Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

O propolis vermelho brasileiro contem substâncias com propriedades anticancerosas

O propolis vermelho brasileiro encontrado nas colmeias ao longo da costa e nos manguezais na região do nordeste contem duas substâncias com propriedades anticancerosas. Nas análises laboratoriais, reduziram consideravelmente a proliferação de ovariano, do peito, e das pilhas de cancro cerebral.

Em um estudo publicou no jornal dos produtos naturais, pesquisadores nas universidades do relatório de São Paulo (USP) e de Campinas (UNICAMP) sua descoberta das duas substâncias anticancerosas assim como de seis polyphenols novos com as estruturas previamente desconhecidas à ciência.

Os Polyphenols são compostos naturais benéficos com propriedades antioxidantes. Incluem flavonóides e taninos, e podem ser encontrados nas plantas, nos cereais, e no vinho.

“Duas das oito substâncias isoladas pela primeira vez do propolis vermelho indicaram propriedades citotóxicos no cancro do ovário, no cancro da mama, e nas pilhas da glioma.

Nós executamos in vitro testes nestes três tipos de tumor porque são resistentes a muitas drogas diferentes e daqui de difícil tratamento. As pilhas na pergunta têm um mecanismo conhecido esse overexpresses que uma proteína responsável para barrar se droga.

Eis porque são resistentes aos medicamentos. Nossos testes mostraram que as substâncias no propolis vermelho contornaram o mecanismo, mostrando seu potencial reduzir tumores,” disseram Roberto Berlinck, um professor na universidade do instituto do São Carlos de São Paulo da química (IQSC-USP) e de um membro do comité de direcção da fundação de pesquisa de São Paulo - programa de investigação de FAPESP na caracterização da biodiversidade, na conservação, na restauração e no uso sustentável (BIOTA-FAPESP).

As descobertas resultaram de um estudo no âmbito de BIOTA-FAPESP, coordenado por Berlinck, e de um projecto temático coordenou por Ronaldo Pilli.

Biblioteca de produtos naturais

De acordo com Berlinck, os polyphenols vermelhos do propolis são uma classe nova de compostos anticancerosos que inibem o crescimento do tumor e induzem a morte celular do tumor. “Em um de nossos testes outperformed uma droga conhecida da quimioterapia [doxorubicin],” disse.

Os produtos naturais estão entre as fontes principais de drogas de cancro novas. Daqui a importância do bioprospecting estuda como este, demonstrando os efeitos benéficos das substâncias referidas. A pesquisa precedente descreveu as propriedades bactericidas, antifungosas, anti-inflamatórios, e immunomodulatory do propolis vermelho.

As abelhas produzem o propolis para proteger a colmeia, assim que não é nenhum acidente que a resina é bactericida e antifungosa. Isto tinha sido relatado previamente pelos pesquisadores que analisaram o propolis vermelho cru. Em nosso estudo, nós provamos os efeitos anticancerosos das substâncias específicas isoladas do propolis vermelho.”

Roberto Berlinck, professor, universidade do instituto do São Carlos de São Paulo da química

O propolis vermelho é mais raro do que o propolis verde, amarelo, ou marrom. Brasil é um dos produtores os maiores do mundo do propolis. O propolis vermelho é encontrado em diversos estados de Brasil do nordeste. Em Alagoas, por exemplo, é produzido por abelhas (mellifera dos Apis) essa alimentação na resina avermelhada exsudada pelo ecastaphyllum do Dalbergia da videira da moeda.

“Nós planeamos investigar como as abelhas processam esta resina da árvore,” Berlinck dissemos. “Alteram-na para fazer o propolis ou usá-lo como é?”

Contudo, adicionou, polyphenols não é considerado candidatos prometedores para a revelação da droga. Os “Polyphenols, infelizmente, ligam a todos os tipos de proteínas, visto que uma droga precisa de visar uma proteína específica,” ele disseram. “Isto pode ser porque o propolis vermelho é activo em tão muitas maneiras. Pode influenciar diversos sistemas diferentes.”

Source:
Journal reference:

Banzato, T. P., et al. (2020) Antiproliferative Flavanoid Dimers Isolated from Brazilian Red Propolis. Journal of Natural Products. doi.org/10.1021/acs.jnatprod.9b01136.