O método novo ajuda melhor a compreender a revelação patológica do ALS

O ALS neurodegenerative da doença causa a morte e a paralisia do neurônio de motor. Contudo, muito antes que as pilhas morrerem, perdem o contacto com os músculos enquanto seus axónio atrofiam. Os pesquisadores em Karolinska Institutet têm planejado agora um método novo que melhorasse radical a capacidade para estudar axónio e para compreender assim melhor a revelação patológica do ALS. O método é descrito nos relatórios da célula estaminal do jornal científico.

Todos os neurônios têm a fibra-como a projecção chamada um axónio, e aqueles dos neurônios de motor podem ser extremamente longos - sobre um medidor - como têm que esticar da medula espinal aos músculos dos braços e dos pés. Sabe-se que no ALS os neurônios de motor morrem “para trás” e perdem a funcionalidade onde o axónio encontra o músculo antes gradualmente de atrofiar completamente.

Examinando a presença de RNA em uma pilha, é possível descobrir que genes são comutados sobre e fora e assim a função e a condição geral da pilha. Nos neurônios longos-axoned, há um amortecedor do RNA no axónio que os permite de interagir rapidamente com seu ambiente - por exemplo pilhas de músculo.

Os cientistas estão afiada interessados em investigar o repertoir de RNAs em axónio do motor de indivíduos saudáveis e de pacientes do ALS para ganhar uma introspecção mais profunda em processos da doença. Contudo, isto provou ser muito por mais difícil que a quantidade de RNA nos axónio seja acta. Se apenas um único corpo de pilha obtem no material do estudo do axónio, contaminá-lo-á com seu próprio RNA, fazendo o impossível considerar o que o reservatório do RNA do axónio olha como.

“Nós temos desenvolvido agora um método extremamente melhorado para este chamado Axónio-segs.,” explicamos Eva Hedlund, pofessor no departamento da neurociência, Karolinska Institutet do associado. “É um método relativamente barato, simples e altamente sensível que nós descrevamos em detalhe em nosso estudo de modo que possa ser usado por outros pesquisadores interessados em estudar processos neuronal.”

Examine os neurônios de motor

Seu grupo de investigação usou o método para examinar os neurônios de motor gerados das células estaminais do rato e do ser humano. Seus resultados mostram que o reservatório do axónio de RNAs difere significativamente daquele do corpo de pilha, que é uma descoberta nova. Os pesquisadores igualmente examinaram o transcriptome dos neurônios de motor ALS-doentes e encontraram aquele nos neurônios com a versão transformada do gene SOD1 que causa o ALS, o perfil do RNA do axónio diferiram daquele de pilhas saudáveis.

“Muitos dos genes que nós encontramos que dysregulated no ALS seja necessário para a função normal do axónio e seu contacto com o músculo,” diz Jik Nijssen, estudante doutoral e primeiro-autor da junção do estudo com Julio Aguila Benítez. “Muitos destes genes apresentam alvos possíveis para as terapias futuras.”

Source: https://ki.se/en/news/new-method-for-studying-als-more-effectively