Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Spirometry underutilized para a gestão da asma em adultos dos E.U.

Os pesquisadores do ramo médico da Universidade do Texas em Galveston encontraram, pela primeira vez, que o spirometry era pouco utilizado para o diagnóstico e a gestão da asma em adultos dos E.U. desde 2001 até 2011, apesar dela são precisão, rentabilidade e a publicação de directrizes nacionais defendendo seu uso.

O Spirometry é um teste comum que permita que os médicos determinem como bom os pulmões de uma pessoa funcionam medindo quanto ar é inalado e expirado assim como como o ar é expirado rapidamente. Este teste joga um papel vital no diagnóstico e na gestão da asma fornecendo medidas exactas de volumes de ar e flui.

A escolha sàbiamente da iniciativa da placa americana de médicos e de pacientes das ajudas da fundação da medicina interna trabalha junto para fazer escolhas apropriadas, eficazes e eficazes na redução de custos dos cuidados médicos.

Influências da asma aproximadamente 8 por cento dos adultos dos E.U., que custaram $56 bilhões nos cuidados médicos em 2007. A escolha sàbiamente da iniciativa recomenda o spirometry para o cuidado da asma do diagnóstico e da continuação porque é eficaz e custa aproximadamente $42. Por outro lado, o uso desnecessário de um inalador pode custar $200 a $300 um o mês. Uma visita das urgências para um episódio da asma pode totalizar $3.500. O uso dos cuidados médicos, incluindo visitas do departamento de emergência e as hospitalizações são ligados com como a asma boa é controlada. Assim, quando usado no diagnóstico e na gestão da asma nos tempos recomendados, o spirometry deve impedir a despesa supérflua.

Este estudo avaliado tende, desde 2001 até 2011, no uso do spirometry nos pacientes dentro de um ano de quando foram diagnosticados com a asma. Os resultados são detalhados na revista de medicina americana.

Em tudo, 134.208 pacientes da asma foram incluídos no estudo. Somente 48 por cento tiveram o spirometry executado dentro de um ano de diagnóstico. Uns pacientes, uns homens mais novos e aqueles residindo no nordeste eram mais prováveis receber o spirometry. Oitenta por cento dos pacientes importaram-se com pelo spirometry recebido especialistas, quando somente 23 por cento daqueles importados com por médicos da atenção primária se submeteram ao teste. Contudo, mesmo sem spirometry, perto de 80 por cento dos pacientes eram as drogas prescritas da asma.

Os “médicos devem ser educados sobre a utilidade do spirometry e evidência dada de seu valor médico e monetário,” disse o Dr. Kristin Sokol, professor adjunto da pediatria na divisão da alergia e da imunologia. “Enquanto a escolha sàbiamente da iniciativa implica, o underuse do spirometry pode conduzir ao misdiagnosis ou sob o diagnóstico da asma.”

Source:

University of Texas Medical Branch at Galveston