Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Pesquisa clínica escasso para mulheres grávidas e aleitando com COVID-19

As mulheres grávidas e da amamentação foram excluídas dos ensaios clínicos de drogas para tratar COVID-19, e como o resultado, não há nenhum dados da segurança para informar decisões clínicas. Tais drogas incluem o remdesivir de acordo com um artigo novo na medicina par-revista da amamentação do jornal.

Desde que as mulheres grávidas e aleitando não são incluídas nos ensaios clínicos, pequenos é sabido sobre se transferências da droga no leite materno e alcança a circulação do infante.

A falta de tais dados complica uma decisão entre a doação mulheres de aleitação potencial de uma droga do salvamento e mandando os parar de amamentar ou arriscar todos os efeitos adversos potenciais da droga no infante, escreve Alison Stuebe, DM, universidade da Faculdade de Medicina de North Carolina e presidente da academia da medicina da amamentação.

Suspender a amamentação nas matrizes contaminadas com COVID-19 poderia ser prejudicial porque o infante falta para fora em nutrientes críticos no leite humano. Adicionalmente, os anticorpos adquiridos da matriz podem proteger o infante contra a aquisição de COVID-19.

“Este dilema ilustra as conseqüências de políticas de longa data para excluir grávido e mulheres de aleitação dos ensaios clínicos,” Stuebe diz. “Um pouco do que com exclusão das mulheres grávidas e aleitando da pesquisa, nós devemos protegê-las com a pesquisa.”

As mulheres grávidas e da amamentação e seus feto e infantes não podem continuar a ser órfão administrativos em relação às experimentações novas da droga, e esta correcção imediata das autorizações da situação.”

Arthur I. Eidelman, DM, redactor-chefe da medicina da amamentação

Source:
Journal reference:

Stuebe, A (2020) Protect Pregnant and Lactating Women with COVID-19 Through Research, Not from Research. Breastfeeding Medicine. doi.org/10.1089/bfm.2020.29155.ams.