Encontre os responsáveis da Saúde que alertaram o mundo à doença vaping de alarme

O Dr. Lynn D'Andrea soube que algo era erroneamente quando três adolescentes com os ferimentos de pulmão misteriosos, perigosos similares entraram o hospital de crianças de Wisconsin um após o outro, ofegando para o ar.

Como o único pulmonologist no dever que o quarto da semana do feriado de julho, D'Andrea observou aqueles casos alarming seguiram logo a seguir a um outro adolescente quem teve uma condição não-infecciosa com sintomas de harmonização.

““Nós precisamos de pensar mais sobre algo, “” disse o Dr. Michael Meyer, director médico da unidade de cuidados intensivos pediatra, porque recounted mais tarde.

Que “pensar sobre algo mais” conduziu à descoberta pelo menos de 530 casos vaping-relacionados prováveis de ferimento em 38 estados, em um território dos E.U. e em Canadá. Pelo menos nove povos morreram. Quando a causa exacta da doença permanecer obscura, o presidente Donald Trump está considerando uma proibição em e-cigarros flavored, e Walmart tomou-os fora de suas prateleiras completamente.

A epidemia alertou a ofensa sobre o descuido federal de vaping, mas há igualmente uma história de sucesso local da saúde pública a ser dita. Os doutores e os oficiais regionais em Wisconsin, Illinois e reunido em outra parte que esta doença misteriosa era muito maior do que ela apareceram. É um conto dos trabalhos de equipa, a comunicação e os responsáveis da Saúde públicos com antiguidade batendo em suas redes em uma era de financiamento limitado da saúde pública, infra-estrutura diminuída da saúde pública e retorno alto.

É surpreendente de certa forma que Wisconsin se transformou ponto zero para descobrir a relação. O estado classificou perto da parte inferior por todo o país por pessoa gastando na saúde pública até um impulso enorme de $588 milhões mais greenlighted pelos próximos dois anos. Wisconsin é igualmente em casa aos locais de fabricação vaping da vagem de Juul, e a um de seus senadores dos E.U., Ron republicano Johnson, créditos sua vitória aos advogados vaping.

No entanto os oficiais do estado descobriram a manifestação, que não mostra nenhum sinal da parada.

“Eu não penso que qualquer um poderia ter antecipado como de grande porte este problema se tornou,” D'Andrea disse em um email.

Descobrindo a relação de Vaping

Embora as caixas isoladas de problemas respiratórios vaping-relacionados fossem manchadas em outra parte, incluindo 2015 em West Virginia, uma nova onda dos casos começou a estalar acima em todo o país começar em meados de abril.

Os pacientes se não saudáveis, muitos deles adolescentes, queixaram-se da falta de ar. perda de peso inexplicado, fadiga e edições gastrintestinais. Foram diagnosticados frequentemente com síndrome de aflição respiratória aguda - essencialmente um ferimento de pulmão de uma causa desconhecida. Os casos confundiram fornecedores da saúde por todo o país.

Em North Carolina, os clínicos confundidos sobre como os adolescentes saudáveis poderiam de repente ser tão doentes que eles os ventiladores necessários para algo que não era infeccioso, disseram Zack Moore, chefe da epidemiologia do estado.

Mas em Wisconsin, os doutores do hospital de crianças usaram histórias pacientes extensivas para reunir o elo em falta entre esse conjunto de quatro casos: vaping.

Este não é nenhum repto fácil ao tratar os adolescentes que não podem querer admitir a vaping na frente de seus pais - especialmente quando se trata de vaping o petróleo de THC, o produto químico psychoactive na marijuana. Mas para D'Andrea, um veterano de 25 anos que se especialize na respiração emite entre crianças e conduz a equipe pulmonaa do hospital, a abertura dos pacientes é parte do que tornou a descoberta possível.

“Eram parte “da equipe” quem estava tentando nos ajudar a figurar para fora este,” que disse.

Após ter discutido os casos com o Meyer e os outros colegas, D'Andrea chamou o Dr. Michael Gutzeit, médico principal do hospital, o 8 de julho. Esse telefonema levantou o aviso de dentro do hospital de crianças para o departamento local da saúde, então para o departamento da saúde do estado e eventualmente para os centros para o controlo e prevenção de enfermidades em Atlanta - eficazmente pôr esta crise de saúde sobre o radar da nação.

“É incrível que viram este,” disse o Dr. Jeffrey Gotts, um pulmonologist na universidade de Califórnia-San Francisco. “Como clínicos linhas da frente, há muito as algumas coisas que nós relataríamos às autoridades responsáveis pela saúde pública no ICU. Não é aquele incomum mandar povos aparecer com falha respiratória.”

Do Local a indicar

Porque os quatro pacientes com estes sintomas no hospital de crianças de Wisconsin eram da parte externa Milwaukee de Waukesha County apenas, os especialistas da infecção do hospital deram ao departamento local da saúde um atendimento.

Logo depois disso, oficial de saúde pública de Waukesha, Ben Jones, alcançado para fora ao epidemiologista da doença respiratória do estado, Thomas Haupt, quem tinha conhecido por 15 anos.

“Não souberam vaping seria involvido” com estes casos misteriosos, disseram Haupt, um veterano de 34 anos do departamento de serviços sanitários. “Chamaram-me imediatamente.”

Haupt foi alarmado imediatamente. Colocou o telefone e marchou ao escritório de seu chefe, médico principal Jonathan Meiman, o 10 de julho, interrompendo uma reunião.

“Nós precisamos de falar sobre este,” recordou dizer.

Nesse ponto, o hospital e Haupt souberam somente que este era um problema local - e um que estava obtendo mais ruim. “Foi de quatro casos a oito,” Haupt disse. A equipe realizou retroactively que tinham tratado um 11 de junho admitido paciente com os sintomas similares, e mandaram três ser entrados daqui até o 19 de julho.

Haupt foi trabalhar notificando responsáveis da Saúde públicos companheiros através das fronteiras estaduais caso que esta doença misteriosa alcançou além de Wisconsin, enviando por correio electrónico dois grupos. Doze anos há, tinha estabelecido um grupo dos coordenadores da gripe de Midwest, compor dos oficiais de 11 estados na região para controlar melhor a estação de gripe. Igualmente ajudou o chumbo o Conselho do estado e epidemiologistas territoriais.

Uma “comunicação é sempre o you've o mais grande do recurso obtido até toda a investigação da doença,” Haupt disse.

Não feriu que a maioria dos povos nestes email tinham sido executado nos mesmos círculos da saúde pública por anos. Diversos escreveram para trás que verificariam coisas para fora com seus centros de controle de veneno e departamentos da saúde pública.

Entretanto, o departamento da saúde do estado e o hospital de crianças coordenaram um anúncio da imprensa e o alerta dos clínicos o 25 de julho. Uma comunicação e a confiança eram fáceis - Meiman e Gutzeit tinham trabalhado junto previamente em esforços da prontidão de Ebola alguns anos mais adiantados.

A conferência de imprensa livestreamed em Facebook. Depois da instrução que o dia, um outro grupo de Wisconsin parents tomou um adolescente com sintomas similares ao hospital.

O caso em Illinois

Dentro dos dias, um clínico em Illinois que tinha visto a cobertura chamou o departamento da saúde do estado de Wisconsin preocupado que um paciente em Illinois pôde ter a mesma circunstância. Isso é quando Meiman chamou suas contrapartes de Illinois, Dr. Jennifer Layden, para a deixar conhecer seu estado pôde ter a doença misteriosa, demasiado.

“Nós começamos chamar departamentos da saúde e os hospitais para ver se outro tiveram esta descrição muito vaga,” Layden disse. “Em um par dias, apenas por aqueles atendimentos, nós tivemos outros dois pacientes.”

Em San Francisco, o Dr. Elizabeth Gibb viu um paciente cuja a mamã visse a notícia fora de Wisconsin e perguntasse se pôde ser conectado a seu adolescente hospitalizado.

Daqui até o 2 de agosto, Illinois tinha posto para fora um alerta dos clínicos que procura mais casos. Wisconsin era até 11 casos.

Enquanto mais casos apareceram em todo o país, Wisconsin esboçou um questionário para que os estados mandem aos clínicos, assim que poderiam todos ter uma definição similar do caso e trabalho fora de dados similares, Haupt disse. Pelo menos 20 povos no departamento da saúde do estado de Wisconsin apressaram na resposta - sobre sua carga de trabalho regular.

O ponto de derrubada de Epi-X

Depois da notícia de um caso através da beira em Illinois - e um mês desde que primeiro telefonema de D'Andrea a Gutzeit - o departamento da saúde de Wisconsin decidiu mandar um alerta de Epi-X o 8 de agosto. Aquele é um alerta a todos os departamentos da saúde do estado na rede epidémica da troca de informação executada pelo CDC.

Após o boletim anunciar Wisconsin teve até 25 suspeitou os casos ligados a vaping, atendimentos derramados dentro de New-jersey a North Carolina.

De lá, começou aumentar rapidamente.

O CDC anunciou o 17 de agosto que 94 casos possíveis existiram, retrocedendo fora uma agitação dos media que culminasse na consciência nacional dos perigos de vaping e de gritos para a cabeça de Food and Drug Administration a renunciar.

Dentro dos dias, o CDC despachou uma equipe - dois povos a Illinois, dois a Wisconsin - que ajudou o pente através dos casos. Meiman e Layden continuaram a trabalhar junto para definir mais a condição e a informação coordenada de outros estados.

Porque o número de dossiers quintupled, muito ainda permanece desconhecido sobre a doença. Muitos peritos não acreditam que esta manifestação terminará muito em breve. Ainda, Haupt disse que é incredibly orgulhoso do trabalho que os oficiais em Wisconsin - do hospital de crianças ao departamento da saúde do estado - fizeram a mancha dele. Acredita que sua notificação pode ter ajudado a salvar vidas.

“Que é a saúde pública da maneira é supor para trabalhar,” disse. “E confie-me, ele não trabalha sempre essa maneira.”

Barry-Bobo da corte superior de Anna Maria do correspondente de Califórnia Healthline contribuído a este relatório.

Notícia da saúde de KaiserEste artigo foi reimprimido de khn.org com autorização da fundação de Henry J. Kaiser Família. A notícia da saúde de Kaiser, um serviço noticioso editorial independente, é um programa da fundação da família de Kaiser, uma organização de investigação nonpartisan da política dos cuidados médicos unaffiliated com Kaiser Permanente.