Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

O ‐ rápido IgG de IgM do ‐ 2 de CoV do ‐ do SARS combinou o teste do anticorpo

A pandemia COVID-19 actual é causada pelo coronavirus 2 da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV-2), um betacoronavirus que cause a aflição respiratória aguda severa em uma proporção significativa de pacientes contaminados. Um estudo recente publicado no medRxiv* do server da pré-impressão relata em outubro de 2020 um teste de diagnóstico novo para SARS-CoV-2 baseado na detecção de anticorpos.

Presentemente, testando para SARS-CoV-2 é realizado pela detecção de RNA viral usando PCR transcrito reverso do tempo real (RT-PCR) ou por métodos radiológicos tais como a imagem lactente (CT) do tomografia computorizada do teste da caixa ou do antígeno rápido/anticorpo.

A imunidade adiantada em infecções virais é através da revelação de anticorpos de IgM, seguida pela imunidade adaptável sob a forma dos anticorpos de IgG com a especificidade e a afinidade altas para os antígenos virais. Estes são capazes de neutralizar o vírus, impedindo suas entrada em e infecção da pilha de anfitrião. Outras pilhas de B da memória podem fornecer a memória imunológica durável e a imunidade a longo prazo.

Estudos Serological

O estudo actual focaliza no teste de anticorpos específicos ao vírus a fim desenvolver um teste de diagnóstico que seja rápido, simples, e sensível. A revelação dos anticorpos ao vírus indica a exposição prévia ao vírus e a uma resposta imune.

Uns estudos mais adiantados mostram que o seroprevalence varia extensamente, com o um estudo que relata anticorpos de IgM e de IgG dentro sobre ~83% e ~65% dos pacientes, para uma predominância total de ~93%. O teste padrão da progressão parece ser primeiro a aparência do anticorpo total, então de IgM, e finalmente IgG. A proporção a mais significativa de anticorpos está contra o nucleocapsid viral (N) a proteína, que é a mais abundante. Os testes que detectam são, conseqüentemente, os mais sensíveis entre testes do anticorpo.

Por outro lado, a proteína do ponto liga ao receptor da pilha de anfitrião com o domínio receptor-obrigatório, e esta induziria conseqüentemente os anticorpos os mais específicos, que são considerados igualmente neutralizar. A pesquisa prévia, recomenda conseqüentemente o uso do um ou outro ou o ponto e proteínas de N conseguir a grande sensibilidade.

O estudo actual foi visado que desenvolve um teste rápido novo do anticorpo de IgM/IgG contra este vírus, com base no ensaio lateral do fluxo (LFA). Foi avaliado pelo teste da bandeira de ouro, pelo PCR do RT, e pelo immunoassay da Electro-quimioluminescência (ECLIA) para medir o titer total do anticorpo.

A ilustração esquemática do ‐ rápido IgG de IgM do ‐ 2 de CoV do ‐ do SARS combinou o teste do anticorpo e o exemplo de resultados típicos. a, diagrama esquemático do dispositivo de detecção; b, ilustração de resultados de teste diferentes; c, exemplo dos resultados típicos obtidos com o RDT.
A ilustração esquemática do ‐ rápido IgG de IgM do ‐ 2 de CoV do ‐ do SARS combinou o teste do anticorpo e o exemplo de resultados típicos. a, diagrama esquemático do dispositivo de detecção; b, ilustração de resultados de teste diferentes; c, exemplo dos resultados típicos obtidos com o RDT.

Desenvolvendo o teste rápido

O pesquisador Percevent J Ducrest. O CEO & o co-fundador GaDia SA desenvolveram um immunoassay lateral do fluxo que poderia ràpida identificar a presença de IgM e de IgG contra o vírus em amostras humanas quando realizado em um ajuste com predominância COVID-19 alta. Usando uma tira que mostrasse uma linha vermelha se os anticorpos estam presente no M ou na região de G, Ducrest podia pegarar diferencial IgM ou IgG.

O anticorpo na amostra liga ao antígeno de RBD revestido em nanoparticles do ouro. Este complexo move-se através da tira, com os anticorpos que ligam para as substâncias imóveis na tira, que capturam os anticorpos de IgM ou de IgG respectivamente para formar as linhas de M ou de G.

Na ausência de todo o anticorpo ao vírus, o ouro coloidal move e liga na linha de controle na extremidade da tira, travada à BSA-biotina. Isto forma uma linha vermelha e deve ser visto para assegurar-se de que um teste válido ocorra, independentemente do resultado.

Características da linha de base

As características da linha de base dos pacientes cujas as amostras foram testadas na mostra actual do estudo que sua idade mediana era 50 anos, contra 33 para os controles. O homem: a relação fêmea era similar para pacientes e controles. O período mediano à preparação de amostras do início do sintoma é 21 dias, e todo o teste do PCR do RT foi realizado em cotonetes nasais. O valor de tempo mediano do ciclo era ~26.

O pesquisador realizou ECLIA em amostras de 11/35 de positivo do PCR do RT. Ducrest encontrou que o teste de diagnóstico rápido de IgG/IgM (RDT) concordou com o PCR em ~90% dos casos. Em 7 casos, os resultados eram positivos para IgM somente, mostrando a especificidade de 93% para IgG/IgM, mas 100% para IgG somente.

Sensibilidade do RDT de IgG/IgM contra o PCR do RT

O RDT de IgG/IgM mostrou a sensibilidade 100% para IgG, IgM, ou ambos. Um resultado positivo era provável ser uma infecção verdadeira em 83%, quando um resultado negativo indicou a ausência de infecção em todos os casos quando combinado com os resultados do PCR do RT. Em dois casos, os pacientes eram ainda positivo do anticorpo no dia 170 e 180 do início do sintoma.

Sensibilidade do RDT de IgG/IgM contra ECLIA

Ducrest encontrou aquele comparado a ECLIA, a sensibilidade para um ou outro ou ambos os anticorpos era 100%, mas somente 61% de valores positivos foram contaminados verdadeiramente. Os resultados negativos por ECLIA eram tudo negativos pelo RDT igualmente.

Ducrest conclui aquele avaliado em uma coorte dos casos combinados com os controles, o RDT de IgG/IgM em amostras do plasma é tão exacto quanto uma ferramenta diagnóstica como o PCR ou o ECLIA do RT, com sensibilidade 100% e valor com carácter de previsão negativo, e a especificidade de 93%. Assim, este teste é capaz de diagnosticar todos os indivíduos contaminados e correctamente de ordenar para fora a infecção em 93% de indivíduos uninfected.

Quando comparado a ECLIA, um resultado positivo previr correctamente a infecção em 61% dos casos, quando em comparação com o PCR do RT, o valor com carácter de previsão positivo é 83%. Este RDT não rendeu mesmo um negativo falso, indicando sua sensibilidade 100% mesmo com as amostras da fronteira. Seu desempenho em uma interrupção similar ao fabricante Roche de ECLIA é excelente, mesmo que o último vise os anticorpos contra a proteína completo de N, e o RDT identifica somente anti-RBD anticorpos.

Implicações e sentidos futuros

Para o diagnóstico serological, testar deve ser realizado somente 10-15 dias do sintoma o mais adiantado e não na fase adiantada de infecção. Notàvel, estes testes usaram o plasma, e uma pesquisa mais adicional será necessário compreender como os trabalhos de teste em um ajuste do ponto--cuidado com sangue capilar.

Estes testes mostraram o seropositivity de IgG e de IgM mesmo 180 dias do início dos sintomas, e este é a primeira vez que um RDT fez assim neste ponto do tempo, diz os autores. Isto mostra a constante e o titer suficientemente alto destes anticorpos durante o período de 15-180 sintomas do cargo dos dias, permitindo a detecção com este RDT particular.

Uma pesquisa mais adicional é necessária para medir neste momento o titer de IgM e de IgG a fim validar estes resultados. Interessante, o RDT forneceu somente resultados determinados.

Este estudo preliminar forneceu somente uma prova de conceito e foi testado em uma população com uma predominância alta de casos positivos, esclarecendo o PPV alto. Em uma população da baixo-predominância, isto não pode ser assim. Contudo, quando a população for testada 10 dias do início dos sintomas

Ducrest comenta, “tais desempenhos indicam que este RDT poderia ser cabido para a finalidade nos ajustes clínicos onde uma predominância alta de COVID-19 prevalece, especialmente nas situações onde ECLIA não estão disponíveis, ou não pode confiantemente ser usado. Os desempenhos diagnósticos em baixas populações da predominância ainda precisam de ser determinados, e as populações maiores precisam de ser testadas.”

Observação *Important

o medRxiv publica os relatórios científicos preliminares que par-não são revistos e, não devem conseqüentemente ser considerados como conclusivos, guia a prática clínica/comportamento saúde-relacionado, ou tratado como a informação estabelecida.

Journal reference:
Dr. Liji Thomas

Written by

Dr. Liji Thomas

Dr. Liji Thomas is an OB-GYN, who graduated from the Government Medical College, University of Calicut, Kerala, in 2001. Liji practiced as a full-time consultant in obstetrics/gynecology in a private hospital for a few years following her graduation. She has counseled hundreds of patients facing issues from pregnancy-related problems and infertility, and has been in charge of over 2,000 deliveries, striving always to achieve a normal delivery rather than operative.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Thomas, Liji. (2020, October 15). O ‐ rápido IgG de IgM do ‐ 2 de CoV do ‐ do SARS combinou o teste do anticorpo. News-Medical. Retrieved on September 22, 2021 from https://www.news-medical.net/news/20201015/Rapid-SARSe28090CoVe280902-IgMe28090IgG-combined-antibody-test.aspx.

  • MLA

    Thomas, Liji. "O ‐ rápido IgG de IgM do ‐ 2 de CoV do ‐ do SARS combinou o teste do anticorpo". News-Medical. 22 September 2021. <https://www.news-medical.net/news/20201015/Rapid-SARSe28090CoVe280902-IgMe28090IgG-combined-antibody-test.aspx>.

  • Chicago

    Thomas, Liji. "O ‐ rápido IgG de IgM do ‐ 2 de CoV do ‐ do SARS combinou o teste do anticorpo". News-Medical. https://www.news-medical.net/news/20201015/Rapid-SARSe28090CoVe280902-IgMe28090IgG-combined-antibody-test.aspx. (accessed September 22, 2021).

  • Harvard

    Thomas, Liji. 2020. O ‐ rápido IgG de IgM do ‐ 2 de CoV do ‐ do SARS combinou o teste do anticorpo. News-Medical, viewed 22 September 2021, https://www.news-medical.net/news/20201015/Rapid-SARSe28090CoVe280902-IgMe28090IgG-combined-antibody-test.aspx.