Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Como os cálculos biliares formam?

O corpo humano é sabido para produzir o mais geralmente pedras em vários lugar, nos rins, na bexiga, na vesícula biliar e no apêndice. Muitas destas pedras aparecem sem nenhuma razão óbvia. Contudo, um estudo novo publicado na imunidade do jornal mostra o argumento inteiro pela primeira vez: como os cálculos biliares são formados.

Cálculos biliares: que são eles?

Os cálculos biliares são as pedras que formam dentro da vesícula biliar, afetando aproximadamente 25 milhão americanos e em Alemanha, aproximadamente 6 milhões. Nos EUA, aproximadamente 100.000 povos morrem todos os anos dos cálculos biliares e de complicações associadas, e esta doença está entre as causas superiores para a hospitalização.

Pedra de bexiga do cálculo biliar/bílis. Crédito de imagem: eleonimages/Shutterstock
Pedra de bexiga do cálculo biliar/bílis. Crédito de imagem: eleonimages/Shutterstock

Os cálculos biliares são compor tipicamente de cristais do colesterol e do cálcio. O epitélio da vesícula biliar concentra a bilis e aumenta sua acidez, de modo que os sais do colesterol e do cálcio possam se dissolver nela aos níveis da saturação e além. Em tal ponto, o supersaturation e a precipitação ocorrem, conduzindo à cristalização de sais do colesterol e do cálcio. Contudo, este não é apenas um processo físico-químico. Há igualmente um agente de agregação desconhecido que faça com que os cálculos biliares formem primeiramente, e cresce então. O estudo actual joga a luz neste factor.

O problema com cálculos biliares é que quando a maioria forem assintomáticos, alguns causam a cólica extrema, ou ondas da dor espasmódica no abdômen. Se não umas complicações mais dolorosas mais sérias podem igualmente elevarar, incluindo a perfuração da vesícula biliar, a peritonite ou a infecção da cavidade abdominal geral, e mesmo a morte. A cirurgia é a maneira para fora em tal caso. A maioria de cálculos biliares são cristais do colesterol, e são mais freqüentes nos povos que têm a elevação - níveis de colesterol. Contudo, como os cristais microscópicos do colesterol se acumulam nas pedras tão grandes como diversos centímetros transversalmente são um assunto surpreendentemente sob-pesquisado - até aqui.

A busca

O estudo actual usou uma aproximação não-tradicional a sua investigação em como os cálculos biliares ocorrem - um que os tomou em uma excursão dos museus, carniceiro abriga e salas de operação modernas. Olharam os cálculos biliares humanos mantidos no indicador no museu do hospital de Charité em Berlim e fizeram seus próprios testes. Examinaram a bilis do porco de um matadouro. Analisaram mesmo a bilis e os cálculos biliares dos pacientes que tiveram procedimentos cirúrgicos para a doença do cálculo biliar.

A primeira etapa foi tomada quando analisaram com sucesso a composição da lama biliar, o material concentrado granulado dentro das vesícula biliares que contêm cálculos biliares. A lama veio dos pacientes em stents hepatobiliary. A microscopia de fluorescência foi realizada neste material, e os pesquisadores encontraram grandes grupos de ADN extracelular (ecDNA), e níveis elevados de actividade do elastase do neutrófilo.

Em segundo lugar, encontraram que o ecDNA estêve considerado igualmente na lama biliar do porco, e em cálculos biliares humanos. Além disso, encontraram que o ecDNA, o elastase do neutrófilo e o histone H3 (uma proteína ADN-associada) eram todos encontrados na superfície dos cálculos biliares, indicando o papel jogado pela REDE na formação de cálculos biliares. Quase 90% dos cálculos biliares igualmente mostrou a evidência da actividade do elastase do neutrófilo na superfície, a parte activamente crescente, mesmo se a inflamação activa estou presente. Assim o depósito do neutrófilo do ecDNA é um evento chave na formação do cálculo biliar.

A descoberta

Sujeitando estes materiais variados às técnicas investigatórios modernas, a equipe encontrou um factor comum: todos os cálculos biliares são cobertos com os traços de um tipo da pilha branca chamado os neutrófilo, parte da população do granulocyte no sangue. Estas pilhas imunes fazem parte da primeira fronteira contra as bactérias de invasão e outras partículas prejudiciais, incluindo os cristais que não são encontrados normalmente no sangue.

Quando encontram cristais do colesterol na vesícula biliar, entram em seu acto usual, tentando tragar os cristais e dispr d. Contudo, no processo submetem-se a dano severo, com rompimento lysosomal. A catepsina granulada G da enzima lysosomal digestiva entra no citoplasma, liga-o ao ADN e fá-lo com que as costas espalhem para fora como uma rede, e expulsa-o finalmente elas da pilha. este escapamento lysosomal causa a formação de uma rede pegajosa de costas da cromatina sobre a superfície dos cristais. Isto é chamado uma armadilha extracelular do neutrófilo (NET). Os envoltórios da REDE em torno dos cristais múltiplos para formar os grupos, formando pedras cada vez mais grandes.

Para provar esta, a equipe encontrou que quando os cristais do colesterol e do cálcio na solução foram adicionados a uma cultura do neutrófilo e incubados, os cristais pequenos estiveram precipitados rapidamente, e os cálculos biliares começaram a formar e crescer. Os cristais do cálcio e do colesterol são encontrados nos cálculos biliares, devido ao efeito da REDE nos cristais aglomerados junto pela maré pegajosa da bilis dentro da vesícula biliar.

A maneira para fora

Os pesquisadores igualmente testaram os efeitos temporariamente de desqualificar neutrófilo in vivo, ou dos inibidores LÍQUIDOS, e encontraram que ambos reduziram o crescimento do cálculo biliar. A descoberta impressionante é que “a produção de cálculos biliares pode extremamente ser reduzida ou mesmo parado se a formação destas redes é inibida usando drogas,” de acordo com o pesquisador Luis Munoz. Usar drogas para tratar cálculos biliares é desta maneira uma opção previamente inexplorada.

Por exemplo, o Metoprolol da droga podia ser usado desta maneira. Este é um betablocante simples, assim chamado porque obstrui os receptors beta-adrenergic que negociam alguns efeitos dos produtos químicos como a adrenalina em vários órgãos e tecidos do corpo. Esta droga estêve assim no uso por muitos anos tratar a hipertensão. Contudo, quando usado nos pacientes com cálculos biliares, o metoprolol inibe a entrada dos neutrófilo na circulação dos tecidos. Isto reduz automaticamente a formação LÍQUIDA e derruba assim as possibilidades da formação do cálculo biliar. Há igualmente outras drogas chamadas os inibidores de ALMOFADA, que impedem selectivamente a formação LÍQUIDA dos neutrófilo em instalações experimentais. Estes validam o papel atribuído ao sistema imunitário na formação do cálculo biliar no estudo actual.

A importância deste processo é que se aplica não somente à formação do cálculo biliar mas igualmente às pedras do rim e da glândula salivar, entre outros. Isto significa que estes podem igualmente ser impedidos pelas mesmas drogas, que fornecerão o relevo a muitos sofredores sem a necessidade para a cirurgia.

Journal reference:

Neutrophil extracellular traps initiate gallstone formation. Luis E. Muñoz, Sebastian Boeltz, Rostyslav Bilyy, Christine Schauer, Aparna Mahajan, Navena Widulin, Anika Grüneboom, Irmgard Herrmann, Edgyda Boada, Manfred Rauh, Veit Krenn, Mona H.C. Biermann, Malgorzata J. Podolska, Jonas Hahn, Jasmin Knopf, Christian Maueröder, Solomiya Paryzhak, Tetiana Dumych, Yi Zhao, Markus F. Neurath, Markus H. Hoffmann, Tobias A. Fuchs, Moritz Leppkes, Georg Schett, & Martin Herrmann. August 15, 2019. DOI:https://doi.org/10.1016/j.immuni.2019.07.002. https://www.cell.com/immunity/fulltext/S1074-7613(19)30318-8

Dr. Liji Thomas

Written by

Dr. Liji Thomas

Dr. Liji Thomas is an OB-GYN, who graduated from the Government Medical College, University of Calicut, Kerala, in 2001. Liji practiced as a full-time consultant in obstetrics/gynecology in a private hospital for a few years following her graduation. She has counseled hundreds of patients facing issues from pregnancy-related problems and infertility, and has been in charge of over 2,000 deliveries, striving always to achieve a normal delivery rather than operative.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Thomas, Liji. (2019, October 09). Como os cálculos biliares formam?. News-Medical. Retrieved on August 14, 2020 from https://www.news-medical.net/news/20191009/How-do-gallstones-form.aspx.

  • MLA

    Thomas, Liji. "Como os cálculos biliares formam?". News-Medical. 14 August 2020. <https://www.news-medical.net/news/20191009/How-do-gallstones-form.aspx>.

  • Chicago

    Thomas, Liji. "Como os cálculos biliares formam?". News-Medical. https://www.news-medical.net/news/20191009/How-do-gallstones-form.aspx. (accessed August 14, 2020).

  • Harvard

    Thomas, Liji. 2019. Como os cálculos biliares formam?. News-Medical, viewed 14 August 2020, https://www.news-medical.net/news/20191009/How-do-gallstones-form.aspx.