Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Os pesquisadores desenvolvem uma formulação probiótico nova com potência anti-SARS-CoV-2 alta

Uma equipe de cientistas internacionais conduziu recentemente um ensaio clínico randomized para avaliar os perfis da segurança e da eficácia de uma formulação probiótico nova em pacientes sintomáticos da doença 2019 do coronavirus (COVID-19).

Os resultados indicam que a formulação probiótico é altamente eficaz em reduzir a severidade do sintoma nos pacientes COVID-19 sem causar nenhuns eventos adversos. O estudo está actualmente disponível no server da pré-impressão do medRxiv*.

Fundo

O coronavirus 2 da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV-2), o micróbio patogénico causal de COVID-19, é um vírus envolvido do RNA que pertence à beta-coronavirus família humana. Ser um vírus respiratório, SARS-CoV-2 ataca primeiramente as vias respiratórias superiores e propaga-as subseqüentemente às vias respiratórias mais baixas, causar suave às complicações respiratórias severas.

Contudo, em uma proporção significativa dos pacientes COVID-19, o vírus foi encontrado para causar as infecções gastrintestinais manifestadas pela náusea, pelo vômito, e pela diarreia. Isto indica o estabelecimento de uma linha central de uma comunicação do intestino-pulmão nos pacientes COVID-19. Há uma evidência emergente que indica que a comunidade microbiana do intestino pode potencial modular respostas imunes do pulmão aprontando pilhas imunes do intestino e migrando as ao epitélio do pulmão.       

Probiotics é micro-organismos vivos com benefícios de saúde conhecidos. Alguns estudos sugeriram que o probiotics poderia ser benéfico em infecções respiratórias suaves, tais como a constipação comum. O probiotics o mais comum é as bactérias do ácido láctico, que são sabidas para jogar um papel em manter o microbiota do intestino.

No estudo actual, os cientistas avaliaram a segurança e a eficácia de uma formulação probiótico nova nos pacientes COVID-19. A formulação compreende três manchas plantarum do L. (KABP022, KABP023 e KABP033) e uma tensão do acidilacti do P. (KABP021).    

Projecto do estudo

O estudo foi conduzido em 150 pacientes sintomáticos com infecção SARS-CoV-2 RT-PCR-confirmada. Os participantes foram pedidos para consumir uma vez diariamente uma cápsula probiótico activa por 30 dias consecutivos. Um grupo placebo-tratado de 150 pacientes COVID-19 foi incluído igualmente como controles experimentais.

Observações importantes

De um total de 300 pacientes (faixa etária: 18 - 60 anos), 293 terminaram o estudo. Três pacientes no grupo probiótico e 4 pacientes no grupo do placebo não poderiam terminar o estudo.

Eficácia do tratamento

Comparado a somente 28% dos pacientes no grupo do placebo, aproximadamente 53% dos pacientes no grupo probiótico mostrou a remissão completa da infecção 30 dias após a iniciação do tratamento. Durante todo o estudo, nenhuma hospitalização, admissão da unidade de cuidados intensivos, ou morte ocorreram em ambos os grupos.

Os pacientes no grupo probiótico relataram uma recuperação mais rápida dos sintomas, incluindo a febre, a tosse, a dor de cabeça, a dor do corpo, e a dispneia. Embora o consumo de acetaminophen fosse permitido durante o período do estudo, os participantes no grupo probiótico relataram uma mais baixa entrada da medicina do que aquelas no grupo do placebo.

Uma carga viral nasopharyngeal significativamente mais baixa e uns níveis significativamente mais altos do soro de IgG e uns anticorpos anti-SARS-CoV-2 IgM-específicos foram observados nos pacientes probiótico-tratados comparados àquele em pacientes placebo-tratados. Uma redução significativa em níveis C-reactivos da proteína e do D-dímero foi observada igualmente nos pacientes probiótico-tratados comparados àquele em pacientes placebo-tratados. Nos pacientes com complicações do pulmão, uma melhoria significativa em resultados radiográficos foi observada na iniciação probiótico do tratamento do cargo do dia 15 e do dia 30.

Perfil de segurança

Embora nenhuns dos participantes do estudo mostrassem todas as complicações adversas sérias, aproximadamente 27% e 42% dos participantes no grupo probiótico e do placebo, respectivamente, exibiu os eventos adversos tratamento-emergentes, incluindo a febre, a tosse, a dor do corpo, a conjuntivite, e a absorção da dificuldade. Desde que a incidência de eventos adversos era mais alta no grupo do placebo, os cientistas acreditam que estes eventos são o mais provavelmente associados com COVID-19.

Significado do estudo

O estudo descreve a revelação de uma formulação probiótico com três manchas de L. Plantarum (KABP022, KABP023 e KABP033) e uma tensão do acidilacti do P. (KABP021), que bem-é tolerada em pacientes não-hospitalizados com suave para moderar COVID-19. A formulação exibe a eficiência elevada em reduzir a carga viral, em abrandar-se patologias do pulmão, e em reduzir a duração do sintoma. Além, a formulação é capaz de induzir níveis do anticorpo anti-SARS-CoV-2 nos pacientes COVID-19.

Observação *Important

o medRxiv publica os relatórios científicos preliminares que par-não são revistos e, não devem conseqüentemente ser considerados como conclusivos, guia a prática clínica/comportamento saúde-relacionado, ou tratado como a informação estabelecida.

Journal reference:
Dr. Sanchari Sinha Dutta

Written by

Dr. Sanchari Sinha Dutta

Dr. Sanchari Sinha Dutta is a science communicator who believes in spreading the power of science in every corner of the world. She has a Bachelor of Science (B.Sc.) degree and a Master's of Science (M.Sc.) in biology and human physiology. Following her Master's degree, Sanchari went on to study a Ph.D. in human physiology. She has authored more than 10 original research articles, all of which have been published in world renowned international journals.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Dutta, Sanchari Sinha. (2021, May 25). Os pesquisadores desenvolvem uma formulação probiótico nova com potência anti-SARS-CoV-2 alta. News-Medical. Retrieved on September 22, 2021 from https://www.news-medical.net/news/20210525/Researchers-develop-a-novel-probiotic-formulation-with-high-anti-SARS-CoV-2-potency.aspx.

  • MLA

    Dutta, Sanchari Sinha. "Os pesquisadores desenvolvem uma formulação probiótico nova com potência anti-SARS-CoV-2 alta". News-Medical. 22 September 2021. <https://www.news-medical.net/news/20210525/Researchers-develop-a-novel-probiotic-formulation-with-high-anti-SARS-CoV-2-potency.aspx>.

  • Chicago

    Dutta, Sanchari Sinha. "Os pesquisadores desenvolvem uma formulação probiótico nova com potência anti-SARS-CoV-2 alta". News-Medical. https://www.news-medical.net/news/20210525/Researchers-develop-a-novel-probiotic-formulation-with-high-anti-SARS-CoV-2-potency.aspx. (accessed September 22, 2021).

  • Harvard

    Dutta, Sanchari Sinha. 2021. Os pesquisadores desenvolvem uma formulação probiótico nova com potência anti-SARS-CoV-2 alta. News-Medical, viewed 22 September 2021, https://www.news-medical.net/news/20210525/Researchers-develop-a-novel-probiotic-formulation-with-high-anti-SARS-CoV-2-potency.aspx.