Função de fígado Original do Sul - o anfíbio americano poderia pavimentar a maneira para encontrar uma cura à cirrose

A função de fígado original de um Sul - o anfíbio americano, annulatus de Siphonops, poderia pavimentar a maneira a encontrar uma cura à cirrose devastador da condição do fígado, um estudo novo publicado no Jornal prestigioso da Anatomia relata.

Os Pesquisadores da Universidade de Surrey (REINO UNIDO), da Universidade Federal de São Paulo e do Instituto de Butantan em Brasil usaram um exame inovativo da pilha de fígado 3D para explorar a função de fígado deste serpente-como o anfíbio. Durante um exame detalhado, encontrou-se que o fígado de annulatus de Siphonops produz glóbulos durante todo sua vida e divide o colagénio da proteína.

De acordo com o Dr. Robson Gutierre, um morphologist e autor principal deste estudo, o Sul - o anfíbio americano tem as pilhas de fígado muito originais, conhecidas como os melanomacrophages, que podem remover e dividir o colagénio como parte de sua função natural. Na mesma espécie, os melanomacrophages igualmente tragam naturalmente basófilo, ajudando a minimizar inflamação indesejável e a reduzir o tecido da cicatriz que pode conduzir à cirrose.

A Cirrose ocorre em resposta a dano ao fígado. O alcoolismo Crônico, a hepatite ou outras substâncias prejudiciais podem promover a resposta do auto-reparo no fígado, representada principalmente como uma produção alta de formação do colagénio e da cicatriz (fibrose). Enquanto a cirrose progride, as funções de fígado tais como a desintoxicação e a limpeza do sangue, entre outros, tornam-se difíceis.

Diversas estratégias do tratamento para a cirrose foram tentadas no mundo inteiro, como o atraso ou a remoção do estímulo subjacente que faz com que as cicatrizes formem. Outros tratamentos olharam a degradação e/ou a remoção do colagénio.

Co-author o Dr. Augusto Coppi, conferente na Anatomia Veterinária e Stereologist na Universidade de Surrey, disse: “A função de fígado deste anfíbio, annulatus de Siphonops, pode fornecer-nos uma oportunidade original de resolver uma das doenças as mais devastadores do fígado.

“Nós precisamos umas investigações detalhadas mais adicionais em como esta descoberta poderia ser traduzida em seres humanos, mas pode ter o potencial se alterar como nós vemos e tratamos esta doença. Nós somos surpreendidos constantemente por natureza, e estes detalhe e espécie não-bem-estudada de anfíbio poderiam ajudar-nos a encontrar uma maneira de parar ou mesmo inverter a cirrose de fígado.”

O Dr. Robson Gutierre da Universidade Federal de São Paulo disse: “A capacidade que esta espécie tem que dividir suas defesas naturais poderia igualmente fornecer a introspecção na tolerância da imunidade, um mecanismo por que o fígado pode minimizar inflamações indesejáveis. A tolerância da Imunidade pode ser estudada nesta espécie porque produzem pilhas pro-inflamatórios no fígado hematopoietic ao longo de sua toda a vida, sem desenvolver inflamações crônicas.”

A cirrose de Fígado deve ser diagnosticada cedo e a causa tratada, mas dano é invertido raramente. No final das fases, a cirrose é risco de vida. Cada ano mais de 4.000 povos no BRITÂNICO morrem da cirrose e uns 700 povos calculado têm que ter uma transplantação do fígado todos os anos a sobreviver.

Os Pesquisadores continuarão a explorar como este poderia ser traduzido em seres humanos.