As variáveis Haemodynamic podem distinguir pre- do PH do cargo-capilar

Por Eleanor McDermid, Repórter Superior dos medwireNews

Os Pesquisadores identificaram as variáveis haemodynamic que distinguem melhor entre pacientes com hipertensão arterial pulmonaa idiopática (PAH) e hipertensão pulmonaa isolada do cargo-capilar (PH).

Os Pacientes identificados como tendo o PAH idiopático pelo este meios têm uma boa possibilidade da resposta ao tratamento do prostacyclin, os relatórios da equipe, adicionando que as terapias visadas não estão recomendadas actualmente para pacientes com PH isolado do cargo-capilar, devido à falta da eficácia.

Irene Lang (Universidade Médica de Viena, de Áustria) e co-pesquisadores encontrou que a pressão de cunha arterial pulmonaa do meio (mPAWP) e o inclinação de pressão vascular pulmonar diastolic (DPG) distinguiram melhor entre 38 pacientes com PAH idiopático e 1209 com o PH isolado do cargo-capilar, identificado entre de 4363 pacientes que se submetem ao cateterismo diagnóstico do coração direito.

Tinham antecipado uma interrupção do mPAWP que “fosse aceitada mais baixa do que actualmente”, mas de facto confirmaram o ponto inicial previamente propor de 12 mmHg. Isto distinguiu entre os dois grupos com uma sensibilidade de 99,4% e uma especificidade de 96,8%, com os pacientes idiopáticos do PAH que têm valores abaixo do ponto inicial.

Em uma interrupção de 7 mmHg, DPG distinguiu entre os grupos pacientes com uma sensibilidade de 96,8% e uma especificidade de 100%, com os pacientes idiopáticos do PAH que têm valores a ou acima do ponto inicial.

O inclinação transpulmonary era o parâmetro exacto seguinte-mais, dando uma sensibilidade de 96,8% e uma especificidade de 96,7% em uma interrupção de 22 mmHg. A precisão de outros parâmetros era mais baixa, com resistência vascular pulmonaa o a maioria e a pressão atrial direita média o o mais menos exacto.

Entre 978 pacientes dados o tratamento do prostacyclin em quatro experimentações randomised, aqueles com um mPAWP abaixo de 12 mmHg tiveram melhorias significativas em sete parâmetros haemodynamic relativo àquelas placebo dado. Pelo contraste, aqueles com um mPAWP mais alto melhoraram somente sua saída cardíaca, e por menos do que pacientes com mais baixo mPAWP.

Igualmente, os pacientes com um DPG acima de 20 mmHg (escolhidos maximizar a sensibilidade) tiveram melhorias haemodynamic significativas em resposta ao tratamento activo, visto que aqueles com um DPG mais baixo não fizeram.

Escrevendo na CAIXA, os pesquisadores advertem que seus resultados são somente aplicáveis aos pacientes dados o tratamento do prostacyclin, dizer que a “validação do algoritmo é necessário assegurar a aplicabilidade para outras terapias PAH-visadas `'.”

Adicionam: “Nossos dados substanciam o valor da linha de base e da hemodinâmica do em-tratamento para o seguimento clínico dos pacientes com PAH.”

Licensed from medwireNews with permission from Springer Healthcare Ltd. ©Springer Healthcare Ltd. All rights reserved. Neither of these parties endorse or recommend any commercial products, services, or equipment.