O estudo olha tendências ao longo do tempo no antibiótico oral que prescreve por dermatologistas

Este estudo olhou tendências ao longo do tempo no antibiótico oral que prescreve pelos dermatologistas que usam dados comerciais dos créditos de seguro para quase 986.000 cursos dos antibióticos orais prescritos por quase 12.000 dermatologistas.

Total, entre 2008 e 2016, havia uma diminuição no antibiótico que prescreve (3,36 a 2,13 cursos por 100 visitas com um dermatologista) e muita dessa diminuição veio de uma diminuição em cursos prolongados dos antibióticos prescritos para a acne e o rosacea. Contudo, a prescrição de antibióticos pós-operatórios depois que as visitas cirúrgicas aumentaram (3,92 a 6,65 cursos por 100 visitas) e os pesquisadores sugerem que a prática esteja avaliada. A possibilidade de erro de classificação dos diagnósticos relativos às prescrições antibióticas existe neste estudo observacional.