O cientista da faculdade de Skidmore descobre os benefícios de saúde de equilibrado, proteína-passeando, uma dieta de baixo-caloria

A pesquisa pelo cientista Paul Arciero do exercício da faculdade de Skidmore encontrou que um equilibrado, proteína-passeando, uma dieta de baixo-caloria que incluísse o jejum intermitente consegue não somente a perda de peso a longo prazo, mas igualmente toxinas da liberação das ajudas sob a forma de PCBs das lojas da gordura corporal, além do que a aumentação da saúde do coração e a diminuição do esforço oxidativo.

Os resultados de Arciero adicionam a um corpo crescente da evidência nos benefícios de uma dieta calórica “depasseio” da limitação (P-CR), que corte para trás em calorias e caracterize refeições do four-six um o dia, cada qual inclui 20 a 25 relvados da proteína. Participantes no estudo de Arciero igualmente contratado no jejum intermitente.

Seus resultados de pesquisa são discutidos no “soro que os Biphenyls Polychlorinated aumentam e as diminuições oxidativos do esforço com uma limitação calórica dePasseio fazem dieta em homens obesos e em mulheres,” que é publicada na edição a mais atrasada do jornal internacional da pesquisa ambiental e da saúde pública (Arciero-Proteína-Passeio & toxinas).

Um professor de ciências da saúde e do exercício em Skidmore, Arciero igualmente é director do laboratório da nutrição humana e do metabolismo da faculdade. Os estudantes de Skidmore, serviços sanitários provêem de pessoal e outros colegas ajudados com o P-CR fazem dieta a pesquisa.

O jornal internacional do artigo da pesquisa ambiental e da saúde pública é a terceira publicação nos últimos meses a relatar nos resultados de Arciero no impacto de uma dieta do P-CR. Os artigos precedentes, incluindo a edição do 30 de julho dos nutrientes (composição do Arciero-Proteína-Passeio & do corpo) e a edição do 29 de agosto das fronteiras na fisiologia (saúde do Arciero-Proteína-Passeio & do coração), destacaram melhorias na composição do corpo e na saúde vascular, respectivamente.

Em cada caso, Arciero comparou primeiramente os resultados da dieta do P-CR entre homens obesos e mulheres que seguem uma dieta da perda de peso de 12 semanas e comparou subseqüentemente a dieta do P-CR com as aquelas conseguida pela dieta coração-saudável durante um período de 52 semanas. A dieta do P-CR de 12 semanas era ingualmente eficaz em reduzir o peso corporal (>24 libras, 10%), o esforço oxidativo (25%), e a rigidez arterial (12%) e em aumentar a liberação da toxina (25%) nas mulheres e nos homens. Depois da fase de 52 semanas, o P-CR demonstrou melhorias sobre a dieta coração-saudável tradicional na perda de peso de manutenção; reduzindo a rigidez da artéria; e liberando toxinas.

“A dieta coração-saudável provou benefícios de saúde,” Arciero disse, “mas é importante continuar a pesquisar e identificar as estratégias dietéticas adicionais que podem ajudar a melhorar a saúde individual e pública.”

Uma resposta toxina-de combate

Seus resultados em toxinas podem ajudar a aliviar interesses que o peso perda-que libera toxinas no sangue-pôde ter um efeito negativo na saúde dos dieters.

Os poluentes ambientais e outras toxinas são armazenados no tecido adiposo. Durante a perda de peso, a gordura divide e as toxinas são descarregadas na circulação sanguínea. Os cientistas expressaram o interesse que as toxinas liberadas poderiam aumentar o esforço oxidativo e seu o risco dos dieters de desenvolver circunstâncias sérias, incluindo o rompimento da hormona (glândula endócrina) (reprodutivo e os problemas da fertilidade), a doença cardíaca, o cancro, a doença da doença de Alzheimer e de Parkinson.

A pesquisa de Arciero resultado-que uma dieta do P-CR não aumenta marcadores da doença e, de facto, não pode ajudar desintoxicação e para reduzir a esforço-ajuda oxidativo reduz aqueles medos. Além disso, os resultados sugerem que aqueles que não são excessos de peso ou obesos poderiam igualmente tirar proveito de uma dieta do P-CR.

“Embora a perda de peso conduz tipicamente à saúde melhorada, nós conhecemos aquele naqueles que são que excessos de peso e obeso-e, conseqüentemente, armazenar toxinas-lá excessivas é o potencial para a liberação das toxinas impactar o corpo em maneiras negativas,” Arciero explicou. “Nós quisemos capturar a liberação daquelas toxinas e da resposta de corpo.

“O que nós encontramos era que o corpo compensou aumentando antioxidantes. Em resposta a esta inundação de PCBs, o corpo estava vindo a sua própria defesa, estava limpando e estava chapinhando as toxinas. Nós tivemos uma intervenção saudável da peso-perda,” Arciero adicionou.

O objetivo da primeira fase de 12 semanas era avaliar a capacidade de uma dieta do P-CR para conseguir a perda de peso bem sucedida (definida como 10 por cento de começar o peso corporal) e este foi conseguido, com uma perda de peso média sobre de 25 libras.

Durante esta fase, as mulheres consumiram 1.200 calorias pelo dia e os homens, 1.500. Daqueles, 30 por cento vieram da proteína magra, dos 45 por cento dos hidratos de carbono não refinados, e dos 25 por cento da gordura saudável. Um dia um a semana, participantes seguiu um rápido intermitente/limpa-o, consistindo em 300 a 450 calorias das fontes ricas antioxidantes do planta-alimento.

A segunda fase (52 semanas) da pesquisa comparou os resultados da dieta do P-CR e de uma dieta coração-saudável mais tradicional. Todos os dieters consumiram aproximadamente o mesmo número de calorias: aproximadamente 1.900 para ambos os grupos. Os dieters do P-CR jejuaram/limparam qualquer um uma vez cada duas semanas ou uma vez por mês. Aqueles na dieta coração-saudável seguiram as directrizes do programa educativo nacional do colesterol, consumindo 35 por cento das calorias tão gordas e 50 a 60 por cento quanto hidratos de carbono. os dieters Coração-saudáveis igualmente comeram 20 a 30 relvados pelo dia da fibra e consumiram mais pouca de 200 miligramas pelo dia do colesterol dietético.

No fim do período de 12 meses, os resultados para os dois grupos afastaram-se significativamente, com a dieta do P-CR que outperforming a dieta coração-saudável para ambos perda de peso de manutenção, rigidez reduzida do vaso sanguíneo e eliminando toxinas.

Pesquise os participantes que permaneceram na dieta do P-CR recuperada aproximadamente 1,5 libras do peso que tinham perdido e tinham continuado a eliminar toxinas. Aqueles na dieta coração-saudável, contudo, recuperaram 12 libras. A maior parte era gordo-e essa gordura pode provavelmente ter (re) toxinas armazenadas.

“Nós temos a prova científica que é a qualidade de sua dieta que importa,” Arciero disse. “Com a dieta apenas, nós podemos favoràvel impactar o processo da desintoxicação, diminuir níveis de esforço oxidativos, reduzir a rigidez do vaso sanguíneo e aumentar a perda de peso. Aquela é uma mensagem importante da saúde pública.”

Source:

Skidmore College