As dificuldades de aprendizagem nas crianças não são associadas sempre com as anomalias visuais

As dificuldades de aprendizagem nos alunos não são associadas sempre com os problemas visuais, desde que podem ser neurobiological ou derivadas de outras alterações tais como a desordem da hiperactividade do deficit da dislexia ou de atenção (ADHD). Este é o resultado do trabalho científico realizado pela universidade do grupo de investigação de Alicante no sistema ótico e na percepção visual e de uma equipe multidisciplinar (óptico-optometristas, oftalmologista, psicólogos, um terapeuta de discurso e um psiquiatra) do Polyclinic de Aragón do alto em Huesca.

Este estudo é parte do projecto de investigação desenvolvido pelo aluno de doutoramento e pelo óptico-optometrista Carmen Bilbao Porta, em colaboração com o PhD em ciências David Piñero da visão, que é igualmente um membro do grupo de investigação acima mencionado do sistema ótico do A.

A importância deste trabalho encontra-se na tentativa diferenciar os exemplos dos problemas de desempenho da escola em que a visão joga um papel chave (defeitos uncorrected da graduação, por exemplo) daquelas causadas pelas alterações produzidas no processamento do cérebro da informação, tal como a desordem da hiperactividade do deficit da dislexia, do dyspraxia ou de atenção (ADHD).

Este estudo inacabado imóvel é baseado em critérios normalizados internacionalmente e em uma amostra que possa ser representativa na Espanha dada a escassez da pesquisa no este campo do estudo.

Piñero sublinha que a visão é um dos sentidos cruciais em toda a actividade de aprendizagem desde que aproximadamente 80% da informação que nos alcança é feito através do sistema visual. Contudo, isto não deve conduzir-nos pensar que todo o problema de aprendizagem é necessariamente devido a uma condição da visão.

Os pais não devem desesperar-se quando suas crianças estão tendo rendimento ruim em pseudo--terapias “de salvamento” da escola ou do recurso. O pesquisador do A indicou que nós precisamos de procurar a origem deste problema com o conselho de peritos qualificados da saúde, como pode ser devido a uma anomalia visual ou não, e, uma vez que determinado, encontramos soluções possíveis.

De acordo com este trabalho de pesquisa, a presença de erros refractive uncompensated, tais como a miopia, hipermetropia, astigmatismo, ou problemas da convergência (dificuldade em mover os olhos em uma maneira coordenada para olhar um objeto próximo) ou problemas do próximo-foco (accommodative) pode fazer tarefas da escola, tais como a leitura e a escrita, difíceis. Contudo, David Piñero disse que nós não devemos confundir aquele com as crianças que já têm uma dificuldade básica da leitura e da escrita e pudemos ter um outro tipo de causa básica.

Em uma primeira fase do estudo, uma revisão crítica da literatura científica em relação à visão e problemas de aprendizagem foi realizada, encontrando conduz a que anomalias visuais foram encontradas neste tipo de pacientes, mas não em todos os casos. As deficiências orgânicas Oculomotor (problemas de coordenação nos tipos diferentes de movimentos dos dois olhos) foram observadas principalmente.

Num segundo a parte do estudo, quatro grupos de pacientes podia ser avaliada no centro clínico, em um com as crianças sem problemas de aprendizagem e nos outros três que correspondem às crianças com a dislexia, o ADHD e o dyspraxia, respectivamente.

A análise dos dados confirma a presença de testes padrões oculomotor alterados do movimento na maioria de grupos de pacientes com dificuldades de aprendizagem, mas não em todos os casos, de acordo com este trabalho. Conseqüentemente, esta alteração oculomotor não causa o problema de aprendizagem mas é às vezes uma circunstância associada.

O estudo igualmente revela uma diferença menor na predominância de problemas do próximo-foco (com a graduação correcta ajustada) entre o grupo de controle e os grupos da dificuldade de aprendizagem. Em conformidade, não há nenhuma anomalia visual em todas as crianças com problemas de aprendizagem, tais como a dislexia, o ADHD e o dyspraxia, embora haja uma tendência maior à existência das alterações em movimentos e na convergência oculomotor, que faz necessário analisar estes aspectos neste tipo de pacientes.

Source: http://ruvid.org/ri-world/study-shows-vision-is-not-always-the-cause-for-learning-disorders/