A universidade de pesquisadores de Warwick descobre o fenômeno molecular usando a facilidade NMR de circuito integrado

A tecnologia do de ponta mostrou uma molécula quemonta em formulários diferentes ao passar entre o estado da solução a de circuito integrado, e a traseiro outra vez - um fenômeno curioso na ciência - diz a pesquisa pela universidade de Warwick.

O professor Steven P. Brown do departamento de física, com os colegas no departamento de química, identificou que a estrutura supramolecular de um derivado do guanosine pode ser diferente em cima da passagem do de circuito integrado no estado da solução e vice-versa.

Isto provoca o precedente químico, como as estruturas auto-montadas conduzidas pela formação de ligações de hidrogênio intermolecular específicas na solução seria esperado permanecer o mesmo no de circuito integrado.

O fenômeno foi revelado pela facilidade avançada da ressonância magnética (NMR) nuclear em Warwick.

No estado da solução, o derivado do guanosine analisado pelos pesquisadores é constituído perto quarteto-como a estrutura molecular - e a intuição científica sugere que esta permaneça como esta no de circuito integrado.

Contudo, em cima da mudança no de circuito integrado, o conjunto supramolecular contem surpreendentemente estruturas do quarteto e da fita.

O professor Brown e seus colegas fez esta descoberta usando a tecnologia NMR avançada da espectroscopia, que mede a resposta magnética dos núcleos no centro dos átomos. Os pesquisadores identificaram os estados supramoleculares distintos manchando picos de variação nos espectros que identificam perto a aproximação destes núcleos magnéticos nos átomos.

Comentários do professor Brown:

O “acesso à infra-estrutura NMR avançada permitiu-nos de considerar com a precisão química como as moléculas guanosine-baseadas auto-montam, assim revelando o fenômeno surpreendente de uma mudança no auto-conjunto em cima da mudança indo da solução a contínuo e do sólido à solução.”