Institute conduziram a uma droga nova Surfaxin® (lucinactant), aprovado hoje pelos E.U. Food and Drug Administration (FDA) para tratar a síndrome de aflição respiratória infantil.

“Eu sou entusiasmado que nossos resultados científicos ajudarão a salvar vidas,” disse Charles Cochrane, M.D., professor emérito na pesquisa de Scripps. “Muitos anos de trabalho em nosso laboratório de investigação básica no The Scripps Research Institute tornaram esta revelação do marco possível.”

A síndrome de aflição respiratória (igualmente conhecida como síndrome de aflição respiratória neonatal) é uma condição risco de vida que afeta infantes prematuros. Mais prematuro um infante é, o mais provável ou devem sofrer dele e morrer.

A circunstância ocorre quando os infantes são nascidos antes do tempo em que o surfactant natural está feito em seus pulmões. O Surfactant é um líquido que revista o interior dos pulmões, ajudando a manter os sacos de ar abre e tornando a respiração normal possível. Sem bastante surfactant, os pulmões desmoronam e o corpo pode ser esfomeado do oxigênio.

Além do que a ventilação mecânica, os tratamentos actuais para infantes prematuros envolvem usar os surfactants derivados dos pulmões desbastados da vaca ou do porco. Contudo, os surfactants animal-derivados são caros, contêm o material que pode ser prejudicial aos pulmões, e não podem ser produzidos nas quantidades suficientes para tratar no mundo inteiro infantes prematuros. Além, os surfactants animal-derivados podem somente ser usados uma vez desde que causam uma reacção imune; ao contrário, o surfactant sintético novo não é imunogenético.

Source:

The Scripps Research Institute