Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Prótese vestibular dos testes novos do estudo a ajudar a restaurar o balanço para povos com doença de Meniere

Muitas desordens do interno ouvem-se qual afectar a audição e o balanço pode ser enorme debilitante e é actualmente pela maior parte incurável. Os implantes cocleários foram usados por muitos anos para substituir audição perdida resultando de dano da orelha interna. Contudo, até agora, não houve um tratamento análogo para desordens do balanço resultando da doença da orelha interna. Um tratamento novo potencial é uma prótese vestibular implantable que active directamente o nervo vestibular pela estimulação elétrica. Este tratamento protético é testado em um estudo novo por Christopher Phillips e seus colegas da universidade de Washington em Seattle, EUA. Seus resultados são publicados na pesquisa experimental do cérebro do jornal de Springer.

A doença de Meniere é uma desordem da orelha interna que pode afectar a audição e a equilibrar em diferentes graus. Os sintomas característicos são episódios da vertigem, do tinnitus, de um sentimento da pressão nas orelhas e da perda da audição que tende a se agravar com o passar do tempo. Embora haja a medicamentação que pode ajudar uma vez um ataque não é corrente, lá é actualmente nenhuma terapia a longo prazo que pode resolver a doença completamente.

Phillips e seus colegas desenvolveram uma prótese vestibular que entregasse a estimulação elétrica ao líquido dentro dos canais semicirculares da orelha. De facto, a estimulação do líquido faz o cérebro acreditar que o corpo é móvel ou de balanço em um determinado sentido. Isto faz com então que um reflexo postural compensatório estabilize a postura que ajuda desse modo a restaurar o balanço.

Para seu estudo, esta prótese foi introduzida nas orelhas de quatro assuntos todo o sofrimento da doença de Meniere a longo prazo e graus de deferimento de perda da audição que era resistente a outras estratégias de gestão. Após uma avaliação completa da função vestibular de cada participante, sua função do olho foi medida em resposta à estimulação elétrica junto com sua resposta postural ambos com seus olhos abertos e fechados.

Os pesquisadores encontraram que a estimulação elétrica do líquido nos canais semicirculares da orelha afetada conduziu a uma mudança na postura, o sentido de que era dependente de que orelha foi estimulada. Contudo, cada assunto teve respostas diferentes do balanço à estimulação dada. Os autores acreditam que este poderia ser causado por diferenças pequenas no lugar do eléctrodo entre assuntos. Assim ajustar-se e calibração individual para cada implante do eléctrodo seriam exigidas para que seja eficazes.

Total os resultados ilustram que este tipo de prótese pode eventualmente ser um tratamento possível para as edições do balanço causadas pela doença de Meniere. Contudo, há um grande número matérias que precisariam de resolver antes que estejam operacionais. A falta da consistência no sentido e o valor da resposta do balanço exigiriam um estudo mais adicional assegurar-se de que toda a prótese desenvolvida poderia dar resultados seguros para indivíduos diferentes.

Os autores concluem: “Tomado junto, nosso apoio dos resultados a possibilidade de uma prótese vestibular para o controle do balanço e ilustra desafios novos para a revelação desta tecnologia. Este estudo é uma primeira etapa nesse sentido.”

Source: