Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

Análise dinâmica molecular dos inibidores SARS-CoV-2

O 13 de julho de 2021, a doença 2019 do coronavirus (COVID-19), que é causado pelo coronavirus 2 da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV-2), contaminou sobre 187 milhões de pessoas e causou as mortes sobre de 4 milhões de pessoas no mundo inteiro. Em cima da infecção por SARS-CoV-2, este vírus liga com afinidade alta ao angiotensin humano que converte o receptor (ACE2) enzyme-2 actual na superfície de pilhas humanas. Este mecanismo foi conseqüentemente do interesse a muitos pesquisadores que olham para desenvolver os tratamentos que poderiam obstruir ACE2 e/ou desabilitar a proteína do ponto (s) de SARS-CoV-2.

Um estudo novo relata os resultados das simulações dinâmicas moleculars que foram executadas em um esforço para identificar as drogas novas que poderiam ser eficazes contra SARS-CoV-2.

Estudo: A dinâmica molecular de inibidores possíveis para SARS-CoV-2. Crédito de imagem: PHOTOCREO Michal Bednarek/Shutterstock.com

Fundo

A proteína de S de SARS-CoV-2 é compo das subunidades S1 e S2 que fusão intermediária da membrana do acoplamento ACE2 e da viral-pilha a permitir finalmente a entrada viral na pilha de anfitrião. A subunidade S1 leva o domínio receptor-obrigatório (RBD) que carrega o motivo receptor-obrigatório (RBM), que é o lugar dos resíduos que ligam à relação ACE2.

Apesar dos esforços intensivos que foram feitos pela comunidade científica global para desenvolver agentes antivirosos contra SARS-CoV-2, seu sucesso foi limitado. Em conseqüência, a maioria de médicos confiaram pelo contrário nas drogas conhecidas que são capazes de reduzir a inflamação nos pacientes com o COVID-19 severo ou crítico a fim impedir dano e a morte do multi-órgão.

Muitos estudos da selecção foram realizados para identificar drogas e/ou o repurpose novos aqueles que são prontamente - disponíveis. Com tal fim, in silico as técnicas foram do grande uso na identificação inicial de tais compostos.

Que o estudo mostrou?

No relatório actual, que foi publicado no jornal da estrutura e da dinâmica biomoleculares, os autores descreveram o uso de simulações da dinâmica molecular explorar as afinidaoes obrigatórias de nove compostos. Destes nove compostos, três foram encontrados para mostrar o potencial terapêutico significativo, que incluiu SN35563, arbidol, e hydroxychloroquine.

SN35563, que é sabido igualmente como R5, é um analog do éster do ketamine que vista fora ràpida mas continue a contrariar estímulos da dor por um período prolongado. No estudo actual, os pesquisadores encontraram que quando SN35563 ligar na afinidade alta ao receptor ACE2, não era capaz da ligação às proteínas de SARS-CoV-2 S ou de RBD a níveis comparáveis.

Arbidol é um composto antiviroso do largo-espectro do não-nucleoside que seja pensado para inibir a fusão da membrana de pilha do vírus-anfitrião ao simultaneamente reforçar a imunidade. A níveis moleculars, o arbidol foi encontrado para ligar preferencial aos resíduos aromáticos. Quando usado clìnica, o arbidol melhorou vários parâmetros da saúde nos pacientes COVID-19 que incluem níveis da saturação do oxigênio, assim como admissões da unidade de cuidados intensivos (ICU) e duração reduzidas da hospitalização, com descarga mais adiantada.

Hydroxychloroquine é uma droga antimalárica e immunomodulatory que seja amplamente utilizada no tratamento de artrites auto-imunes como uma droga anti-reumático dealteração (DMARD). O abridol e o hydroxychloroquine foram encontrados para obstruir a proteína viral de S sem anexar ao receptor ACE2. Baseado nas simulações da dinâmica molecular, os pesquisadores acreditam que o bloqueio óptimo da invasão SARS-CoV-2 poderia com sucesso ser conseguido por uma combinação do arbidol ou do hydroxychloroquine com SN35563, como SN35563 pode obstruir o receptor ACE2 para compensar a incapacidade dos agentes anteriores fazer assim.

Remdesivir, que é um antiviral que seja usado extensivamente para tratar os pacientes COVID-19, foi estudado igualmente no estudo actual. Com tal fim, os pesquisadores encontraram que este agente pode realmente aumentar o risco de infecção da pilha de anfitrião em conseqüência de sua afinidade obrigatória igual às proteínas de S e de RBD, assim como o receptor ACE2. Ligando a ambos simultaneamente, o remdesivir reduz a distância entre as proteínas e o receptor virais da pilha de anfitrião, fazendo desse modo a infecção viral mais provável.

Que são as implicações?

Uns testes mais adicionais serão exigidos determinar se as combinações de SN35563 com o arbidol ou o hydroxychloroquine podem ter um efeito sinérgico na entrada da pilha. Em caso afirmativo, este tratamento da combinação seja extremamente útil em obstruir o receptor ACE2 e em reduzir o emperramento de SARS-CoV-2 a este receptor nas pilhas de anfitrião. Além disso, a dose de cada droga podia ser reduzida em tais aproximações do tratamento da combinação.

Com o uso de simulações da dinâmica molecular, o estudo actual demonstrou um mecanismo possível de uma acção de três compostos do candidato, que poderiam conduzir à revelação de drogas antivirosas poderosos em um futuro próximo.

Journal reference:
Dr. Liji Thomas

Written by

Dr. Liji Thomas

Dr. Liji Thomas is an OB-GYN, who graduated from the Government Medical College, University of Calicut, Kerala, in 2001. Liji practiced as a full-time consultant in obstetrics/gynecology in a private hospital for a few years following her graduation. She has counseled hundreds of patients facing issues from pregnancy-related problems and infertility, and has been in charge of over 2,000 deliveries, striving always to achieve a normal delivery rather than operative.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Thomas, Liji. (2021, July 13). Análise dinâmica molecular dos inibidores SARS-CoV-2. News-Medical. Retrieved on September 17, 2021 from https://www.news-medical.net/news/20210713/Molecular-dynamic-analysis-of-SARS-CoV-2-inhibitors.aspx.

  • MLA

    Thomas, Liji. "Análise dinâmica molecular dos inibidores SARS-CoV-2". News-Medical. 17 September 2021. <https://www.news-medical.net/news/20210713/Molecular-dynamic-analysis-of-SARS-CoV-2-inhibitors.aspx>.

  • Chicago

    Thomas, Liji. "Análise dinâmica molecular dos inibidores SARS-CoV-2". News-Medical. https://www.news-medical.net/news/20210713/Molecular-dynamic-analysis-of-SARS-CoV-2-inhibitors.aspx. (accessed September 17, 2021).

  • Harvard

    Thomas, Liji. 2021. Análise dinâmica molecular dos inibidores SARS-CoV-2. News-Medical, viewed 17 September 2021, https://www.news-medical.net/news/20210713/Molecular-dynamic-analysis-of-SARS-CoV-2-inhibitors.aspx.