Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

O projecto de MARA aponta usar a nanotecnologia baseada ADN nova para lutar as bactérias

Os antibióticos são usados para impedir e tratar infecções bacterianas. Jogaram um maior protagonismo em combater doenças infecciosas tais como a tuberculose, a pneumonia, a febre tifóide, e a meningite no séculoth 20. Contudo, o uso impróprio dos antibióticos igualmente conduziu à revelação de resistência assim chamada da multi-droga (MDR) por meio de que as bactérias mudam sua resposta a estas medicinas e as durar mais do que.

De acordo com o WHO a resistência antibiótica é uma das ameaças as mais grandes à saúde, à segurança do alimento, e à revelação globais hoje. For algo essa incomoda profundamente especialistas quando muitos negócios e sociedade na grande sensação pouco interesse. Em comparação com a oncologia (tratamento contra o cancro) por exemplo, relativamente pouco de investimento entra em encontrar antibióticos novos. Em primeiro lugar, isto é porque exige muitos anos de teste (entre 10 a 20) - quando puder ser fácil encontrar os produtos químicos que matam as bactérias, é muito mais difícil descobrir e desenvolver as substâncias que não são igualmente tóxico aos seres humanos. Em segundo lugar, os produtos os mais inovativos não podem ser vendidos livremente porque este conduziria para usar, que desanima por sua vez o investimento empresarial.

Esta edição exige conseqüentemente estratégias do tratamento e fontes novas de financiamento. As melhorias recentes na nanotecnologia para projectar nanoparticles com propriedades físico-químicas desejadas podem ser uma nova linha de defesa contra micro-organismos de MDR. Um exemplo é o projecto de MARA, financiado pelo programa aberto do FET da Comissão Européia. Conduzido pelo Instituto de Tecnologia austríaco, o projecto é apoiado por um consórcio interdisciplinar que esteja procurando substituir a pesquisa antibiótica regular com um método ADN-baseado novo da nanotecnologia para lutar as bactérias. Esta aproximação desenha em 3 tecnologias complementares novas.

O primeiro, chamado Autônomo Detecção os ácidos nucleicos (AUDENA), é um método de detecção micróbio-associado novo do antígeno. Usa o ADN puro como um sensor que reconheça moléculas do alvo em substâncias solúveis em água e reaja mudando a cor. Esta reacção pode ser considerada pelo olho nu, significando que nenhum instrumento do laboratório ou processamento sofisticado está exigido. AUDENA é conseqüentemente mais barato produzir e executar.

O segundo é uma aproximação nova no mimetismo da proteína baseado nas enzimas artificiais (o ADN estrutura a emulação de reacções das proteínas) que podem ser usadas para uma grande variedade de aplicações, por exemplo na biotecnologia, fabricação biomedicável e mesmo no sector da energia se é possível produzir umas enzimas mais baratas e mais estáveis.

O terço é baseado nos robôs moleculars (MORO), que já são aplicados actualmente a alguns processos industriais. No contexto de MARA, os nanorobots funcionais do ADN podem encontrar os micróbios patogénicos ou pilhas bacterianas do tumor antes de destrui-los furando com suas divisões celulares. O acoplamento das máquinas com elementos dereconhecimento permite o projecto de vário, MOROs especializado que cria uma aproximação que tenha o potencial revolucionar a terapia da doença e abrir uma área nova na medicina molecular.

Todas estas tecnologias são conectadas à nanotecnologia do ADN, usando ácidos nucleicos um pouco do que proteínas como foi a prática comum até agora. Os agradecimentos a estes resultados, MARA podem ajudar a reduzir o uso dos antibióticos fazendo os mais visado (o objetivo de AUDENAS), que, para retardá-lo por sua vez o progresso da resistência antibiótica, mas não o pararão. Contudo, outras duas tecnologias permitirão esperançosamente as bactérias de ser aproximadas em maneiras novas. Conseqüentemente, o impacto de MARA pôde ser enorme nos cuidados médicos da sociedade no conjunto.

O projecto tem desovado já um projecto da continuação. Com a transição de EIC às actividades da inovação - um programa novo do financiamento lançado em 2019 sob o esquema do horizonte 2020 para aumentar o potencial da exploração de projectos EU-financiados, o projecto de MARILIA criou um conceito novo da detecção, com base nos resultados de MARA, para a identificação rápida, barata dos micróbios patogénicos humanos em amostras de água. A detecção rápida e rentável de micróbios patogénicos é altamente importante em muitos sectores tais como cuidados médicos, agricultura, e a indústria alimentar. O potencial comercial dos resultados de MARILIA podia conduzir a uma partida para tomar o produto para introduzir no mercado e aumentar a saúde e a segurança do pessoas em todo o mundo.

Source: