Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Os pesquisadores mostram como avaliar enfraquecer a eficácia das vacinas COVID-19

Os pesquisadores nos Estados Unidos demonstraram como calcular potencial enfraquecer a eficácia das vacinas projetadas proteger contra a infecção com coronavirus 2 da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV-2).

O vírus da novela SARS-CoV-2 é o agente responsável para a pandemia em curso da doença 2019 do coronavirus (COVID-19) que reivindicou agora as vidas de mais de 3 milhões de pessoas global.

Os métodos propor da equipe endereçam os desafios apresentados em avaliar a eficácia vacinal (VE) usando o sangue ou as amostras nasais que são recolhidos somente periòdicamente durante os ensaios clínicos onde o registro é desconcertado e o cruzamento de receptores do placebo ao braço vacinal ocorre antes do fim do estudo.

“Aqui, nós fornecemos válido e os métodos estatísticos eficientes para calcular potencial enfraquecer a VE contra a infecção SARS-CoV-2 com sangue ou amostras nasais sob a transmissão devariação da comunidade, o registro desconcertado, e o cruzamento cegado ou unblinded,” escrevem a equipe da universidade de North Carolina na gaiola de Chapel Hill e de Fred em Seattle, Washington.

Uma versão da pré-impressão do artigo de investigação está disponível no server do medRxiv*, quando o artigo se submeter à revisão paritária.

Estudo: Eficácia vacinal de avaliação contra a infecção SARS-CoV-2. Crédito de imagem: Estúdio F8/Shutterstock
Estudo: Eficácia vacinal de avaliação contra a infecção SARS-CoV-2. Crédito de imagem: Estúdio F8/Shutterstock

Os desafios enfrentados em avaliar a VE

Desde que a novela SARS-CoV-2 foi identificada primeiramente em Wuhan, China ao fim de dezembro de 2019, o progresso inaudito foi feito em vacinas tornando-se e os resultados provisórios do ensaio clínico da fase 3 mostraram a VE alta contra COVID-19 sintomático.

Contudo, pouco é sabido em relação a como eficaz as vacinas estão em impedir que os povos desenvolvam a infecção assintomática e espalhem potencial inadvertidamente o vírus.

A maioria de experimentações da fase 3 recolheram as amostras de sangue que podem ser usadas para identificar o seroconversion (a presença dos anticorpos anti-SARS-CoV-2 no sangue). Contudo, as amostras de sangue médias das limitações econômicas e logísticas são desenhadas somente rara, tais que o seroconversion está sabido somente para ocorrer entre dois timepoints que são semanas ou meses distante.

Tal dados “intervalo-censurados” do seroconversion é mais desafiante analisar do que os dados sintomáticos “potencial direito-censurados” da doença, particularmente quando a VE muda ao longo do tempo, dizem os pesquisadores.

“Uma estadia do evento seriam direito-censurada potencial se se observa exactamente ou é sabido para ser mais longo do que a duração da continuação,” explica Dan-Yu Lin e colegas.

Uns desafios mais adicionais elevaram quando a transmissão da comunidade muda ao longo do tempo e quando os participantes estão vacinados em de tâmaras diferente devido ao registro desconcertado ou ao cruzamento de receptores do placebo ao braço vacinal antes do fim da experimentação.

A infecção é diagnosticada frequentemente pelo teste reverso da reacção em cadeia da transcrição-polimerase (RT-PCR) de cotonetes nasais e a maioria de experimentações da fase 3 recolheram cotonetes nasais no registro e no cruzamento do participante.

Contudo, tal teste raro de amostras do cotonete faltará muitas infecções desde que os indivíduos podem somente ser positivo de RT-PCR para SARS-CoV-2 no curso de algumas dias ou semanas.

“Algumas experimentações da fase 3 tomaram cotonetes nasais mais freqüentemente (por exemplo, duas vezes por semana) em um subconjunto dos participantes, e lançados recentemente impedem o estudo de COVID U tomam a cotonetes nasais cada dia; contudo, o teste freqüente de RT-PCR aumenta o custo experimental,” escreve Lin e a equipe.

Que os pesquisadores fizeram?

Agora, Lin e os colegas mostraram como avaliar potencial enfraquecer a VE contra a infecção SARS-CoV-2 usando o sangue ou as amostras nasais recolhido em freqüências diferentes sob as condições da transmissão devariação da comunidade, do registro desconcertado e do cruzamento cego ou unblinded potencial ao braço vacinal.

Os pesquisadores demonstraram a utilidade dos métodos estatísticos propor conduzindo estudos extensivos da simulação que a indicação a experimentação da fase 3 da vacina de Pfizer-BioNTech BNT162b2 e o impedimento COVID U estuda.

Permitiram que o risco de infecção variasse através do tempo do calendário e dependesse dos factores de risco da linha de base, tais como a idade, o sexo, a raça, e as normas sanitárias. Igualmente permitiram que a VE contra a infecção dependesse do tempo decorreram desde a vacinação.

Programações da amostra do soro em 6 experimentações da vacina COVID-19 da fase 3. Os pontos do tempo da amostra são medidos do dia do registro.
Programações da amostra do soro em 6 experimentações da vacina COVID-19 da fase 3. Os pontos do tempo da amostra são medidos do dia do registro.

“Os métodos novos fornecem uma avaliação válida e eficiente de três medidas úteis da VE”

A equipe mostrou que é possível avaliar a VE devariação contra a infecção usando as amostras de sangue tomadas durante as experimentações em curso da fase 3 ou usando as amostras nasais recolhidas nos estudos como impeça COVID U.

“Os métodos novos fornecem um válido e a avaliação eficiente de três medidas úteis da VE,” escreve Lin e colegas.

Os pesquisadores dizem que uma vantagem significativa desta aproximação nova é que fornece uma estrutura unificada estudando constante contra enfraquecer a VE.

“Muitos estudos recolhem o sangue e amostras nasais,” escrevem. “Os métodos propor podem ser aplicados aos dois tipos de dados da infecção separada ou como um valor-limite combinado, segundo o objetivo da análise e a freqüência de cada tipo de teste.”

A equipe executou os métodos propor em um pacote de software livre, que estivesse disponível em https://dlin.web.unc.edu/software/idove/

Observação *Important

o medRxiv publica os relatórios científicos preliminares que par-não são revistos e, não devem conseqüentemente ser considerados como conclusivos, guia a prática clínica/comportamento saúde-relacionado, ou tratado como a informação estabelecida.

Journal reference:
Sally Robertson

Written by

Sally Robertson

Sally first developed an interest in medical communications when she took on the role of Journal Development Editor for BioMed Central (BMC), after having graduated with a degree in biomedical science from Greenwich University.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Robertson, Sally. (2021, April 19). Os pesquisadores mostram como avaliar enfraquecer a eficácia das vacinas COVID-19. News-Medical. Retrieved on September 23, 2021 from https://www.news-medical.net/news/20210419/Researchers-show-how-to-evaluate-waning-efficacy-of-COVID-19-vaccines.aspx.

  • MLA

    Robertson, Sally. "Os pesquisadores mostram como avaliar enfraquecer a eficácia das vacinas COVID-19". News-Medical. 23 September 2021. <https://www.news-medical.net/news/20210419/Researchers-show-how-to-evaluate-waning-efficacy-of-COVID-19-vaccines.aspx>.

  • Chicago

    Robertson, Sally. "Os pesquisadores mostram como avaliar enfraquecer a eficácia das vacinas COVID-19". News-Medical. https://www.news-medical.net/news/20210419/Researchers-show-how-to-evaluate-waning-efficacy-of-COVID-19-vaccines.aspx. (accessed September 23, 2021).

  • Harvard

    Robertson, Sally. 2021. Os pesquisadores mostram como avaliar enfraquecer a eficácia das vacinas COVID-19. News-Medical, viewed 23 September 2021, https://www.news-medical.net/news/20210419/Researchers-show-how-to-evaluate-waning-efficacy-of-COVID-19-vaccines.aspx.