Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Podia a activação de FcγRIII/CD16 por anticorpos do anti-ponto SARS-CoV-2 independente determinar a severidade COVID-19?

Uma equipe dos cientistas de Alemanha investigada recentemente se o hyperactivation dos receptors imunes que reconhecem a peça de Fc de uma molécula de IgG (FcγR) pode conduzir às mudanças immunopathologic em pacientes da doença 2019 do coronavirus (COVID-19). Observaram que o hyperactivation de FcγRIII (CD16) por anticorpos proinflammatory de IgG contra o coronavirus 2 da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV-2) pode significativamente contribuir ao immunopathology relativo COVID-19. O estudo está actualmente disponível no server da pré-impressão do bioRxiv*.

Fundo

Hyperinflammation é uma indicação de COVID-19 severo. Nos pacientes COVID-19 crìtica doentes, a agravação dos sintomas correlaciona frequentemente com os níveis elevados de anticorpos de anti-SARS-CoV-2 IgG e de cytokines proinflammatory, incluindo o alfa de IL-6 e de TNF. Durante a infecção viral, a activação de FcγRs circulando complexos solúveis do antígeno-anticorpo e a liberação subseqüente dos cytokines é considerada como um mecanismo de defesa poderoso contra vírus de invasão. Contudo, o hyperactivation de FcγRs pode conduzir à resposta inflamatório aumentada, que por sua vez pode contribuir ao immunopathology, como observado nos pacientes COVID-19 crìtica doentes. Neste contexto, os estudos mostraram que a alteração de N297-dependent dos glycans tais como o afucosylation dentro da região constante de anticorpos de anti-SARS-CoV-2 IgG pode aumentar seu emperramento a FcγRs, que por sua vez pode provocar respostas hyperinflammatory.

No estudo actual, os cientistas analisaram a correlação entre respostas antígeno-específicas de IgG e o perfil da activação do receptor imune FcγRIII (CD16) nos pacientes COVID-19 hospitalizados. Investigaram se o hyperactivation de CD16 está associado com a severidade COVID-19.

O receptor CD16 de Fc, que é expressado por pilhas de assassino naturais, monocyte-derivou macrófagos, ou neutrófilo, reconhece os complexos solúveis circulatórios do antígeno-anticorpo para negociar a citotoxidade celular dependendo dos anticorpos e a secreção dependendo dos anticorpos do cytokine, que são processos celulares vitais para combater os micróbios patogénicos de invasão.

Projecto do estudo

Para determinar a cinética de anticorpos de anti-SARS-CoV-2 IgG, as amostras do soro foram recolhidas de 41 pacientes COVID-19 hospitalizados. De todos os pacientes, 27 eram crìtica doentes com a pneumonia severa que exige a ventilação mecânica invasora, e 14 eram severamente doentes com pneumonia. O comorbidity o mais comum era a hipertensão, que estou presente em 85% dos pacientes.

As amostras do soro foram recolhidas dos pacientes em pontos diferentes do tempo dentro de 6 - 25 dias após o início do sintoma e analisadas para o anti-ponto e anti-nucleocapsid anticorpos de IgG.

Cinética do anticorpo Anti-SARS-CoV-2

Em a maioria dos pacientes, os anticorpos de anti-SARS-CoV-2 IgG foram detectados dentro em 9 - 14 dias após o início do sintoma, que aumentou gradualmente ao longo do tempo, alcançando um nível constante 18 - 20 dias. Especificamente, o seroconversion para anti-nucleocapsid anticorpos ocorreu mais cedo do que aquele para anticorpos do anti-ponto. Em relação aos anticorpos de neutralização, os titers máximos foram observados em todos os pacientes no início do sintoma do cargo de 18 - 20 dias. Tomadas junto, estas observações indicam que não há nenhuma diferença significativa na cinética do anticorpo entre os pacientes COVID-19 severamente doentes e crìtica doentes.

Activação de CD16

O sistema baseado em celulas do repórter foi utilizado para examinar em que anticorpos da extensão anti-SARS-CoV-2 IgG impactam a activação CD16. Os resultados revelaram que os anticorpos obrigatórios do domínio do anti-ponto e (RBD) do anti-receptor causaram uma activação significativamente aumentada de CD16 nos pacientes crìtica doentes comparados aos pacientes severamente doentes. Contudo, nenhuma tal diferença foi observada para a anti-nucleocapsid activação anticorpo-negociada de CD16. Total, em pacientes toda crìtica doentes, uma activação sustentada de CD16 pelo ponto e os anticorpos RBD-específicos foram observados, indicando a participação de CD16 em determinar a severidade COVID-19.  

Para uma avaliação mais adicional, o fucosylation do núcleo de IgG (o processo de adicionar o açúcar do fucose à região de Fc do anticorpo) do anti-ponto e os anti-nucleocapsid anticorpos foram examinados nas amostras do soro obtidas pacientes de crìtica e severamente doentes. Os resultados revelam aquele comparado aos pacientes com um baixo perfil da activação CD16, pacientes com actividade CD16 alta tiveram significativamente níveis inferiores do fucosylation do núcleo. Contudo, nenhuma diferença no nível do fucosylation foi observada pacientes no meio crìtica e severamente doentes. Totais, estas observações indicam que um mais baixo fucosylation do anti-ponto e de anti-nucleocapsid anticorpos está associado com a activação CD16 aumentada nos pacientes com o COVID-19 crítico ou severo.

Complexos imunes e severidade COVID-19 solúveis

A quantificação da activação CD16 por complexos imunes solúveis IgG-específicos foi realizada por um ensaio baseado em celulas do repórter. Os resultados revelaram uns níveis significativamente mais altos de complexos imunes solúveis de CD16-reactive nos pacientes crìtica doentes comparados àquele em pacientes severamente doentes. Para validar mais se os complexos imunes solúveis representam o componente de CD16-reactive no soro, uma série de experiências foi conduzida, que revelaram colectivamente que os níveis do soro de complexos imunes de CD-16-reactive determinam independente a severidade COVID-19.

Significado do estudo

O estudo revela que a activação de CD16 por complexos imunes solúveis correlaciona fortemente com a severidade COVID-19. Baseado nos resultados do estudo, os cientistas sugerem essa saturação dos receptors de Fc, incluindo CD16 pela administração intravenosa das imunoglobulina, pode ser eficaz em abrandar o immunopathology relativo COVID-19.

observação *Important

o bioRxiv publica os relatórios científicos preliminares que par-não são revistos e, não devem conseqüentemente ser considerados como conclusivos, guia a prática clínica/comportamento saúde-relacionado, ou tratado como a informação estabelecida.

Journal reference:
Dr. Sanchari Sinha Dutta

Written by

Dr. Sanchari Sinha Dutta

Dr. Sanchari Sinha Dutta is a science communicator who believes in spreading the power of science in every corner of the world. She has a Bachelor of Science (B.Sc.) degree and a Master's of Science (M.Sc.) in biology and human physiology. Following her Master's degree, Sanchari went on to study a Ph.D. in human physiology. She has authored more than 10 original research articles, all of which have been published in world renowned international journals.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Dutta, Sanchari Sinha. (2021, June 28). Podia a activação de FcγRIII/CD16 por anticorpos do anti-ponto SARS-CoV-2 independente determinar a severidade COVID-19?. News-Medical. Retrieved on January 20, 2022 from https://www.news-medical.net/news/20210628/Could-the-activation-of-Fcceb3RIIICD16-by-anti-spike-antibodies-independently-determine-COVID-19-severity.aspx.

  • MLA

    Dutta, Sanchari Sinha. "Podia a activação de FcγRIII/CD16 por anticorpos do anti-ponto SARS-CoV-2 independente determinar a severidade COVID-19?". News-Medical. 20 January 2022. <https://www.news-medical.net/news/20210628/Could-the-activation-of-Fcceb3RIIICD16-by-anti-spike-antibodies-independently-determine-COVID-19-severity.aspx>.

  • Chicago

    Dutta, Sanchari Sinha. "Podia a activação de FcγRIII/CD16 por anticorpos do anti-ponto SARS-CoV-2 independente determinar a severidade COVID-19?". News-Medical. https://www.news-medical.net/news/20210628/Could-the-activation-of-Fcceb3RIIICD16-by-anti-spike-antibodies-independently-determine-COVID-19-severity.aspx. (accessed January 20, 2022).

  • Harvard

    Dutta, Sanchari Sinha. 2021. Podia a activação de FcγRIII/CD16 por anticorpos do anti-ponto SARS-CoV-2 independente determinar a severidade COVID-19?. News-Medical, viewed 20 January 2022, https://www.news-medical.net/news/20210628/Could-the-activation-of-Fcceb3RIIICD16-by-anti-spike-antibodies-independently-determine-COVID-19-severity.aspx.