Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Colisão acima da precisão do diagnóstico da apendicite

Por Eleanor McDermid, Repórter Superior dos medwireNews

É doutores bons da emergência do valor que perguntam pacientes com dor abdominal como foram afectados conduzindo sobre colisões de velocidade em sua maneira ao hospital, pesquisa sugere.

“Pode soar impar, mas perguntando pacientes se seu ir agravado dor sobre colisões de velocidade em sua maneira dentro ao hospital poderia ajudar doutores em um diagnóstico,” disse o pesquisador Helen Ashdown do chumbo (Universidade de Oxford, REINO UNIDO) em um comunicado de imprensa.

“Despeja ser como bom tantas como outras maneiras de avaliar povos com apendicite suspeitada.”

A sensibilidade de ser da “positivo velocidade-colisão” era 97%, fazendo o mais sensível para a apendicite do que a dor migratório (65%), a náusea ou vomitar (79%), ou a ternura da repercussão (71%) neste grupo de pacientes.

O estudo, que aparece na edição do Natal do BMJ, incluiu 101 pacientes com os sintomas sugestivos da apendicite. Dos 64 pacientes que recordaram viajar sobre colisões de velocidade a caminho ao hospital, 34 tinham confirmado histològica a apendicite, 33 de quem eram positivo da velocidade-colisão.

Supor isso que todos os pacientes que não recordou viajar sobre colisões de velocidade o negativo da velocidade-colisão reduziu a sensibilidade a 77%, que ainda comparou favoràvel a outros meios da avaliação.

A especificidade era baixa, em apenas 30%, fazendo positividade da velocidade-colisão pobres “regra-” no teste para a apendicite. Incluir pacientes sem a recordação de colisões de velocidade como o negativo da velocidade-colisão melhorou a especificidade a 61%.

Contudo, a sensibilidade alta do teste significa que sendo negativo da velocidade-colisão ordena fortemente para fora a possibilidade de apendicite, diz Ashdown e outros.

“Além Disso, alguns pacientes que eram “positivo da colisão de velocidade” mas não tinham a apendicite tiveram outros diagnósticos abdominais importantes, tais como um quisto ovariano rompido, diverticulite, ou doença inflamatório pélvica,” adicionam.

Um total de 54 pacientes era positivo da velocidade-colisão. Além dos 33 com apendicite confirmada, uns sete mais adicionais tiveram diagnósticos abdominais importantes. Em uma análise cargo-hoc, a sensibilidade da positividade da velocidade-colisão para diagnósticos abdominais importantes, incluindo a apendicite, era 98%.

“Nós supor que o agravamento da dor quando viajar sobre colisões de velocidade na apendicite pode ocorrer porque o movimento envolvido irrita o peritônio em uma maneira similar àquele produzido testando para a ternura da repercussão no exame,” diga os pesquisadores.

Licensed from medwireNews with permission from Springer Healthcare Ltd. ©Springer Healthcare Ltd. All rights reserved. Neither of these parties endorse or recommend any commercial products, services, or equipment.