Níveis Elevados do urate ligados à dor osteomuscular

Os Episódios da dor osteomuscular difusa que aparece em e à volta de uma região comum sem um diagnóstico, uma etiologia e uma terapia claros são ainda uma prática médica do problema grave geralmente. Nosso estudo de secção transversal endereça a pergunta de se os níveis ligeira elevados do urate estão associados com a dor osteomuscular.

Quando a utilidade do tratamento deredução nos pacientes com manifestações clínicas do hyperuricemia for estabelecida, seu uso no hyperuricemia assintomático é ainda o objeto de diversas controvérsias. Não Obstante a evidência aumenta para o ácido úrico em pacientes não-gotosos para ser um factor de risco cardiovascular e metabólico independente. O hyperuricemia Assintomático é associado com assim como um predictor da hipertensão, da deficiência renal e do diabetes. Conseqüentemente, o ácido úrico é visto cada vez mais como parte da síndrome metabólica.

Desde Que a evidência para a participação osteomuscular subclinical em indivíduos de outra maneira assintomáticos com hyperuricemia está faltando, o urate que abaixa a terapia somente é indicado até agora e reembolsado nos casos da gota confirmada. As directrizes internacionais Actuais não endereçam a gestão farmacológica do hyperuricemia assintomático devido a um escassez de experimentações em perspectiva, randomized, controladas da intervenção nessa área. Ainda, não há nenhum dados disponível quantos pacientes com hyperuricemia assintomático têm que ser tratados para impedir um paciente com gota (tratar necessário do número/número necessário a prejudicar). Contudo, em um estudo controlado de secção transversal, os resultados do ultra-som demonstram os sinais do depósito de cristal do tecido do urate monosodium actual em estruturas intra e extra-articulaas dos indivíduos hyperuremic assintomáticos.

Source:

Editores da Ciência de Bentham

Advertisement