O desempenho diagnóstico dos dentistas deteriora-se quando posto sob a pressão de tempo

Os dentistas podem faltar detalhes importantes em raios X quando postos sob a pressão de tempo, de acordo com a pesquisa nova conduzida pela universidade de Plymouth.

O estudo, publicado no jornal da odontologia, mostrou que os dentistas da atenção primária faltaram 67% da perda do osso e 40% da deterioração de dente em uma amostra de raios X dentais, quando hora limitada dada dos avaliar. Contudo, os 40 participantes do estudo diagnosticados correctamente, em média, todas as patologias relacionaram-se à perda do osso e à deterioração de dente correctamente, quando não enfrentados com pressão de tempo.

Os raios X dentais são tomados rotineiramente por dentistas para detectar a deterioração e a perda dentais de apoio do osso em torno dos dentes (que é um sinal da doença de goma severa).

Os participantes do estudo, tudo das práticas dentais em e à volta do sul a oeste de Inglaterra, avaliado seus níveis de esforço tanta mais altos na situação tempo-exercida pressão sobre do que dentro sem pressão de tempo.

A pesquisa foi conduzida por Anastasios Plessas, companheiro clínico académico na escola dental da península, em colaboração com a escola da psicologia na universidade de Plymouth.

Disse: “Eu conduzi esta pesquisa porque não há nenhum outro estudo lá fora que avalia o desempenho dos dentistas sob a pressão de tempo, e é uma edição realmente importante.

“Este trabalho mostrou uma deterioração significativa do desempenho diagnóstico dos dentistas ao examinar raios X sob a pressão de tempo. Os erros diagnósticos podem pôr a segurança paciente em risco. O Underdiagnosis pode conduzir pacientes precisar no futuro um tratamento mais complexo ou mesmo uma extracção dos dentes desnecessariamente. Este estudo mostra que nós não devemos cortar tempos da nomeação a fim caber dentro mais povos, mas olhar outras maneiras de encontrar o paciente precisa.”