Faça a sala para bebês: Após ter dado o nascimento, Duckworth pressiona o Senado dobrar regras

Em segunda-feira, Tammy Duckworth transformou-se o primeiro senador de assento para dar o nascimento, forçando líderes do Senado a enfrentar como o mal os preparou pode ser acomodar as necessidades de uma matriz nova.

Duckworth, 50, um Illinois Democrata, e seu marido, Bryan Bowlsbey, anunciado tinha dado o nascimento a uma filha, pérola de Maile (Meu-Lee pronunciado). Sua primeira criança, Abigail, era nascida em 2014, quando Duckworth estava servindo na casa de representantes.

“Tão resistente como manipular as procuras da maternidade e ser um senador podem ser, eu sou mal sozinho ou original como um pai de trabalho,” Duckworth disse em uma indicação, “e em minhas crianças faça-me somente comprometido mais a fazer meus trabalho e posição acima para famílias trabalhadoras em toda parte.”

Duckworth não fez nenhum segredo de sua confusão na atenção que recebeu desde a anunciação de sua gravidez em janeiro. Aproveitou a oportunidade de chamar para ajustar regras do Senado para acomodar pais novos.

São as mudanças que poderiam ajudar a fazer no futuro um senador grávido menos notável, especialmente como os números recorde de mulheres expor para ser executado para o escritório - muitos delas Democratas spurred pela presidência de Donald Trump e pelo congresso controlado por republicanos, mas igualmente as muitas motivado pelo movimento do #MeToo ao acosso sexual e ao assalto da luta. Uma avaliação recente de Associated Press encontrou que 309 Democráticas e as mulheres republicanas tinham arquivado até agora o documento para ser executado para a casa, uma elevação nova.

Duckworth disse que as regras as mais problemáticas impedem geralmente qualquer um que não é um senador, um assistente designado ou o outro oficial de estar na sala do Senado. Porque um senador deve estar no assoalho a fim votar, argumentiu-a deve ser reservada trazer sua jovem criança com ela.

“Para que eu encontre que há umas edições com as regras de Senado de Estados Unidos onde eu não posso poder votar ou trazer minha criança no assoalho do Senado quando eu preciso de votar porque nós proibimos crianças do assoalho, eu pensei, “wow, eu sinto-a como eu estou vivendo no século XIX em vez do 2ø, “” disse o CNN no mês passado.

Um orador para o líder da maioria do senado Mitch McConnell (R-KY.) diminuiu comentar na proposta de Duckworth.

O Senado tem dobrado suas regras antes para fazer acomodações para senadores. Sem surpresa para uma instituição onde a idade média em janeiro de 2017 seja 61,8 anos, aqueles exemplos tendem a favorecer os senadores que lutam doenças sérias. As exceções foram feitas igualmente para membros com mobilidade limitada. Em 1997, por exemplo, algumas etapas na sala do Senado foram substituídas com uma rampa para ajudar ao senador recentemente eleito Max Cleland (D-GA.), um veterano deficiente que usasse uma cadeira de rodas.

Bill Dauster, que recomendou Democratas no procedimento do Senado por décadas antes do ano passado reservado, disse que os senadores puderam pedir seus colegas a permissão, com aprovação unânime, trazer assistente no assoalho. Por exemplo, alguns senadores trouxeram povos empurrar suas cadeiras de rodas. Duckworth pode poder seguir esse exemplo com seu recém-nascido, disse.

“Eu penso que seria teatro maravilhoso se foi ao assoalho, pedido o acordo que I esteja permitido trazer minha criança infantil ao assoalho por breves períodos de hora para o resto da sessão do congresso,” Dauster disse, “e ver quem objeta.”

Como os Estados Unidos, o congresso não tem nenhuma política geral na licença parental, permitindo que os senadores e os representantes ajustem sua própria política do escritório. Duckworth oferece a seu pessoal 12 semanas da licença parental e dos planos tomar uma quantidade de tempo equivalente. Permanecerá em contacto com seu escritório e para retornar para votos próximos, disse Sean Savett, seu orador.

O estigma atrasado entre alguns eleitores contra legisladores fêmeas com jovens crianças pode fazê-lo duro tomar licença prolongada, embora diversos candidatos têm abordado aquele frontal. Pelo menos duas mulheres que são executado para o escritório este ano têm a metragem dse amamentação em seus anúncios da campanha.

Aquelas dificuldades, junto com as procuras da maternidade que persistem mesmo hoje, significam que muitas mulheres adiaram ou ordenaram para fora uma carreira na política.

“Nós estamos perguntando a mulheres, em alguns sentidos, tomar em um terceiro part-time,” disse Debbie Walsh, director do centro para mulheres americanas e da política na universidade de Rutgers em New-jersey. “E assim o que nós vimos, ainda, são as mulheres são mais prováveis esperar até que estejam um bit mais velho para começar na política, que tem as implicações para onde terminam acima na política.”

Walsh indicou que quando as matrizes são executado, levam sua perspectiva única com elas ao congresso. Em seguida ter sua primeira filha, Duckworth introduziu a legislação que asseguraria salas seguras, limpas e convenientes do fluxo de leite em grandes e aeroportos de tamanho médio. O senador anterior Blanche Lincoln (obscuridade.), a matriz dos gêmeos que em 38 se transformaram a mulher a mais nova elegeu ao Senado e a primeira mulher para presidir mais tarde o comitê de agricultura do Senado, almoços escolares nutritivos patrocinados no final dos anos 90.

Quando for a primeira no Senado, Duckworth está entre 10 mulheres de que deram o nascimento ao servir no congresso, cinco quem estão actualmente no escritório. (Betty Koed, historiador do Senado, disse que seu escritório não mantem registros detalhados das crianças dos senadores, embora pelo menos dois senadores anteriores adotaram cabritos quando no escritório: Mary Landrieu (D-La.) e Kay Bailey Hutchison (R-Texas).

Mude foi lento - e fêmea-conduziu primeiramente. O escritório do médico de comparecimento abriu sala designada do fluxo de leite de Capitol Hill a primeira em 2006. Após o representante. Nancy Pelosi (D-Calif.) transformou-se a primeira presidente da Càmara fêmea em 2007, ela abriu mais salas do fluxo de leite - permitindo funcionários e membros de aderir melhor à academia americana da recomendação das pediatria que as crianças fossem amamentadas no mínimo o primeiro ano de vida.

Duckworth não é nenhum desconhecido a quebrar a nova base. Era uma das primeiras mulheres que servem no exército para voar missões de combate na guerra no iraque, de acordo com sua biografia oficial, e transformava-se mais tarde um dos primeiros veteranos fêmeas do combate eleitos ao congresso. Era igualmente o primeiro amputado fêmea eleito ao congresso, perdendo ambos os pés ao servir em Iraque.

Não é igualmente nenhum desconhecido aos desafios que enfrentam uma matriz nova no congresso. Em 2014, grávido com sua primeira criança e sob os pedidos não viajar, Duckworth de um doutor requereu líderes Democráticas da casa permitir que vote pelo proxy em um círculo de eleições internas do partido. Recusaram, mencionando os problemas que poderia causar quando os membros pedem ausências por outras razões.

Quando os ombros desencapados puderem ser indesejados na casa, as crianças não são. Representante. Cathy McMorris Rodgers (R-Lavagem.) trouxe avante seu filho de then-7-year-old, que está com Síndrome de Down, como a casa passou a legislação em 2014 que ajudam aquelas com inabilidades e suas famílias salvar o dinheiro para seu cuidado.

A mulher republicana a mais alta no congresso, McMorris Rodgers é igualmente a única mulher para dar a nascimento três vezes ao servir. No compartimento cosmopolita no outono passado, descreveu faltar três semanas dos votos quando seu filho prematuramente nascido estava em uma unidade de cuidados intensivos, assim como as letras de alguns componentes que a castigaram para ser executado para a re-eleição mais tarde.

“Nós precisamos mais mulheres e mamãs no congresso - na casa e no Senado,” McMorris Rodgers disse em uma indicação à notícia da saúde de Kaiser. “Assim nós devemos certificar-se de que o local de trabalho do congresso reflecte as necessidades de mamãs de funcionamento. A casa permite crianças no assoalho da casa, e eu acredito que deve ser concedido no Senado demasiado.”

“Meus cabritos, e ter todos os três deles ao servir na casa, fizeram-me um legislador melhor,” adicionou. “Ser uma mamã faz a política real.”

A cobertura de KHN de edições dos cuidados médicos das mulheres é apoiada na parte pelo David e pela fundação de Lucile Packard.

Notícia da saúde de KaiserEste artigo foi reimprimido de khn.org com autorização da fundação de Henry J. Kaiser Família. A notícia da saúde de Kaiser, um serviço noticioso editorial independente, é um programa da fundação da família de Kaiser, uma organização de investigação nonpartisan da política dos cuidados médicos unaffiliated com Kaiser Permanente.

Advertisement