Infecção parasítica idêntica do leishmaniasis novo relatada

Um estudo novo publicado em linha nas doenças infecciosas emergentes do jornal descreve a aparência de uma infecção nova do protozoário levada por insectos que cause os sintomas que imitam a doença chamada leishmaniasis visceral, causados por um parasita diferente.

A doença nova é resistente às anti-Leishmania drogas ordinárias, contudo, e é levada por um anfitrião diferente do insecto. Além disso, este parasita foi sabido para contaminar somente até agora insectos. O estudo causa medos que tais infecções untreatable do parasita poderiam se tornar mais importantes nos dias de vir.

O problema

Trypanosoma denota um grupo um-celulado de parasita com o a chicote-como o acessório chamado um flagelo, assim chamado porque têm um movimento corkscrewing característico. O Leishmaniasis é uma doença parasítica trypanosomal, tipicamente desenfreado em países tropicais e subtropicais e em TB0 0N Europa do Sul. Categorizado como uma doença tropical negligenciada, é causado pela transmissão do parasita através da mordida de determinada espécie do sandfly.

Há aproximadamente 20 espécies de Leishmania. O mais geralmente, a infecção causa o leishmaniasis cutâneo e visceral (ou o kala do ` azar'), causando sores da pele e lesões do fígado, do baço e da medula, respectivamente. O último é o formulário e as influências os mais severos aproximadamente 50.000 a 90.000 povos um o ano, na maior parte pelo infantum de Leishmania, que causa mais de 90% do leishmaniasis visceral em Ámérica do Sul. Esta circunstância tem sobre a mortalidade de 95% se não tratada.

Sobre as últimas décadas, desde 1980 avante, os povos foram observados para ter o leishmaniasis junto com outras infecções do protozoário que são encontradas mais tipicamente nos insectos, tais como o parasita Crithidia. A edição que enfrenta cientistas era encontrar se estes eram resultados ou sintomas incidentais da emergência de um parasita novo que poderia causar infecção humana difundida.

O paciente

O estudo actual confirma este encontrar, em um paciente das pessoas de 65 anos que seja tratado para sintomas como a perda de peso, a febre, baixas contagens de glóbulo e fígado e baço enormes. Estas são características padrão do kala azar, confirmadas encontrando a tensão LVH60 do parasita em manchas da medula e na cultura, e por análises de sangue. O paciente foi tratado por 8 meses com a medicamentação padrão contra a infecção. Contudo, fez não somente os sintomas persistem, mas as lesões de pele apareceram por todo o lado na pele, tendo beiras indistintas em contraste com as margens bem definidas vistas em alguns pacientes quando no tratamento azar do kala. Isto é chamado o leishmaniasis cutâneo azar do kala do cargo (PKDL) mas é raro em Brasil. As lesões de pele contiveram uma outra tensão, LVH60a. O paciente sucumbiu finalmente à doença assim como às complicações que elevararam depois que seu baço foi removido na tentativa de prender a infecção.

O exame da repetição dos parasita cryopreserved obtidos das amostras da medula e da pele da pre-morte foi feito após a morte do paciente. Os pesquisadores encontraram que o genoma parasítico era Leishmania bastante desigual mas mais como o fasciculata de Crithidia, um outro parasita que fosse sabido para contaminar somente insectos. Esta identificação foi feita usando o inteiro-genoma que arranja em seqüência as ferramentas seguidas pelo emparelhamento filogenética da seqüência. Ambos os parasita são trypanosomes, pertencendo à subfamília Leishmaninae, mas são diferentes em sua composição genética. Igualmente colonizam insectos diferentes - Leishmania é levado por sandflies fêmeas, mas por Crithidia espécie pelo mosquito dos anófeles e do mosquito.

Este é um mosquito fêmea do albimanus dos anófeles que toma uma refeição de sangue. Alguns parasita de Crithidia são sabidos para parasitar mosquitos do anopheline. Crédito de imagem: CDC/James Gathany
Este é um mosquito fêmea do albimanus dos anófeles que toma uma refeição de sangue. Alguns parasita de Crithidia são sabidos para parasitar mosquitos do anopheline. Crédito de imagem: CDC/James Gathany

Os cientistas expor então ratos, como mamíferos experimentais, aos parasita por injecção na pele ou nas veias, para confirmar que causam a infecção humana. Encontraram que ambos os grupos de ratos desenvolveram a infecção do fígado com Crithidia, e além, as lesões de pele apareceram com os parasita isolados da pele do paciente.

Implicações

O estudo levanta medos que a infecção de Crithidia pode se tornar mais comum como uma doença untreatable, por si só ou como parte de uma infecção combinada com Leishmania, quando permanecer untreatable presentemente. Além disso, pode ser espalhado pelos mosquitos dos anófeles e do mosquito que são os anfitriões e os vectores do insecto para este parasita. Em um outro grupo de amostras de uma espécie phlebotomus-relacionada de parasita, as seqüências do ADN foram encontradas que se assemelham pròxima àquela do infantum do L. e do fasciculata do C. Os autores chamam para a pesquisa para encontrar e identificar mais casos, para aprender sobre o parasita e que os insectos ele infestam, e desenvolvem tratamentos novos.

Source:
Journal reference:

Maruyama SR, de Santana AKM, Takamiya NT, Takahashi TY, Rogerio LA, Oliveira CAB, et al. Non-Leishmania parasite in fatal visceral leishmaniasis–like disease, Brazil. Emerg Infect Dis. 2019 Nov. https://doi.org/10.3201/eid2511.181548, https://wwwnc.cdc.gov/eid/article/25/11/18-1548_article

Dr. Liji Thomas

Written by

Dr. Liji Thomas

Dr. Liji Thomas is an OB-GYN, who graduated from the Government Medical College, University of Calicut, Kerala, in 2001. Liji practiced as a full-time consultant in obstetrics/gynecology in a private hospital for a few years following her graduation. She has counseled hundreds of patients facing issues from pregnancy-related problems and infertility, and has been in charge of over 2,000 deliveries, striving always to achieve a normal delivery rather than operative.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Thomas, Liji. (2019, October 02). Infecção parasítica idêntica do leishmaniasis novo relatada. News-Medical. Retrieved on December 14, 2019 from https://www.news-medical.net/news/20191002/New-leishmaniasis-look-alike-parasitic-infection-reported.aspx.

  • MLA

    Thomas, Liji. "Infecção parasítica idêntica do leishmaniasis novo relatada". News-Medical. 14 December 2019. <https://www.news-medical.net/news/20191002/New-leishmaniasis-look-alike-parasitic-infection-reported.aspx>.

  • Chicago

    Thomas, Liji. "Infecção parasítica idêntica do leishmaniasis novo relatada". News-Medical. https://www.news-medical.net/news/20191002/New-leishmaniasis-look-alike-parasitic-infection-reported.aspx. (accessed December 14, 2019).

  • Harvard

    Thomas, Liji. 2019. Infecção parasítica idêntica do leishmaniasis novo relatada. News-Medical, viewed 14 December 2019, https://www.news-medical.net/news/20191002/New-leishmaniasis-look-alike-parasitic-infection-reported.aspx.