Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Os pesquisadores encontram jogos do gene CXCR6 um papel na severidade COVID-19

Os pesquisadores nos Estados Unidos conduziram um estudo que demonstra que um gene chamado CXCR6 (receptor 6 de Chemokine do motivo de C-X-C) pode jogar um papel importante em determinar a severidade da doença 2019 do coronavirus (COVID-19).

O curso da doença em COVID-19 é altamente variável, variando dentro ao redor de 80% assintomático ou suave dos casos dentro a ao redor 5% severo dos casos. Em casos severos, a doença pode ràpida progredir e conduzir à falha respiratória que exige cuidados intensivos urgentes.

Recentemente, os estudos genoma-largos da associação identificaram diversos locus genéticos associados com o COVID-19 severo. Contudo, os genes “causais” precisos dentro destes locus não são sabidos ainda.  

Agora, a equipa de investigação - do centro da ciência da saúde da Universidade do Texas em Houston e em Universidade de Cornell em New York - usou várias aproximações integrative para mostrar que os níveis da expressão do gene CXCR6 (encontrado no locus 3p21.31) estão associados com a severidade de COVID-19.

Comparado com os pacientes que tiveram a doença moderado, as pilhas residentes da memória CD8+ T (TRM) nos pulmões dos pacientes com doença severa expressaram níveis inferiores de CXCR6.

Além disso, a proporção de pilhas de TRM era 3,32 vezes mais baixa em pacientes severamente doentes do que entre pacientes moderada doentes, relata a equipe.

Uma versão da pré-impressão do artigo de investigação está disponível no server do bioRxiv*, quando o artigo se submeter à revisão paritária.

Estudos precedentes da severidade COVID-19

Desde que a manifestação COVID-19 começou primeiramente em Wuhan, China, ao fim de 2019, a disparidade enorme na severidade dos sintomas foi observada entre pacientes.

Embora a idade e o sexo sejam factores de risco principais associados com a severidade COVID-19, os factores precisos que confer a susceptibilidade a COVID-19 em determinados grupos não é ainda clara.

os estudos Genoma-largos da associação (GWAS) identificaram uma relação entre o locus genomic 3p21.31 do risco e a doença COVID-19 crítica. Um estudo recente conduzido pelo grupo severo de COVID-19 GWAS identificou 3p21.31 como um locus do risco para a susceptibilidade a COVID-19 severo com falha respiratória.

Contudo, seis genes (SLC6A20, LZTFL1, CCR9, FYCO1, CXCR6, e XCR1) são ficados situados perto da variação genética do chumbo, e do gene “causal” associado com este locus não foram identificados ainda.

Como RNA-arranjar em seqüência da único-pilha pode ajudar

Os avanços recentes na único-pilha quearranja em seqüência (scRNA-segs.) forneceram oportunidades inauditas de explicar mecanismos patogénicos sendo a base na único-pilha e no pilha-tipo nível.

Recentemente, os dados scRNA-segs.s adquiridos do líquido de lavage broncoalveolar (BALF) dos pacientes com o COVID-19 moderado e severo revelaram as mudanças da expressão genética que ocorrem em pilhas imunes principais.

Contudo, a alteração do transcriptome em subpopulações específicas permanece na maior parte inexplorada,” diga os pesquisadores.

Que os pesquisadores fizeram?

As aproximações integrative aplicadas equipe, incluindo estudos da associação e (TWAS) a análise transcriptome-largos do colocalization, para explorar a conexão entre factores genéticos do anfitrião e o fenótipo molecular no pulmão e pilhas imunes dos pacientes COVID-19 que usam dois conjunto de dados independentes de GWAS.

Os pesquisadores igualmente executaram uma análise transcriptomic da único-pilha de um conjunto de dados de BALF para explorar alterações do transcriptome nos pacientes com o COVID-19 moderado e severo.

Que eram os resultados?

A equipe identificou e replicated o gene CXCR6, que teve um efeito protector nos pulmões, e um outro gene chamou CCR9 que teve um efeito do risco no sangue inteiro.

Os pesquisadores dizem que os estudos têm mostrado previamente que CXCR6 está expressado em pilhas de T e é essencial para negociar a direcção de pilhas de TRM ao pulmão. Além disso, CCR9 foi mostrado para regular o chemotaxis em resposta ao chemokine thymus-expressado em pilhas de T, ele adiciona.

A análise igualmente destacou um efeito regulador na expressão CXCR6 no pulmão e em pilhas imunes.

A nível da único-pilha, CXCR6 foi expressado em níveis inferiores nas pilhas do pulmão TRM dos pacientes com COVID-19 severo do que dentro dos pacientes com doença moderado, desse modo apoiando o efeito protector identificado previamente no pulmão.

A proporção de pilhas de TRM era igualmente 3,32 vezes mais baixa nos pulmões de pacientes severamente doentes do que nos pulmões de pacientes moderada doentes.

Que os autores concluíram?

“Nós caracterizamos que CXCR6 (gene do marcador das pilhas de TRM) teve uma expressão mais baixa em pacientes severos do que em pacientes moderados,” dizemos os pesquisadores.

Nosso trabalho explorou sistematicamente o efeito genético na expressão genética no locus 3p21.31 do cromossoma e localizou o gene CXCR6 pôde ser envolvido na severidade de COVID-19.”

Observação *Important

o bioRxiv publica os relatórios científicos preliminares que par-não são revistos e, não devem conseqüentemente ser considerados como conclusivos, guia a prática clínica/comportamento saúde-relacionado, ou tratado como a informação estabelecida.

Journal reference:
Sally Robertson

Written by

Sally Robertson

Sally first developed an interest in medical communications when she took on the role of Journal Development Editor for BioMed Central (BMC), after having graduated with a degree in biomedical science from Greenwich University.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Robertson, Sally. (2021, February 19). Os pesquisadores encontram jogos do gene CXCR6 um papel na severidade COVID-19. News-Medical. Retrieved on May 06, 2021 from https://www.news-medical.net/news/20210219/Researchers-find-CXCR6-gene-plays-a-role-in-COVID-19-severity.aspx.

  • MLA

    Robertson, Sally. "Os pesquisadores encontram jogos do gene CXCR6 um papel na severidade COVID-19". News-Medical. 06 May 2021. <https://www.news-medical.net/news/20210219/Researchers-find-CXCR6-gene-plays-a-role-in-COVID-19-severity.aspx>.

  • Chicago

    Robertson, Sally. "Os pesquisadores encontram jogos do gene CXCR6 um papel na severidade COVID-19". News-Medical. https://www.news-medical.net/news/20210219/Researchers-find-CXCR6-gene-plays-a-role-in-COVID-19-severity.aspx. (accessed May 06, 2021).

  • Harvard

    Robertson, Sally. 2021. Os pesquisadores encontram jogos do gene CXCR6 um papel na severidade COVID-19. News-Medical, viewed 06 May 2021, https://www.news-medical.net/news/20210219/Researchers-find-CXCR6-gene-plays-a-role-in-COVID-19-severity.aspx.