O estudo mostra o papel emergente novo do osteopontin em carcinoma hepatocelular HCV-relacionada

[Fundo]

A infecção do vírus da hepatite (HCV) C é a causa principal da carcinoma hepatocelular (HCC) e foi calculada para ser responsável para 745.000 mortes em 2012. Recentemente, os agentes antivirosos altamente eficientes e a acção directa (DAAs) puderam eliminar HCV dos fígados contaminados em mais de 90% dos casos. Contudo, a emergência de HCC a uma taxa de aproximadamente 1% pelo ano é relatada agora nos fígados HCV-contaminados. Conseqüentemente, as estratégias terapêuticas novas são necessários impedir a infecção de HCV, o retorno de HCC, e o hepatocarcinogenesis.

Osteopontin (OPN) é um cytokine multifuncional e é envolvido em processos fisiológicos normais, assim como nas circunstâncias patológicas numerosas, incluindo a inflamação, o fibrogenesis, e a carcinogénese. Em infecções hepáticas, OPN joga um papel importante em ferimento de fígado agudo, na réplica viral, no reparo do fígado, na fibrose, e no HCC.

O trabalho recente identificou CD44 como o marcador o mais comum para células estaminais do cancro (CSCs) em diversos cancros humanos. CD44 tem um papel essencial em regular as propriedades de CSCs, incluindo seus auto-renovação, iniciação do tumor, metástase, e chemoradioresistance, e OPN interage segundo as informações recebidas com o CD44.

Em HCC, o enriquecimento de diversos marcadores da célula estaminal, incluindo CD133, CD90, CD13, molécula de adesão de pilha epitelial (EpCAM), CD44, CD24, e o marcador oval OV6 da pilha, é relatado em determinadas populações laterais de CSCs. Contudo, CSCs representa somente uma população menor das células cancerosas e não há actualmente nenhuma evidência para um papel para CSCs em apoiar a réplica de HCV. Conseqüentemente, identificar o mecanismo subjacente da patogénese de HCV e seu relacionamento a CSCs é um desafio importante da pesquisa.

Neste estudo, um grupo da universidade de Kanazawa avaliou o significado da linha central OPN-CD44 para a réplica de HCV em EpCAM+/CD44+ CSCs, e investigou o papel de OPN no regulamento e na manutenção de EpCAM+/CD44+ CSCs.

[Resultados]

EpCAM+/CD44+ CSCs mostrado marcou a réplica de HCV quando comparado com o EpCAM? /CD44? pilhas. Além, os níveis de OPN mRNA e proteína eram mais altos em EpCAM+/CD44+ CSCs do que em EpCAM? /CD44? pilhas. OPN aumentou significativamente a réplica de HCV em EpCAM+/CD44+ CSCs e suprimiu marcada a interferona (IFN) - expressão genética estimulada. O inibidor 6 bromoindirubin-3-oxime da sintase kinase-3β do Glycogen aumentou a população de EpCAM+/CD44+ CSC e a expressão de OPN e danificou a sinalização de IFN através do transdutor do sinal e do activador da degradação da transcrição 1 (STAT1). Além disso, OPN regulou o stemness de EpCAM+/CD44+ CSCs, que conduziu à inactivação da sinalização de IFN e aumentou a réplica de HCV.

[Perspectivas do significado e as futuras]

O grupo da universidade de Kanazawa focalizou sua atenção em CSCs, como HCC é propor se tornar de CSCs, mesmo que representasse uma parte pequena da população da pilha de HCC. Contudo, a réplica de HCV em CSCs é compreendida ainda deficientemente. Este estudo mostrou o significado da linha central OPN-CD44 para a réplica de HCV em EpCAM+/CD44+ CSCs.

Os resultados do grupo da universidade de Kanazawa destacam um papel novo para OPN em apoiar a réplica de HCV em EpCAM+/CD44+ CSCs com uma redução na activação STAT1. Igualmente fornecem a evidência que OPN tem o potencial manter phonotypes de CSC, e identifica o caminho OPN-CD44 como um alvo potencial para regular a réplica e o stemness de HCV em pilhas de HCC.

Source: https://www.kanazawa-u.ac.jp/latest-research/62282