Aviso: Esta página é uma tradução automática da página original em inglês. Por favor note uma vez que as traduções são geradas por máquinas, não tradução tudo será perfeita. Este site e suas páginas da Web destinam-se a ler em inglês. Qualquer tradução deste site e suas páginas da Web pode ser imprecisas e imprecisos no todo ou em parte. Esta tradução é fornecida como uma conveniência.

O estudo encontra a correlação entre o titer de neutralização do anticorpo e a eficácia vacinal relatada

Um estudo observacional compara respostas imunes contra três vacinas: BNT162b2 (vacina de Pfizer mRNA), mRNA-1273 (vacina de Moderna mRNA), e Ad26.COV2.S (vacina do vírus adenóide de J&J).

Estudo: Análise comparativa de respostas imunes humanas depois da vacinação SARS-CoV-2 com crédito de imagem de BNT162b2, de mRNA-1273, ou de Ad26.COV2.S.: DisobeyArt/ShutterstockEstudo: Análise comparativa de respostas imunes humanas depois da vacinação SARS-CoV-2 com crédito de imagem de BNT162b2, de mRNA-1273, ou de Ad26.COV2.S.: DisobeyArt/Shutterstock

Uma versão da pré-impressão do estudo está disponível no server do medRxiv* quando o artigo se submeter à revisão paritária.

respostas imunes Vacina-induzidas

Devido à pandemia global da doença 2019 do coronavirus (COVID-19) causada pelo coronavirus 2 da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV-2), três vacinas receberam a autorização do uso da emergência (EUA) pelos E.U. Food and Drug Administration (FDA) em 2020 /2021.

Diversos estudos publicaram os dados da segurança e da eficácia destas vacinas. Os estudos da inicial mostraram que as vacinas têm os seguintes efficacies: BNT162b2 95%, mRNA-1273 94,1%, e Ad26.COV2.S 66,9%. Mas há uns dados limitados nas respostas imunes vacina-induzidas que comparam a correlação da protecção entre as três vacinas usando ensaios imunológicos idênticos.

Neste estudo, os pesquisadores conduziram um estudo comparativo longitudinal em perspectiva para comparar as respostas imunes induzidas pelas três vacinas. Os indivíduos que tinham recebido qualquer uma das três vacinas foram convidados a participar neste estudo. Sua cargo-vacinação das respostas do anticorpo foi avaliada.

A vacinação induz uma resposta imune pelo anfitrião tendo por resultado a produção de anticorpos de neutralização. Os níveis de anticorpos de neutralização podem actuar como uma correlação da protecção. Contudo, esta correlação não foi estabelecida. Este estudo igualmente tenta estabelecer uma correlação da protecção.

Um estudo observacional

Um total de 73 indivíduos participou no estudo. Receberam o BNT162b2 (25), mRNA-1273 (24), ou vacinas de Ad26.COV2.S (24). Os participantes foram registrados em perspectiva se planearam tomar duas doses da vacina do mRNA ou de uma única dose da vacina adenoviral. O sangue inteiro foi recolhido no dia da matrícula ou a primeira vacinação e os 21-31 dias e os 45-63 dias que seguem cada vacinação inicial.

Estudando respostas imunes

Os ensaios idênticos foram usados para estudar as respostas humoral dos participantes. Os pesquisadores realizaram um ELISA receptor-obrigatório do domínio (RBD) SARS-CoV-2 nas amostras desenhadas em todas as três visitas. Igualmente fizeram os ensaios da neutralização da redução do foco do vírus SARS-CoV-2 (FRNT) em amostras do segundas e em visitas do terço. Executaram ensaios de IFN-γ ELISPOT com as pilhas mononuclear do sangue periférico (PMBCs) obtidas na terceira visita para medir as respostas de célula T glicoproteína-específicas do ponto SARS-CoV-2.

Comparando respostas imunes

As vacinas BNT162b2 e mRNA-1273, usando plataformas mRNA-baseadas, induziram respostas similares de ELISA de RBD e capacidades de neutralização do anticorpo nos participantes. Contudo, o Ad26.COV2.S vírus-baseou a resposta de ELISA de RBD e a actividade significativamente mais baixas induzidas vacina da neutralização do vírus SARS-CoV-2.

Sugere-se que uma relação titer vacinal/convalescente da neutralização possa servir como um substituto imunológico da protecção. Baseado nos valores obtidos dos ensaios de FRNT, a relação titer vacinal/convalescente da neutralização igualaria a uma eficácia protectora prevista de >90% para as duas vacinas do mRNA e de aproximadamente 50% para a vacina vírus-baseada. Estes previram que avaliações da eficácia é comparável às avaliações observadas da eficácia vacinal para as duas vacinas do mRNA.

Os pesquisadores sugerem que estes dados apoiem o uso titer vacinal/convalescente como uma correlação da protecção. Contudo, a eficácia prevista para a vacina de Ad26.COV2.S foi calculada para ser aproximadamente 50% que é mais baixo do que a eficácia 66,9% observada. Isto podia ser devido aos receptores de Ad26.COV2.S era na maior parte uns homens mais idosos ou uma limitação do cálculo.

Uns estudos mais adicionais serão necessários confirmar os níveis de neutralização do anticorpo do soro preciso que correlacionariam com a protecção. É igualmente essencial identificar e estandardizar ensaios para determinar os níveis de neutralização do anticorpo do soro.

Os receptores mRNA-1273 vacinais mostraram um valor significativamente mais alto do ponto IFN-γ glicoproteína-específico produzindo as pilhas de T que seguem quando comparados com os receptores de BNT162b2 e de Ad26.COV2.S. As respostas de célula T entre receptores de BNT162b2 e de Ad26.COV2.S eram similares. Isto sugere que as respostas de célula T não sejam provavelmente responsáveis para a protecção aumentada fornecida por BNT162b2 contra Ad26.COV2.S.

Limitações do estudo

Devido ao número limitado de participantes estudados, comparações do dentro-grupo não eram possível. As três vacinas tiveram regimes de dose diferentes, e esta conduziu aos intervalos diferentes para a amostra da cargo-vacinação. Os pesquisadores estão cientes que este poderia ter influenciado a imunogenicidade observada das três vacinas.

Implicações do estudo

Os dados apresentados aqui são consistentes com os dados publicados da eficácia. Este estudo igualmente fornece uma comparação directa das respostas imunes induzidas.

observação *Important

o medRxiv publica os relatórios científicos preliminares que par-não são revistos e, não devem conseqüentemente ser considerados como conclusivos, guia a prática clínica/comportamento saúde-relacionado, ou tratado como a informação estabelecida.

Journal reference:
  • Barbeau, D. et al. (2021) "Comparative analysis of human immune responses following SARS-CoV-2 vaccination with BNT162b2, mRNA-1273, or Ad26.COV2.S". medRxiv. doi: 10.1101/2021.09.21.21262927.
Dr. Shital Sarah Ahaley

Written by

Dr. Shital Sarah Ahaley

Dr. Shital Sarah Ahaley is a medical writer. She completed her Bachelor's and Master's degree in Microbiology at the University of Pune. She then completed her Ph.D. at the Indian Institute of Science, Bengaluru where she studied muscle development and muscle diseases. After her Ph.D., she worked at the Indian Institute of Science, Education, and Research, Pune as a post-doctoral fellow. She then acquired and executed an independent grant from the DBT-Wellcome Trust India Alliance as an Early Career Fellow. Her work focused on RNA binding proteins and Hedgehog signaling.

Citations

Please use one of the following formats to cite this article in your essay, paper or report:

  • APA

    Sarah Ahaley, Shital. (2021, September 29). O estudo encontra a correlação entre o titer de neutralização do anticorpo e a eficácia vacinal relatada. News-Medical. Retrieved on January 24, 2022 from https://www.news-medical.net/news/20210929/Study-finds-correlation-between-neutralizing-antibody-titer-and-reported-vaccine-efficacy.aspx.

  • MLA

    Sarah Ahaley, Shital. "O estudo encontra a correlação entre o titer de neutralização do anticorpo e a eficácia vacinal relatada". News-Medical. 24 January 2022. <https://www.news-medical.net/news/20210929/Study-finds-correlation-between-neutralizing-antibody-titer-and-reported-vaccine-efficacy.aspx>.

  • Chicago

    Sarah Ahaley, Shital. "O estudo encontra a correlação entre o titer de neutralização do anticorpo e a eficácia vacinal relatada". News-Medical. https://www.news-medical.net/news/20210929/Study-finds-correlation-between-neutralizing-antibody-titer-and-reported-vaccine-efficacy.aspx. (accessed January 24, 2022).

  • Harvard

    Sarah Ahaley, Shital. 2021. O estudo encontra a correlação entre o titer de neutralização do anticorpo e a eficácia vacinal relatada. News-Medical, viewed 24 January 2022, https://www.news-medical.net/news/20210929/Study-finds-correlation-between-neutralizing-antibody-titer-and-reported-vaccine-efficacy.aspx.